Archive for Agosto 2013

Carpe diem


Vivemos a época do chamado Carpe Diem (aproveite o momento) e no tange a área sentimental a mentalidade reinante é a de que, ficar sem compromisso, beijar várias bocas, se relacionar com alguém de quem nem lembrará o nome é tão natural que assumir um relacionamento sério vira até motivo de chacota dentro de alguns grupos. Namoros começam e terminam com uma volatilidade que muitos até perdem a conta de quantas namoradas(os) tiveram. O resultado? Relacionamentos vazios, que acabam e deixam feridas difíceis de serem saradas.

O prazer do ficar é imediato e momentâneo, mas as marcas deixadas perduram tempo suficiente para despertar um sentimento de rejeição e inferioridade. A mesma coisa se dá com namoros não alicerçados em Deus, o casal se relaciona pulando etapas, e é exatamente nesse ponto que as coisas começam a desandar gerando conseqüências que muitas vezes marcarão pra sempre a vida dos envolvidos, como por exemplo, gravidez indesejada e mães solteiras. E é indiscutível o fato de que isso gera decepções e frustrações, até porque ninguém começa um relacionamento se preparando para o dia do término.

Entretanto o cenário acima expõe claramente que estamos falando de jovens que não namoram segundo os padrões bíblicos, uma vez que sabemos que um relacionamento segundo os propósitos de Deus são fundamentados na busca por Santidade. Eis que surge um fator preocupante, a mentalidade secular do “ficar” tem alcançado alguns jovens cristãos, que muitas vezes por se deixarem levar pela ansiedade acabam “ficando” por não saberem esperar e isso certamente entristece o coração de Deus porque os conhecedores da verdade possuem o discernimento do que agrada ou não ao Pai. De modo que devemos proceder da maneira como convém aos santos de Deus.

Sabemos que o processo de esperar demanda que lancemos mão de toda a nossa ansiedade e que confiemos na benignidade do Senhor porque Ele é fiel em tudo o que promete. Assim, voltemo-nos para Jesus, confiantes na Palavra e firmes na fé. Pois assim diz o Senhor: Lançai sobre Ele vossa ansiedade porque Ele tem cuidado de vós. #1Pe5-7

Graça e Paz!

Geiza Santos
segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Programação

Workshop de Solteiros³
TEMPLOS DO ESPÍRITO
Restauração # Edificação # Santificação

Dia 22/09, das 09h às 15h
Na Igreja Evangélica Betesda (Pça. do Bairro de Fátima. Itabuna-BA)

Manhã
09h Credenciamento 

09h15min - Abertura

09h30min - Louvor 

10h - Oficinas
Garotas (Ana Paula Pinheiro)
Rapazes (Arthur Dantas)

10h30min - Interatividade

11h - Oficinas
Status - Solteir@ (Mário Felippe)
Status - Em um relacionamento sério (Elisangêla Brito)

11h30 - Louvor

12h - Almoço

Tarde
13h - Interatividade e Louvor

13h30 - Ministração (Pr. George Marinho)

14h30 - Encerramento


Obs.: Não serão aceitos pagamentos ou inscrições na hora do credenciamento.
       
sábado, 24 de agosto de 2013

Escrever

Estou em um daqueles dias
Em que é preciso escrever
Para ver se ponho para fora
O que já não quero dentro
Para deixar ir um pouco
Para ver se alivia
Para despejar o desejo
Me virar como um vaso.
Ah, quem me dera as letras
Se desapegassem de mim
Seguissem seu caminho
E enfim eu tivesse quietude.
Corram, corram para longe
E levem consigo tudo que está na bagagem
Tudo que pesa
Tudo que atrasa
Tudo que não é
E que não vai ser.
Corram letrinhas
E me deixem na minha
Pois amanhã
Eu não quero escrever.

Por Iky Fonseca
quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Eu não escolhi esperar

O texto de hoje talvez seja o mais sério de todos que já publiquei aqui. Preciso fazer uma séria confissão e não há espaço mais público que esse para isso: eu não escolhi esperar. Como qualquer um, eu também sou humana e falha. Só mais uma pecadora. Talvez de todas a maior, como diria Paulo #1Tm1.15. Guardei esse segredo por muito tempo, mas sinto que é necessário confessar. Foi numa tarde qualquer, em minha casa mesmo. Não planejamos aquilo, mas aconteceu. E isso é irrevogável.
Talvez a essa altura você já não me veja da mesma forma. Certamente alguém já pensou que em algum momento sabia que essa máscara de santinha uma hora iria cair. Ou talvez você seja mais compreensivo e entenda que ninguém é de ferro. Provavelmente, você vai me olhar de um jeito diferente da próxima vez que me encontrar. Ou quem sabe já não dar tanta credibilidade aos textos que pela Graça posto aqui. Mas uma coisa eu sei: sua curiosidade te trouxe até essa altura do texto.

Infelizmente o que te motivou pode ter sido um das mais ínfimas atrações humanas, que atinge a maioria de nós, a curiosidade por aquilo que é mal, nossa insistente inclinação pecaminosa. Ou quem sabe a preguiça não vai te deixar terminar esse texto, então vamos logo ao que interessa. Essa confissão que fiz foi falsa. Felizmente e para glória exclusiva de Deus, eu sou virgem. Isso é muito bom e não é impossível manter um namoro em santidade. Mas é verdade que mesmo eu retificando o que disse, algumas pessoas talvez ainda fiquem “com uma pulga atrás da orelha”.

E por que você fez isso, Iky? Arriscar sua imagem, sua reputação? Porque é necessário que entendamos que isso poderia ter acontecido – comigo, com você. A Palavra de Deus nos ensina: “Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia!” #1Co10.12. Todos somos falhos, suscetíveis ao erro, mesmo assim somos prontos a julgar e o pior, condenar. Não estou aqui para apoiar o erro, mas para que atentemos para o perdão, misericórdia transformadora. Não custa lembrar as palavras de Jesus à mulher adúltera: "Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado." #Jo8.11b

“As mãos que você hoje ajudar a levantar, vão aprender amar e um dia levantar alguém que pode até mesmo ser você” (Sérgio Lopes, Quando eu chorar ).

Espero que esse tenha lhe ajudado a se conhecer melhor, repensar em Cristo e em Seu amor. Espero também que você tenha lido o texto inteiro, rsrsrsrs... (Tomara!) Essa é outra lição importante que trazemos hoje.

De novo terás compaixão de nós; pisarás as nossas maldades e atirarás todos os nossos pecados nas profundezas do mar. #Mq7.19

Ósculos santos,
Iky Fonseca

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Deus é fiel pra realizar, e você é fiel pra esperar?!

O modo como encaramos o tempo da espera revela um pouco da forma como nos relacionamos com o nosso Senhor. Sabemos que esperar nem sempre é fácil, e não refiro somente a esperar pelo verdadeiro amor, pois qualquer que seja o tipo da espera, ela nem sempre nos deixa contentes (quem costuma enfrentar filas entende do que eu estou falando), mas o fato é que até para ver o dia nascer temos que esperar a noite passar.  Pergunte a sua mãe como foi esperar nove meses pela sua tão almejada chegada, e com isso verá que toda espera é necessária!

Ao passo que temos o nosso entendimento renovado pelo Senhor, na condição de servos fieis devemos procurar viver de forma condizente com o propósito para o qual fomos chamados, certos de que quando o Senhor nos chama também nos capacita em todas as coisas, inclusive no que diz respeito a esperar com paciência por aquilo de melhor que Deus tem pra nos dar.

Pai amoroso e profundo conhecedor da nossa natureza, Deus se preocupa conosco e seu Espírito que nos assiste em nossas fraquezas zela permanentemente por nós, tanto que sua Palavra nos tranqüiliza quanto ao cuidado de Deus para conosco frente às tentações ao assegurar: “Não nos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar”.  #1Co10.13

Um servo fiel entrega o seu coração ao seu Senhor e nele confia, pois sabe que aquele que prometeu é fiel para cumprir. E nós temos sido fieis na espera? O servo fiel é prudente, assim como o lavrador, ele sabe que não deve tirar o fruto da terra antes do tempo, do contrário arriscará na perda da qualidade. A esse respeito, a palavra do Senhor nos desperta: “Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e a serôdia”. #Ti 5:7

E nós jovens por quanto tempo estamos dispostos a esperar por aquilo que realmente vai valer a pena? Se estivermos alicerçados no Senhor e em sua Palavra, esperaremos firmes e tranquilos, pois sabemos que há um tempo determinado para todas as coisas. Assim, o que devemos é fortalecer os nossos corações em Cristo. “Ora o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus, e na paciência de Cristo” #2Te3.5 Confiantes, pois a Palavra nos aponta “E assim, esperando com paciência, alcançou a promessa.” #Hb 6:15

Seja fiel na espera e Ele te honrará sem reservas!

Por Geiza Santos
sábado, 3 de agosto de 2013

Nil e Gil: história de amor de verdade (true l@ve st@ry) - Parte 2


Esse foi um período de transição muito difícil, tranquei o curso de psicologia, meu pai não tinha condições de pagar sozinho, meu seguro desemprego havia acabado e Deus fechara todas as portas de emprego em minha vida.  No mesmo ano passei para comunicação social na UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz).

Absurdamente frustrada, por ter trancando o curso dos meus sonhos e me sentir uma extraterrestre na UESC, detestei o curso, fiz o vestibular por descargo de consciência, e pura falta de opção, para completar o quadro, envolvida em uma relação amorosa (que se continuasse com toda certeza me faria pecar), na qual, apesar de ter decido racionalmente dar um fim aquilo, era algo que deixava minhas emoções de ponta a cabeça, não conseguia estudar, chafurdei-me na internet.

Um certo dia, mês de Agosto, ano 2006, para variar, na internet, alguns amigos virtuais me pediram para adicionar mais uma pessoa na conversa, pensei, “já tem umas dez pessoas, uma a mais, um a menos não faria a menor diferença, o meu segundo doce engano, Gil era o seu nome.

A partir daí longos diálogos, às vezes até a madrugada permearam nossas vidas. Gil utilizava muito a internet em seu trabalho, já eu consolava-me do meu caos, passando o dia todo no tal MSN (um programa de bate-papo). Nesse ponto muito decidida a não querer mais meu ex, mas ainda meio sofrida, o consolava por um relacionamento que não dera certo, terminara de maneira muito desconfortável e desnecessária, o aconselhava dizendo “espere em Deus lhe dará alguém que aceite o seu ministério a ponto de vivê-lo junto com você, uma levita à sua altura”, meu terceiro doce engano, não canto nem no banheiro!

Enfim, sem perceber me envolvi por ele, de maneira quase sobrenatural, sem intenção alguma, não havia ansiedade, por mais doido que pudesse parecer no meu coração não atentei para o perigo, para as circunstâncias enfim, estava apaixonada. Penso que ele não foi tão pego de surpresa, talvez sim. Depois de alguns meses de longas conversas e desabafos ele me chamou para orarmos, foi incisivo ao me dizer sua necessidade de alguém para casar, não pretendia errar mais, isso me surpreendeu de forma maravilhosa, mas tentei resistir.

Acreditava demais em seu ministério, Deus fez brotar em mim uma fé em relação ao que tinha para vida dele, às vezes tínhamos a impressão que eu acreditava mais que o próprio, por isso tentei resisti, pensava ”não posso me envolver mais, minha vida acadêmica, não cabe nesse ministério e vice-versa, sabia que através da vida dele, Deus começaria mudar a minha, desejava intensamente resistir, para a gloria de Deus, o Espírito santo quebrou as minhas resistências, começamos a orar, pedi autorização a meu pais, tivemos o cuidado em saber sobre a vida dele, conversamos com seu pastor que era de Teixeira, mas  quero aproveitar a oportunidade, para falar aqui do nababesco cuidado que o Senhor tem por nós, em setembro do mesmo ano uma prima minha havia se mudado com sua família para a mesma rua na qual Gil residia, esse fato nos trouxe muita tranqüilidade, principalmente aos meus pais, minha prima o conheceu e também à sua família pessoalmente primeiro que eu, louvado seja o nome do Senhor.

Pedi algumas respostas a Deus; Ei, não faça nada, não dê um passo se quer sem saber se é da permissão do Senhor, não se antecipe a Ele, pois É perfeito e nós não somos nada, A última resposta a qual pedi, foi, se Gil não fosse aquele que tivera preparado para mim não conseguisse chegar a minha casa na data marcada, não nos víssemos, não nos tocássemos, mas para glória do Senhor, em janeiro de 2007, no dia e hora marcada, com muita dificuldade, ele estava lá naquela rodoviária,  quando o vi, sabia, era o homem com o qual me casaria e faria tão feliz como sou hoje, após um ano e meio de namoro, viagens idas e vindas, durante as férias da faculdade nos casamos e somos gratos a Deus por que nos ensinou a esperar e dependermos dEle.


Hoje vivemos pregando e cantando a sua palavra, e sei, o nosso Deus, ainda nos fará muito mais, aguardem.

Nil Silva
quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons