Archive for Abril 2013

Um banquete, um desprezo e o AMOR



Jovem do Senhor, que busca viver os sonhos de Deus e fazer a Sua vontade, que adora a Ele e espera n’Ele, nos momentos mais duros de nossa vida, o melhor lugar para se estar é aos pés de Jesus. Ele entende tudo sobre alma, sobre emoções, e sobre o que necessitamos. Pergunte à mulher da casa de Simão... 

Com apenas uma pequena parábola Jesus a defendeu e mudou para sempre a sua história. Em dois pequenos versículos é narrada a parábola Os dois devedores, com a qual temos uma das impactantes lições do Mestre da Galiléia. Como podemos tirar tanto sentido de uma narrativa tão pequena? Os ouvintes presentes no momento da narração puderam compreender a dimensão da história. No entanto, através da análise do contexto em que a parábola foi contada entendemos a profundidade do que Jesus ensinou por meio dela, e o que ele pensava a respeito daquela que era uma pecadora e aos olhos da sociedade era “ninguém depois do nada”.

O cenário era dos mais desafiadores para se contar uma boa história. Após chegar à casa do fariseu Simão, que convidou o rabino nazareno para um banquete, Jesus passa por uma situação, no mínimo, constrangedora. Esse tipo de refeição, segundo historiadores, se dava no pátio da casa, um lugar mais aberto, de certa forma, público, onde as pessoas que passavam em frente da habitação poderiam “assistir” ao jantar festivo. Mas aqueles “olheiros” iriam presenciar muito mais que um encontro de sábios a comer. Jesus estava ali, algo estava para acontecer...

Para entendermos as cenas seguintes, devemos considerar alguns costumes daquela região na época. Os meios de transporte eram rudimentares, grande parte da população se locomovia a pé. Assim, era comum que ao chegar numa casa o anfitrião oferecesse água para lavar os pés ou um criado se encarregasse de tal tarefa para com o visitante, pois os pés dos caminhantes, com certeza, não ficavam muito “gatinhos”. Além disso, o hóspede também era saudado com um beijo, o ósculo de recepção e boas-vindas, e recebia óleo sobre sua cabeça – a unção. Sempre fora muito natural esse ritual de chegada quando se era convidado de alguém. É o mesmo que fazemos aqui no Brasil, quando recebemos uma visita e a convidamos a entrar e, em seguida, sentar-se. Se não fizermos, no mínimo, faltam-nos boas maneiras. 

 Acontece que naquele banquete, o anfitrião não entregara sequer água para Jesus lavar os pés. Não o saudou com o ósculo e não ungiu-lhe a face. Era notório seu desprezo. Estudiosos, como Bailey (1985), entendem que essa atitude demonstrava a arrogância de Simão para com Cristo, seu sentimento de superioridade, embora o ato de convidá-lo para o banquete tivesse sido uma expressão de estima para com o Mestre – convidar alguém para comer, em uma região que ocorria sucessivas estiagens, e alimento não era abundante como em nossos dias, era uma demonstração de apreço. Mas, naquele banquete que começou mal ainda iria acontecer algo totalmente inesperado, todos ficariam surpresos e o coração do Mestre se encheria de gozo porque sabia que alguém ali tinha notado que não fora bem recebido...

Continua...

Por Aliana Geórgia
segunda-feira, 29 de abril de 2013

Ser a mulher ideal (Proibido para rapazes!)



Eu como muitas garotas já me peguei várias vezes pensando em meus milhares de defeitos. Porque mulher tem o dom para isso. É mais ou menos assim: “Ai meu cabelo está um horror, parece que eu tomei um choque de alta tensão” “Dá pra ralar um coco na minha cara” “Se pelo menos eu fosse mais alta” “Eu pareço uma girafa de tão alta” “Minha barriga tá crescendo” “A idade começou a fazer efeito, tudo já começou a cair” “Eu não sou bonita, nem muito inteligente, muito menos engraçada”. “Estou enorme de gorda!” ou “Já posso tentar entrar na garrafa.” Dentre outras bobeiras. Daí segue-se a pergunta: “Quem vai me querer desse jeito?” É bem verdade que a lei de oferta e procura não está favorecendo muito as mulheres na maior parte do Brasil, então logo pensamos que “com tantas opções, por que ele olharia logo para mim?” 

Sou muito observadora. Então fico reparando mesmo em tudo. E já vi casais de todos os tipos. “Então vi sobre a terra”, (pra ficar uma post meio “Salomânica”, rsrsrsrs) solteiros, namorados e maridos felizes e apaixonados por mulheres não tão perfeitas assim. Confesso que algumas vezes até pensei: “ele é demais pra ela”. E daí? Na verdade é o amor que move – e a beleza um dia acaba. Às vezes até antes da velhice. 

Vi rapazes derretidos por mocinhas magrelas, sem p**t* ou b*nd*. Vi homens com seus aviões com pneuzinhos. Vi jovens apaixonados por mulheres gordas mesmooooo. Vi pessoas que gostam de outras muito brancas e outras que piram por aquelas lindas negonas. As morenas nem vou falar, porque são preferência nacional, rsrsrrss. As loiras são sucesso absoluto, mas também tenho um amigo que só se apaixona por ruivas. Sei lá se é coincidência ou gosto mesmo. 

As altas chamam atenção, mas tem homem que se curva para as baixinhas. Há papa-anjos (não exagerem), mas há quem diga que boa mesmo é a panela velha e nada melhor que uma companheira madura. Caras que amam cabelos lisos, se amarrem no estilo afro ou curtam cachinhos. Dizem que em terra de chapinha, que tem cachinho é rainha (Iky Fonseca curtiu isso, kkkk)!

Vi homens que gostam de mulheres mais alternativas e tem também aqueles caras que gostam de mocinhas “ladys”, delicadas, fashion e fofas. Tá, pode até ser a maioria, não sei. Mas eu sei que têm outros que curtem mesmo uma moça mais doidinha, meio sem juízo, que pule, dance e curta aventuras. Já há aqueles que não gostam de chamar atenção e preferem também uma mulher assim, na dela. Há varões que gostam de mulheres que os façam rir. Outros desejam um par para papos-cabeça.

Acho que você já entendeu onde eu quero chegar. Não importa como você seja. Sempre vai ter alguém que curte pessoas exatamente do jeito que você é. Na verdade não buscamos pessoas perfeitas, nem nós mulheres, nem os homens. E quando o amor balança os dois lados do cérebro, essas preferências muitas vezes são até ironizadas por ele. Tem um casal de amigos meus em que ela amava os morenos. Ele é quase loiro. Já ele curtia uma loirinha. Ela é uma bela de uma morena. #IroniaDoAmor Enfim, vã é a formosura e a beleza acaba #Pv31. E mesmo o conceito de beleza é muuuuuuitooo relativo. Hey moça! Você é linda!!!! Sério mesmo.

Com ósculos de santa admiração,

Iky Fonseca  

 Vejam esse vídeo. É perfeito e fala justamente sobre esse jeito de nos olhar. (Isso não é merchan;)

P.S.: A linguagem aberta e tudo mais nesse artigo não tem uma abordagem pejorativa ou discriminatória. Muito pelo contrário. Não negamos as diferenças, elas existem. E são maravilhosas! Exprimem a criatividade de Deus ;)


sexta-feira, 26 de abril de 2013

Oração





“Mas eu conheço um voo
Viagem profunda
Caminho brilhante, viagem da oração”
Katsbarnea, Viagem da Oração
  





Orar é render-se a Ele e admitir que não sozinho não dá. Admitir que todas as coisas que existem, foram feitas por meio Dele. Quando nos rendemos em oração, celebramos o presente maravilhoso de Cristo: o acesso direto ao Pai. Jesus é a ponte, o Caminho, a porta, a solução, o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.
Por causa do pecado, as pessoas não podiam conhecer a Deus verdadeiramente, viviam em separação. Ao sumo sacerdote era permitido transpor o véu e adentrar ao Santo dos Santos, uma vez por ano, representando todo povo, sacrificando e fazendo expiação pelos seus pecados (#Is59.1-2; #Hb9.1-9; #Lv16). 
Quando Jesus, pendurado na cruz do calvário, bradou uma última vez e expirou, o véu do templo foi partido ao meio (#Mt27.50-51), glória nas alturas! Um alto preço foi pago para que pudéssemos entrar no santo lugar e sermos feitos amigos de Deus.
A oração é um presente magnífico do Pai, e, mesmo sem sabermos como pedir, o Espírito Santo intercede por nós com gemidos inexprimíveis (#Rm8.26). Se tivermos falta de alguma coisa, devemos elevar a Ele em oração, não andando ansiosos (#Fp4.6) e pedindo com fé, pelo que “o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte” (#Tg1.6).
A oração é nossa conexão direta com Deus. Através da oração, nossa vida é transformada. Convidamos a Cristo para reinar sobre nosso viver. O reconhecemos como o Redentor de nossas almas. Levamos a Ele nosso arrependimento. Somos fortalecidos para combater o bom combate, cumprir a carreira e guardar a fé (#2Tm4.7). Por meio dela, pedimos e nos é dado, buscamos e encontramos, batemos e nos é aberto (#Lc11.9-10). Mas Deus não se agrada que usemos de vãs repetições, como faziam os gentios (#Mt6.7). Não pelo muito falar, mas pela nossa fé e humildade (#Tg4.6), e, pela força da vontade de Deus, que sabe o que nos é necessário mesmo antes de pedirmos (#Mt6.8), somos não só ouvidos, mas atendidos. 
Para sermos amigos de Deus, temos que conversar com Ele. Trocar confidências, compartilhar medos, pensamentos, sentimentos. Pedir a Ele, clamar por Ele. “Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites” (#Tg4.3). Gastamos nosso tempo de oração com palavras vãs, barganhas, sacrifícios em vez de misericórdia, holocaustos no lugar de conhecimento de Deus (#Os6.6). Enquanto que, o Espírito Santo de Deus tem imenso ciúme de nós (#Tg4.5) e está a todo tempo nos alertando a termos um coração quebrantado (#Sl51.17) , com fome e sede de se achegar ao Pai (#Tg4.8).
Um amigo sente saudade de falar e de escutar o outro. Às vezes até, um amigo sente falta de não fazer ou dizer absolutamente nada, mas de olhar para o outro e saber que ele está ali, aconteça o que acontecer. Assim é com Deus, quando Ele é nosso amigo. Diferente dos amigos que temos na terra, Ele, de fato, não nos abandona jamais. Um dia distante da presença Dele, é um dia desperdiçado. A oração é a arma secreta de Deus para nos fazer entender que Ele é e sempre será o nosso melhor amigo.

Por Amanda Oliveira
terça-feira, 23 de abril de 2013
Tag :

#EuEscolhiEsperar

Quanto tempo?

Quanto tempo é necessário?

O nosso tempo está nas mãos de Deus, Ele é que carrega a ampulheta das nossas vidas nas mãos.

Há muito tempo o meu Pai me falava acerca de tempo. E em todas as perguntas que eu fazia só existia uma resposta: Há um tempo pra todas as coisas debaixo do céu. #Ec3.1

E quanto mais o tempo passava mais o meu coração se colocava em agonia e a resposta me deixava aflita. Pois sempre era a mesma! Hoje depois do tempo passado entendo as palavras d’Ele e insisto que Ele só mostre as “coisas” no tempo certo, no tempo o qual Ele sabe que o meu coração está preparado. 

#EEE Quem nunca disse isso?

Mas hoje convido vocês a refletirem sobre o seu tempo de espera. Quando você é adolescente parece até praga, todo mundo gosta de alguém, fica com alguém, namora alguém e cadê o seu alguém? Sumiu! É tipo a minha metade da laranja virou suco! :(

Pessoas de Deus, (acreditem se quiser) passei minha adolescência inteira sem saber o que era isso. Tomei uma postura diante de Deus e Ele sondava o meu coração e na verdade sabia que eu não estava pronta, mas eu não! Então ficava pensando tantas coisas sobre mim, que nem vale a pena serem lembradas! Mas o que acontece infelizmente é que quando você toma essa decisão de esperar no Senhor a respeito disso, as pessoas não entendem! Algumas pensam que você não acha quem te quer, outras te jogam mil defeitos e outras duvidam até da sua sexualidade! Acho que a coisa mais absurda que já ouvi que eu era “Sapatona” e o pior das pessoas mais improváveis possíveis! É triste porque a espera em Deus devia ser uma coisa digna de ser respeitada e porque não falar admirada.

Só quem tomou esse tipo de decisão na vida sabe como é complicado se guardar. Porque todos nós temos nossas carências e vontade de amar e ser amado e em dias como doze de junho essa vontade aumenta muito! Você anda pelas ruas e o clima é de romance, buquê de flores em vários colos, pessoas de mãos dadas! O forever alone sofre e muito! E quando aquela pessoa que você considera super desprezível está amando? Ahh, você se sente o bilhete esquecido na calça que foi para máquina de lavar... :s 

Mas, gente, vale a pena! Vale a pena esperar cada minuto, porque o melhor vem de Deus e Ele capricha nos mínimos detalhes!

Gente é realmente surpreendente quando acontece, você nem sabe como agradecer a Deus e você fica igual besta a se perguntar se realmente merece. Deus contempla o seu sacrifício, Ele sabe o tanto de calúnias e ofensas que você ouve pelo simples motivo de escolher viver uma vida santa diante d’Ele. 

Aí você escolhe esperar no Senhor e a benção chega... Agora é hora de vigiar e fazer do seu relacionamento um espelho de pureza e amor! Não se esqueça de que tudo o que fazemos é para a glória de Deus #1Co 10.31b. Agora mais do que nunca é momento de está perto de Deus e convidá-lo para está com vocês sempre! Nesse instante é hora de ser sincero mais do que o normal, porque Ele sabe que somos fracos, mas o poder d’Ele se aperfeiçoa nas nossas fraquezas. #2Co12.9. E ainda nos dá boas dicas para alimentar nossa alma e deixar a carne na vontade! #Fp4:6-8.

É possível sim viver a santidade no século XXI, até mesmo na área sentimental! Deus está a nossa procura! Vamos mostrar ao mundo que agora não vivemos mais nós, mas Cristo habita em nós! E que já vencemos o maligno! #1Jo2.14. Força! :)

Por Isabelly Santos
domingo, 21 de abril de 2013

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons