Archive for Fevereiro 2015

Recomeçar

Depois de algumas semanas sem escrever textos =O, acho q esse é um bom tema. Mas não é só isso, é que Deus esse ano me deu uma oportunidade de recomeçar muitas coisas que eu tinha perdido em meu relacionamento com Ele e tem me falado muito sobre isso de várias formas (inclusive com a irmã Paulinha Valadão, na Conferência Profética do Clamor pelas nações, quer ver? Clique aqui). Então quero compartilhar um cadinho com vcs. =D

Talvez você esteja vivendo um tempo de fim. Término de um relacionamento, término de uma etapa profissional, ministerial ou até o término (quebra) de uma expectativa. Terminar é sempre difícil. É assim com o inverno quando tudo desaparece sobre uma branca neve e um chão escorregadio – não dá pra firmar os pés. Foi assim com Jesus quando lhe deram vinagre – que gosto ruim isso tem! – e logo Ele disse está consumado!


Mas é lindo saber que o fim para Deus é um recomeço. Para os discípulos era a esperança de um reino indo, para Deus era o Reino se consumando. Para cada noite de choro, Ele tem a alegria do amanhecer. Para o Adão pecador expulso do jardim, Ele providencia o segundo Adão rasgando o véu e restaurando a comunhão. Para a humanidade decaída, ele firma uma aliança de sete cores no céu. Para adúltera à beira da morte violenta, Ele apresenta a porta aberta do perdão e a ordem de não pecar mais. Para o filho pródigo com fome e sem honra, Ele prepara anel, sapato, roupa nova e churrasco. Para o paralítico sem ninguém na terra seca de Lo-Debar, uma cadeira na mesa do Rei. Para a morte, a ressurreição e a vida.

Sim, Deus é um Deus de recomeços. Cristo é o Alfa e o ômega, o princípio e também o fim. E quantas vezes precisar, Ele é mais uma vez alfa e ômega - novo começo até que não haja mais fim.

“Eis que faço nova todas as coisas, as coisas velhas se passaram, eis que tudo se fez novo.” Ef 4-23-25

Ósculos saudosos e esperançosos,

Iky Fonseca

P.S.: Publicado à meia-noite, para que você entenda que Deus te dá um novo dia, uma chance de recomeçar.
quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Tempo

Parece que a ansiedade ocupa o corpo por completo e a vontade de realizar depressa aquilo que há para ser feito fala mais alto do que qualquer outro sentimento; ou o desejo de, aquilo que você quer, aconteça ou chegue logo, urgente, se possível. Complexa ansiedade; estranha incerteza. Urgência óbvia, pressa necessária. Quando aquele dia que tanto se esperou está próximo a chegar, sendo sinônimo do fim do peso da ansiedade, o coração começa a se encher de uma coisa parecida com euforia misturada com um pingo de alívio e é agora, está prestes a acontec... Não. Não acontece. A sensação de que essa ansiedade irá duplicar e a incerteza está insuportável. Então existe uma coisa a se fazer: agir com as próprias mãos. Sem a mão de Deus e paciência não somos nada.

Agora vejamos: a cada dia que Deus fez criou uma coisa diferente e Ele via que o que tinha feito era bom. Depois de tudo feito, Deus descansou. Deus perfeito, detalhista, fez tudo no tempo que tinha que ser feito. Na criação do mundo, Deus nos mostrou que as coisas são feitas no tempo d´Ele, então por que a pressa? Ele quer que todos busquem primeiramente ao Seu reino e as demais coisas serão acrescentadas. Não adianta agir com as próprias mãos, por mais que tenhamos planos, Deus tem os d´Ele que é maior e melhor que o nosso.

Por fim, tudo dará certo, na hora certa, se deixarmos Deus assumir o comando e quando chover na horta, às vezes é necessário aguardar a gota certa, como um colírio.

PS: atente-se ao verbo buscar, conjugado e grifado. Verbo é ação. Agir é o que Deus também quer de nós. Siga em frente, Deus guiará seus passos, iluminará sua mente e lhe dará sabedoria para agir no momento certo.

Por Samir Oliveira
segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Um teto mais alto, mais amplo

Quando as ripas já estão fragilizadas pelos cupins, o teto, pelas infiltrações, cadeados quebrados, portão desprotegido frente aos baixos muros, poucos aventuram- se a ficar. A casa parece pedir proteção tanto quanto seus moradores. Alguns nessas circunstâncias a abandonam, outros continuam cuidando do que ainda não foi levado pelo estrondo das adversidades, essas que vem de solavanco, e outras que se revelam num gotejar contínuo.

Por necessidade ou por afeto a ela, alguns permanecem, e no soar das palavras, surge à explicação da tranquilidade, em meio a possibilidade do cair do teto, da invasão de estranhos: “Deus é quem me guarda”.

Pela força de sua confissão, vemos em Jó a mesma segurança daqueles que habitam no esconderijo do Altíssimo: “eu sei que o meu Redentor vive” Jó 19:25

Alguém que não abandona a fé em meio aos ruídos da aparente desproteção, das incompreensíveis infiltrações que tentam minar convicções e princípios, aceitou o convite à refugiar- se na proteção de Seu fortíssimo esconderijo, mais que um lugar de passagem: uma habitação, um lugar de morada, o teto mais amplo e mais alto que existe, inabalável, daquele que pode todas as coisas.



Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo, à sombra do onipotente descansará.  Salmos 91:1

Em meio as pressões do mundo, só mesmo o guarda de Israel, para nos guardar inteiramente: psicológica, emocional, físico, familiar, espiritualmente; nossa casa, toda nossa vida, nossa fé em Jesus Cristo.

Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel. Salmos 121:4

Bárbara Uinan
quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Uma prosa com cara de poesia

Eu. Você. Um sofá. Uma história que se inicia. Um ciclo que se repete. Mas será que os mesmos erros se repetirão? A certeza traz a paz. Os olhares se cruzam deixam as dúvidas para trás. Quero olhar teus olhos por toda a imensidão da minha vida. Caminhar de mãos dadas. E cumprir o proposito com o qual Ele concedeu a nossa união.

Eu. Você. Um caminho. Uma montanha russa que sobe em direção ao Pai. Uma bênção que nos traz felicidade. Um labirinto sem confusões. Um sonho que é realidade!

Eu. Você. Uma estrada que já virou rotina. O caminho para o supermercado. A fila para comprar pão. O caminho para igreja. Não importa! Todos os momentos são importantes quando estamos juntos.

Eu. Você. Minha família. Sua família. Meus amigos. Seus amigos. Pessoas que nos queriam bem antes de sermos nós, mas que agora nos amam mais ainda nessa busca para nos tornar um. Um que suporte as dificuldades agora em comum. Um que sorria as mesmas alegrias. Um que chore as mesmas lagrimas trazidas pelas dores.

Eu. Você. Um antigo livro que mudou a minha vida. Palavras que transformaram a sua história. Mas que todos os dias modificam mais a nossa vida em comum.

Eu. Você. Uma moto. Que permite cantarmos lindas canções de amor ao Pai enquanto você pilota, mostrando quão bom é que as pessoas enxerguem o brilho dEle em nossas vidas.

Eu. Você. Um amor. Construído sobre a rocha. Manuseado com a cautela de trabalhar com cristais.


Deus. Você. Eu. Um só feito de três.

Com amor, 
Isabelly Santos

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Fora da estante


Enfileirados, cheios de histórias, páginas fechadas. De longe nem uma palavra, nenhum rabisco percebi; apenas algumas cores, que traziam as diferenças entre eles.
Aproximei- me, já pude ver os títulos, pensar em ler algum; apenas pensamentos. Não sei se poderia ler até o final, se de fato o título e a história estavam afins, me contive. Afinal nem todos são possíveis ler em uma manhã, ou num dia! Precisaria de tempo, paciência, de atenção; talvez uma indicação aguçaria minha curiosidade. A consciência sugeria ler alguma coisa para não ficar parada no tempo. Mas os passarinhos me diziam que tudo bem: voar é melhor do que ler sobre voos.

Decidi caminhar. Aqueles eram apenas livros comuns. Ler me tomaria tempo, o que seria para ocupá- lo, estaria atrasando. Atrasando possibilidades que são difíceis de serem escritas e descritas; sensações, entendimentos e emoções únicas, que só desfrutamos vivendo. Sim, os livros também as trazem a nós, com uma maior sensação de segurança, porém sem o aprendizado orgânico de experimentar as dobraduras da vida; certamente há coisas que melhor é não experimentar; uma leitura sábia já serve de alerta com relação a elas. No entanto, ler e viver a seu tempo, é necessário.



As práticas das lições as deixam gravadas em nós; apenas as visualizando, com a leitura, vão se apagando da memória como o momento que nos afastamos do espelho e nossa imagem parece apenas uma ideia vaga de quem somos; diferente de quando as praticamos.

Por isso tão importante é com Deus andar, e deixar que a memória de um dia apenas ter ouvido falar nele, sem viver em sua presença, vá ficando cada dia mais distante dos passos que hoje temos firmado ao seu lado. Assim será possível saber que a leitura vale a pena, e que um bom livro pode chegar com propósito em sua vida.


Bárbara Uinan


quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

E quando o fogo deixa de aquecer?

Olá tudo bem? Saudade de vocês! Uma semana sem falar com vocês, mas estou de volta e hoje quero falar sobre algo importante por demais, mas antes quero falar que muitas vezes estamos preocupados com problemas banais, coisas da vida, e outra vezes nossos conhecidos e/ou parentes nos sufocam com essas bobagens corriqueiras. Se vc tem vivido assim peço que não se culpe, nós não somos os únicos a pensar mais em nós do que na humanidade. A grande verdade é que apenas um homem pensou mais nos outros do que em si mesmo, e lógico que estou falando de Jesus.

Essa semana que findou começou de uma forma nova. Primeiro o domingo e uma grande verdade que havia lido a poucos dias...

Certa vez, Jesus andava e apareceu um jovem rico em seu caminho, que o perguntou o que precisava fazer para herdar a vida eterna. Jesus perguntou se ele conhecia as leis, e o jovem prontamente falou que cumpria todas elas, então, Jesus falou para o cara vender tudo e seguir a ele. E o cara? ”Partiu, foi embora sem mais desculpas!” Os discípulos admiraram se com aquela situação, e perguntavam quem poderá se salvar?! E as vezes não é assim? Temos riquezas (não eu!:p), faculdade, emprego, casamento, tantas outras coisas, qual é a importância que tempos ofertado ao reino do Senhor? As vezes temos aquela prova, um seminário importante, a reunião do trabalho, o aniversário de namoro, as bodas de casamento da tia, sei lá, temos compromissos e isso basta.

Durante essa semana minha mãe pegou algumas apostilas velhas, e eu reli algumas coisas que me lembram o primeiro amor. É necessário buscar o fogo do Espírito! É chegada a hora da volta dele, e Ele olhará as nossas mãos. A apostila que achei era baseada no evangelho de João e nela encontrei uma frase incrível!

“A palavra grega para ‘pecado’ que é usada na Bíblia, significa ‘errar o alvo’. Então, pecar é falhar em andar conforme a vontade de Deus.”

Agora vou falar sobre o que quero dizer, rá! Que frase ruim, rs!
Hoje vou falar um pouco sobre Pecado. Legal, mas antes quero que saibam que não quero acusa-los ou algo do tipo, só que quero falar um pouco sobre um pecado que vive com alguns de nós, e que na verdade, já atingiu muitos “crentes”.


O pecado da frieza espiritual. Desde o começo da minha vida na fé, sempre ouvi muito falar sobre o tal do primeiro amor. Meu coração se abria de curiosidade, e com o tempo comecei a entender. O tempo das primeiras obras para alguns, o tempo da paixão por Jesus para outros, mas eu comecei entender que assim como o amor por seu companheiro, o amor por Deus e o seu relacionamento espiritual precisa ser renovado todos os dias. E como poderemos fazer isso? Orando, lendo a bíblia, jejuando, praticando caridade? Mas isso não vai tomar meu tempo da academia?!

Não podemos permitir a nossa sepultura assim como, Adão e Eva fizeram. A vida na Terra é curta se olharmos para eternidade com o Pai, mas mesmo assim Jesus nos traz a certeza de uma recompensa, para termos a convicção que a vida com Cristo é a melhor escolha!

E Jesus respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de mim e do Evangelho, que não receba cem vezes o tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições; e no século futuro a vida eterna. Marcos 10:29-30

Depois disso dá até uma alegria no coração, mas relaxe isso é e relativo a bênçãos espirituais, e para que melhor?! Aproveitando a deixa quero que façam uma coisa diferente, hoje primeiro dia do mês de fevereiro, ainda dá tempo de fazer promessas de deixar o Fogo aquecer! Prometa que não vai deixar o fogo se apagar, prometa a voltar as primeiras obras! Deus é bom! E Ele quer cuidar de você, ouça essa canção e sinta o fogo do Senhor arder novamente em seu coração. 


As bênçãos do Senhor estão sobre nós e elas são as melhores dádivas que podemos receber, boa semana para todos nós!
Isabelly Santos
domingo, 1 de fevereiro de 2015

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons