Archive for Março 2015

Voltar ao Caminho

Um certo garoto necessitava chegar a um determinado lugar, mas para chegar lá era
necessário que ele atravessasse uma imensa floresta. Ele sabia que para chegar ao “lugar pretendido”, devia seguir em linha reta em uma distância de aproximadamente 12 quilômetros e então o mesmo atingiria o tão almejado objetivo.

O garoto entrou na floresta, e assim, iniciou o seu percurso, até que quando chegou a metade do caminho, uma onça feroz saiu por detrás de uma árvore e foi violentamente ao encontro dele a fim de transformá-lo em um “bife”. Desesperado, o garoto fugiu do feroz animal e em um dado momento conseguiu despistá-lo. Mas, ao se livrar da onça, o rapaz percebeu que entrou em um caminho diferente do qual estava acostumado a seguir. Moral da história: o menino estava perdido em uma floresta cheia de animais selvagens e bastante longe do lugar onde ele deveria estar.

Olhando para situação do menino descrito nesta pequena história, podemos identificar o principal sentimento que o invadia naquele instante: o medo. Talvez depois do acontecido, ele se sentou no chão, se lamentou bastante e ficou pensando no que ele iria fazer para sair daquela floresta. Não tinha ninguém por perto, nenhuma bússola para orientá-lo, o que havia diante dele eram apenas árvores, rios, sons e animais que habitavam aquela região.

Na nossa vida com o Senhor muitas vezes não é diferente. A Bíblia nos diz que “Cristo é o caminho que nos leva ao Pai” (João 14:6), e se nós estivermos no caminho que é o próprio Jesus, com certeza atravessaremos a “floresta que é a vida” e chegaremos ao “almejado lugar”, ou seja o Pai.

Mas no decorrer do trajeto, podem aparecer “onças” que saem por detrás de árvores que nos atacam de surpresa, a fim de nos destruir e nos tirar do caminho. E quando somos tirados do caminho, ficamos como esse pobre garoto: perdido e com medo. E o que fazer quando no trajeto da vida e direção a Deus, somos violentamente surpreendidos por pessoas, situações, e até pelo próprio Diabo, e partir disso, somos retirados do caminho?

A resposta é simples: devemos voltar ao caminho! Mas como voltar ao caminho se muitas vezes não dispomos de ajuda para isso? Aí vem outra resposta, Cristo além de ser o caminho, Ele é a pessoa que tem o poder de nos recolocar no caminho, no qual um dia nos perdemos, ou seja Nele mesmo.

Talvez você que está aí lendo este texto, estava “no caminho”, mas aí apareceu algo ou alguém que o retirou da trajetória em direção a o Pai. Pode ter sido um relacionamento, uma perda, uma doença, um emprego, os seus sentimentos, as suas convicções ou até as suas próprias fraquezas. Mas existe uma boa notícia: o Deus que se revelou como “o caminho” é o mesmo que pelo seu poder, amor, graça e misericórdia, vai de encontro ao lugar onde você se perdeu. Neste lugar, Ele o cura, o restaura, o revigora e o faz “voltar ao caminho”. E muito mais do que isso, Ele garante a sua caminhada até chegar ao Pai. Pense nisso...

Que Deus em Cristo vos abençoe

LUFE
segunda-feira, 30 de março de 2015

Por mais que eu te ame

Por mais que eu te ame, eu nunca saberei quantos fios de cabelo estão na sua cabeça.
Por mais que eu te ame, eu nunca saberei os seus reais desejos.
Por mais que eu te ame, eu nunca sondarei seu coração.
Por mais que eu te ame, eu nunca entregarei meu único filho para morrer pelos seus pecados.
Por mais que eu te ame, eu nunca colherei todas as suas lágrimas.
Por mais que eu te ame, eu nunca estarei com você em todos os momentos.
Por mais que eu te ame, eu não posso controlar seus desejos.
Por mais que eu te ame, eu nunca te amarei mais que o nosso Deus.


Isabelly Santos

domingo, 29 de março de 2015

Coração dividido

O post de hoje vai falar sobre corações divididos: "Com quem eu fico?" Ou pior: "Ele(a) não sabe se fica comigo ou com a(o) outra(o)..."

Antes de continuar nossa conversa, peço que vc dê uma passadinha em 1 Reis 3:16-27. Essa história embora fale de um situação beeeeem diferente vai nos ajudar a compreender sobre o que vamos conversar.

Às vezes em nossa vida, depois de um tempão sem "chover na nossa horta" a sorte vem como tempestade e aparecem dois(duas) pretendentes de uma vez. Que benção, hein? Mais ou menos, porque na verdade só precisamos de um(a) companheiro(a). E provavelmente alguém vai sair machucado nessa história. Por isso é muito importante que em situações como essa você defina logo o que quer, em oração, buscando a direção de Deus, ao invés de ficar "cozinhando" os dois (as duas) "com pouco fogo", "dando corda". Quanto mais você protelar, mais irá fazer alguma dessas pessoas - ou até as duas, sofrerem. Como na história que lemos em 1 Reis, o amor de verdade é decidido e busca preservar. Não cabe nesse texto falarmos sobre critérios para essa escolha, mas se você já nos acompanha você sabe. A Bíblia dá ótimas dicas!

Agora se você está do outro lado, esperando que alguém escolha entre você e um a terceira pessoa, se posicione! Como aquela mãe que não aceitou ter seu filho dividido, não aceite coração dividido de ninguém. Cuidado! Se a terceira pessoa em questão já tem um relacionamento sério com quem você gosta, você está errado(a) - pule fora. Se ambos(as) são pretendentes, convoque uma decisão. Amores pela metade são como vidas pela metade, ou seja, não são nada mais que pedaços e dores. Se for preciso, abra mão daquela pessoa, como a mãe abriu de seu bebê - metades não trazem vida. Você é precioso(a) demais pra isso. Você não esperou em Deus pra isso. Valorize aquilo que Deus valoriza - VOCÊ! E se a pessoa tem tanta dúvida, provavelmente é porque não gosta tanto de você assim. Afaste-se, entregue na mão de Deus e siga sua história. O amor de verdade se entrega por inteiro.

Ops, Desculpa! 2 min depois da quinta ...

Ósculos um pouco atrasados,

Iky Fonseca =*
sexta-feira, 27 de março de 2015

O amor entre nós

Queremos viver uma história de amor com equilíbrio. Ser amado e amar!No entanto, alguns relacionamentos se tornam pesados, ou podem passar por momentos assim. Um ama demais o outro e de menos a si mesmo, ou vice-versa. Acredito que existem dois romances que precisam ser bem vividos para possibilitar uma história real, ardentemente equilibrada entre um homem e uma mulher. 

O primeiro é o romance com o nosso amado Jesus, aquele que nos espera desde antes do nosso nascimento e pela eternidade; o segundo, com nós mesmos; um amor que vem do alto dedicado de você para você.

Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.Mateus 22:39
Como estão as páginas desses dois romances em sua vida? Eles não precisam ter alcançado o lugar que você considera ideal, irão se aperfeiçoar até o fim ou até a volta de Cristo. Apenas observe se existem raízes e os cuidados necessários para cultivá- los. Uma bela história de amor começa bem antes dos primeiros olhares, se inicia no nosso amor dedicado a Deus e a nós mesmos.

Com amoras,

Bárbara Uinan



quarta-feira, 25 de março de 2015

Coração em pedaços

Chegou o GRANDE DIA!  - o dia do casamento da Paula, o dia que ela tinha sonhado e planejado há tanto tempo. A capela estava repleta de amigos e familiares. Raios de sol penetravam pelos vitrais das janelas, e a música suave enchia o ambiente. Paula caminhava pela passarela em direção ao Jonas. A alegria tomou conta. Ele segurou a sua mão, e se viraram para o altar. Mas no momento em que o celebrante começou a conduzir Paula e Jonas nos votos matrimoniais, aconteceu o impensável.

Uma garota se levantou no meio da congregação, caminhou em silêncio para o altar e tomou a outra mão do Jonas. Uma outra garota se aproximou e ficou ao lado da primeira, e depois outra também fez o mesmo. Logo, uma corrente de  garotas estavam ao seu lado enquanto ele fazia o voto para Paula. Ela sentiu um tremor nos lábios enquanto as lágrimas enchiam seus olhos.

 - Isso é algum tipo de piada? - ela sussurrou ao Jonas.

-  Me... me perdoe, Paula. - ele disse, olhando para o chão.

-  Quem são estas meninas, Jonas? O que está acontecendo? - ela perdeu o fôlego.

 - São garotas do meu passado. Paula, elas não significam nada para mim hoje... Mas eu dei uma parte do meu coração para cada uma delas.

 - Pensei que o seu coração fosse meu - disse ela.

- E é mesmo, é mesmo. Tudo o que sobrou é seu.

Uma lágrima correu pela face de Paula. Então ela acordou.


Difícil esse sonho da Paula, não? Ela se sentia traída. E por mais que nossa vontade carnal seja de condenarmos ao Jonas, muitos de nós se encontra na mesma situação dele. E se acontecesse o mesmo com você, quantos homens/mulheres se alinhariam ao seu lado no dia do seu casamento? Quantas vezes deu o seu coração em relacionamentos de curta duração? Será que vai sobrar alguma coisa para dar ao seu futuro cônjuge?

Tenho pensado muito nisso esses dias. Existem caras no meu passado, também. E se eles resolvessem aparecer no dia do meu casamento? O que eles diriam na fila dos cumprimentos?

 - Nossa, como você está linda neste vestido. E que noivo simpático. Você já contou a ele sobre mim? E aquelas coisas românticas que você falava pra mim, você fala pra ele também?

Têm relacionamento que só de pensar me traz desgosto. Eu me esforço para esquecer. Sei que Deus me perdoou, pois já pedi a Ele. Mas ainda sinto a dor de ter dado o meu coração para quem não devia no meu passado. Meus sonhos de romance acabaram em amargura, remorso e no abrir mão de valores pessoais. Eu saí do namoro me perguntando: Será que tem que ser assim? Me senti desanimada, confusa.

- Deus! - Eu clamei - Eu quero o melhor para a minha vida! Me dê algo melhor do que isso. 

Deus respondeu ao meu pedido, mas não da maneira que eu esperava. Queria o melhor de Deus mas não estava disposta a jogar conforme às suas regras. Deus não apenas deseja que as minhas ações sejam diferentes, mas que eu pense diferente - que eu veja da Sua perspectiva o amor, a pureza e o estar solteira e a parir daí, ter novos modos de vida e atitudes.

 “Esta é minha oração: que o amor de vocês aumente cada vez mais em conhecimento e em toda a percepção, para discernirem o que é melhor, a fim de serem puros e Irrepreensíveis até o dia de Cristo.” (Filipenses 1:9-10)

Que possamos abrir os nossos olhos para ver o melhor que Deus tem para a nossa vida, nos capacitando a sermos puros e irrepreensíveis diante Dele. Que ele possa curar o nosso coração e completá-lo, para que não sejamos/entreguemos “sobras” para ninguém.

Com amor,

Natasha Zucolotto.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Inconformados

Graça e paz! Hoje, mais um 22 de março, mas de um ano jamais vivido! Estamos no inicio do ano de 2015. Ano em que temos vivido diversas polemicas e acontecimentos históricos e políticos. Mais um dia em que temos muitos motivos para agradecer a Deus. Ele ainda com todo esse caos tem olhado para nós e cuidado de nós!

Bem, já tinha um tempinho sem escrever e hoje comecei a refletir sobre algumas coisas que tenho vivido. Sempre ouvi nas igrejas por onde passei sobre a família e a importância dessa “instituição”. Deus tem me presenteado em poder participar de EBDs semanais, na qual o assunto recorrente tem sido família e o relacionamento conjugal. E logico que me lembro de vcs leitores! =]

Lendo Gênesis vamos ver o inicio da humanidade e logicamente o inicio das relações homem-mulher. E é nesse livro que temos o exemplo de Adão e Eva, mesmo com as divergências. Adão é carinhoso e amoroso quando vê a grande criação de Deus! A mulher! rs Brincadeiras a parte acho lindo quando Adão fala que Eva é carne de sua carne e osso de seus ossos (Gênesis 2:23). A partir daí posso enxergar a grande importância que o matrimonio tem na vida do homem. Mas também é no livro de Gênesis que temos outros exemplos magníficos como Abraão e Sara, que são citados no novo testamento como casal exemplo (1 Pedro 3:6) e  Isaque e Rebeca esses três casais são os mais citados, até mesmo em eventos sobre relacionamento cristão.

No Brasil, acontecem tantas coisas. Há novos “modelos de família”, que na verdade, existem desde o inicio dos tempos, mas que hoje querem leis e acordos que as favoreçam. E não podemos aceitar. Mas digo isso não de maneira preconceituosa e que marginalize casais homossexuais, por exemplo. 

Quero falar que não podemos nos calar diante dessas mudanças seculares em nosso meio. E ser um cristão racional, que ame a quem a sociedade não ama, mas em contrapartida, como Cristo fez. Dizer, Vai e não peques mais!

Como podemos pregar uma verdade, falar de um evangelho puro se de fato não somos tão puros assim?! Com certeza isso acontece por intermédio da graça, mas a resposta é simples. Nós precisamos nos purificar e manter a santidade nas nossas vidas. Seja no namoro, seja no trabalho, seja na faculdade, seja com nossos amigos e familiares. Precisamos refletir essa glória que só Cristo pode resplandecer através de nós!

Quando alguns evangélicos se posicionam contra o casamento homossexual, de maneira até absurda, sem usar o amor do qual Jesus dizia, que tinha vindo para os “doentes”. Fico lembrando aqueles que estiveram com Jesus, será que eram os fariseus? Será que se fossem em outras épocas a vinda de Cristo, será que Ele ficaria junto aos puritanos? Será que se Ele fosse vim hoje, com a missão de libertar, assim como foi à primeira vinda, será que Ele ia se juntaria a nós? Sabe, quero que vcs reflitam e assim como eu falei no post passado (Para ler clique aqui!) tenham nojo do pecado, e fujam dele.

Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.
Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Alimpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai os corações. Tiago 4:7-8


Que com a mente de Cristo, sejamos uma geração de inconformados e insatisfeitos com o sistema atual até a vinda de Jesus,
Isabelly Santos
domingo, 22 de março de 2015

Panos velhos, remendos novos, tentação sexual e casamento

Olá, pessoas! =D

Ninguém põe remendo de pano novo em roupa velha, pois o remendo forçará a roupa, tornando pior o rasgo. (Marcos 2:21)

A tentação sexual e o desejo desenfreado pelo sexo antes do casamento são muio mais comuns do que se prega e como resultado temos vários casais de namorados com vida sexual ativa - dentro das igrejas. Outros, no entanto, para não pecar, optam pelo casamento às pressas. Alguns optam pelo casamento para remendar o erro: "Pastor, caímos!" "Filhão, agora vocês vão ter que casar! Os pais dela já sabem disso?" "Se meus pais souberem eles vão me matar!" "Como assim, você bulinou minha menina? Agora você vai ter que casar com ela!"

Pode parecer engraçado, mas não é. E é muito, muito mais recorrente do que se gostaria. Então lhe pergunto: casar logo é a melhor alternativa para quem caiu pecado ou para quem quer evitar cair?

Mas, se não conseguem controlar-se, devem casar-se, pois é melhor casar-se do que ficar ardendo de desejo. (1Co7.9)

A resposta direta é não. Casamento é a segunda escolha mais séria de nossa vida. É um laço que se faz pra vida toda. É uma aliança que se quebra apenas com a morte. Paulo de maneira nenhuma estava motivando casamentos impensados, mas apenas dizendo que aqueles que não conseguem permanecer para sempre solteiros devem casar-se. No mesmo capítulo, inclusive, eles aborda vários tópicos sobre a seriedade da aliança do casamento. Casar às pressas apenas por causa do pecado sexual é colocar um remendo novo (o casamento) num pano velho (o velho homem). O resultado disto está no versículo que iniciamos o post: faz-se nele um buraco maior.

Casamentos com essa motivação tendem a encontrar problemas maiores e mais complexos logo à frente. Geralmente o casal não tem tempo pra se conhecer o suficiente, decidem por pressão, não estão preparados psicológica, financeira e espiritualmente para uma aliança tão séria. Daí vem uma série de conflitos, crises conjugais, dentre vários outros problemas no casamento e maior probabilidade de divórcio. Além disso, uma pessoa que não conseguiu dominar a área sexual antes do casório provavelmente não vai conseguir dominar as tentações que vêm depois dele - é uma presa mais fácil para "laços de adultério".

Então o que fazer? Jejum, meu fi. Muito jejum (Indico esse combo: jejum + oração + vigilância). Banho frio, rs... E recomendo seriamente a côrte nestes casos. Menos "carícias" = mais chances de não cair em pecado. Aproveite o tempo de namoro pra conhecer o caráter e não o corpo da pessoa. Em vez de ficarem sozinhos, aproveitem pra conhecer os amigos e família dele(a). Assim aos poucos suas vidas vão se entrelaçando de uma maneira mais firme e com chances de gerar um relacionamento verdadeiramente duradouro e alicerçado.

Ósculos santos,

Iky Fonseca (3 anos de Work ontem. Obrigada, Deus! Teus sonhos são maiores que os meus =') )

P.S.: Pra quem já pecou, é indispensável o arrependimento. Deus está disposto a te perdoar, mas "vá e não peques mais". Não remende casando. Deixe o Senhor te dar vestes novas mediante a confissão e o perdão. =) Se for de Deus, com maturidade e no tempo certo case.
quinta-feira, 19 de março de 2015

Meu doce fim

Todo fim é doloroso, complicado, difícil, marcante e até inesperado!
O apego ao último episódio da sua série predileta. A bagunça pós-festa. Depois de “compartilhar espontaneamente”, a frustração de perceber que não restou nenhuma bala halls (rs). O sufoco do último semestre da faculdade. Ou, o palpitar do resultado da prova final. O cansaço do fim da corrida. A grande expectativa para final de copa do mundo, em que alguém, inevitavelmente, sairá perdedor. A despedida dos amigos do ensino médio. O término de um relacionamento. A partida eterna de um ente querido. TUDO TEM UM FIM. E um sabor.

Não necessariamente um sabor, mas, provoca sensações. A palavra de Deus nos alerta para o FIM DE TODAS AS COISAS: as boas e as ruins. Muita gente vive por anos amargurado, pesaroso pelo fim trágico de algo. Por longos períodos, levam p/ outras áreas de suas vidas os destroços de uma perda, de uma falta de conformismo com a vida. Deus é o Senhor de começos, (recomeços) e pontos finais (“Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro.” Apocalipse 22: 11). Nada é realmente fácil, simples e indolor. A gravidez é um exemplo fantástico da manifestação e complexabilidade de Deus. A corrida para garantir a fecundação é eliminatória. A estrutura humana se modifica e se forma. E o parto é doloroso. No entanto, há um sentido: o nascimento da vida.

A volta de Jesus é o fim da nossas aflições terrenas, mas também será a nossa convivência eterna com o Criador. Não se sabe quando tudo acontecerá (Mateus 24:36 e 2 Pedro 3:10). Sabemos que está próximo. Então, te pergunto. O qual o sabor da vinda de Cristo para você? É doloroso pensar em partir e deixar tudo o que você tanto ama ou quer (faculdade, emprego, casa, casamento ...)? Ou você se sente esperançoso com a sua futura morada?

Tudo tem fim. Não sofra por aquilo que não depende de você, ou que não te acrescenta alegrias. Ou
ainda, não deixe de investir com sua vida com Deus.  Tenha em mente, a única coisa que não passa é o amor de Deus. Então, prepare-se para um DOCE FIM aqui na terra. Viva como quem espera por Ele, e desfrute uma ETERNIDADE DOCE com o Rei.

Por Tainan Piantavinha
segunda-feira, 16 de março de 2015

Recomeçar de novo

No texto anterior conversamos sobre recomeçar. Vimos que Deus nos dá várias oportunidades – e eu diria até necessidades – de recomeçar. É assim com cada novo dia. Mas há uma coisa que pode lhe impedir de viver o novo: o apego àquilo que acabou.

Isso não quer dizer que o novo signifique exatamente a mesma coisa que você perdeu. Exemplo: “- Perdi um emprego, Deus vai me dar outro com um salário melhor!” Ele pode fazer isso, mas Ele pode também estar apenas querendo separar você para um tempo a mais com Ele ou até para uma chamada missionária. Os caminhos de Deus são mais altos que os nossos, não esqueça!

Observe passagens bíblicas que falam de recomeço: “as coisas velhas passaram, eis que tudo se fez novo” (2 Co 5:17); “ninguém põe remendo novo em vestido velho” e “nem se deita vinho novo em odres velhos” (Mt 9: 16, 17); “esquecendo-me das coisas que atrás ficam prossigo para o alvo” (Fp 3:13).

As passagens demonstram que é necessário deixar o velho para que o novo venha. Porém como dissemos no texto anterior, deixar ir, terminar, acabar um laço, um tempo, um relacionamento não é fácil, mas muitas vezes isso é realmente necessário.

Certa vez ouvi uma frase assim: “Se você insistir diante de uma porta fechada, você nunca vai encontrar a porta aberta!” E a porta que Deus fecha, neguinho, ninguém abre! É necessário que em seu coração você decida abdicar do que é velho, por Deus, deixar na cruz o que ficou pra trás e prosseguir para o alvo, para o propósito, para aquilo para que Deus lhe chamou. A partir daí você já vai começar a experimentar a novidade de Deus em seu interior e a mudança vai começar a se exteriorizar, então você vai perceber tudo de um jeito diferente. Não tenha medo, “tudo que você precisa está no caminho”.

Buscar o novo sem largar o velho é como remar num barco amarrado ao cais. Solte as amarras, levante as âncoras e reme com força na direção indicada pelo capitão. A rota já está descrita no mapa da Palavra, basta a graça dEle para lhe ajudar  a compreender. Como nos mapas antigos que sinalizavam a presença de “monstros”, algumas aflições também estão previstas na Bíblia, mas com Cristo você irá desbravar mares doravante navegados. “O meu barco vai firme ao porto seguro, pois meu rumo está bem nas mãos de Jesus...”

“Não vos lembrei das coisas passadas, nem considereis as antigas. Eis que faço uma coisa nova; agora está saindo à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios no ermo.” (Isaías 43.18,19)



Ósculos santos, 
Iky Fonseca

Peço desculpas pela demorar em postar textos. Minha net não está me ajudando muito.  =( Mas acho que já resolveu. =)
quinta-feira, 12 de março de 2015

Descanso

Existem momentos em que precisamos com mais urgência encontrar uma sombra, uma brisa suave, um lugar confortável pra descansar. Um abraço, palavras de conforto, uma presença, ainda que silenciosa, em que possamos encontrar abrigo, um olhar de compressão. Como nos fazem bem os momentos de descanso!

O Senhor nos conhece tão profundamente! Ele sabe exatamente as gavetas de nossas almas que estão sobrecarregadas, cheias de pendências a serem resolvidas, ele conhece cada página que precisa ser queimada, apagada de nossas necessidades. Ele conhece nossos anseios, planos, os mapas mentais que traçamos pra esvaziar cada uma delas, e mesmo dizendo a ele que tudo está em suas mãos, nos inquietamos pensando nos momentos em que enfim poderemos arquivá- las longe dos nossos olhos.

Ah, como Jesus nos conhece! Como ele nos ama!! Do seu modo tão particular, coberto de cuidados especiais com cada um de nós, ele sabe como nos fazer descansar! Em meio às dúvidas, em meio às urgências dos nossos quereres, nos fortalecendo fisicamente, restaurando nossas forças, revigorando nossa alma com sua maravilhosa paz, graça, lugar de aconchego, ele nos leva a um lugar de descanso na sua presença!

Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso. Mt11:28


Minha oração nesse momento é que você possa encontrar descanso para o seu coração na presença do Espírito Santo de Deus, hoje e sempre! Em nome de Jesus! Amém.

Música pra vc, com amor!





quarta-feira, 11 de março de 2015

Propósito

Parece ser uma simples palavra, mas tem muito a dizer. Propósito nos traz a ideia de intenção, de motivo, de razão pela qual uma decisão é tomada, uma palavra é proferida, um sonho é concretizado, um problema é resolvido. Nós como seres humanos, temos aspirações, desejos e anseios em nosso coração. Queremos alcançar objetivos, definir metas e caminhos que nortearão o nosso futuro e consequentemente trarão sentido a nossa existência.

Nós como cristãos, pessoas que foram compradas pelo sangue de Jesus, que foram escolhidas por Deus para sermos irrepreensíveis em santidade, que fomos salvos pela graça e vivificados pelo poder do Espírito Santo, temos a plena consciência de que Deus é o nosso Senhor. E Ele como Senhor tem propósitos específicos projetados por Ele para nossas vidas. E muitos desses planos não costumam estar alinhados com aquilo que planejamos sobre nós mesmos.

Quando o Senhor chamou Jeremias, no capítulo 1, Ele revela ao profeta que quando este ainda era um feto no ventre da sua mãe, um propósito já havia sido arquitetado pelo Senhor para a vida Dele. E o que Jeremias fez? Prontamente se entregou aos planos do Senhor. Às vezes por medo, insegurança e até pelo fato de querermos ser o dono da nossa própria vida, não queremos “entregar” o controle da nossa vida a Cristo, pois sabemos que os seus propósitos são diferentes dos nossos e os sonhos Dele são muitas vezes incompatíveis com os nossos.

Deus deseja ter sobre o seu controle toda a nossa vida. Nós é que precisamos nos entregar a Ele de corpo e alma, assim como um filho se lança nos braços do seu pai, nós devemos nos lançar aos braços de Deus e entregar toda a nossa vida. Pois Ele como Senhor absoluto e sabedor de todas as coisas, sejam elas do passado, do presente e do futuro, sabe o que é melhor para nós. Que neste ano de 2015, a palavra “propósito” venha ser aplicada a nossa vida não sobre a nossa perspectiva, e sim sobre a ótica Daquele que nos chamou para viver os seus propósitos.

Que Deus nos abençoe

LUFE


segunda-feira, 9 de março de 2015

Chamad@s para a liberdade!

Hoje, 8 de março de 2015 é celebrado o dia internacional da mulher! Ao olhar a valorização ao longo dos anos podemos perceber que o mundo mudou muito e a força feminina ganhou representação e um pouco mais de prestigio.

A mulher que sempre teve muito valor aos olhos de Deus. Começando de quando Deus a criou. Na verdade, quando leio gênesis 2 no versículo 18 vejo esse carinho quando Deus diz, “Não é bom que o homem esteja só: far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele.” E no versículo 21, Deus faz Adão cair em um sono profundo e faz Eva com uma das suas costelas. Ao observar isso penso na delicadeza como ela foi criada. Não era um monte de barro virando mulher, mas sim um pedaço do homem transformado em um semelhante feminino.

Dei essa volta toda para que vocês pudessem enxergar que a mulher foi feita de uma maneira especial por Deus. Mas assim como hoje, ou na verdade, muito pior! A sociedade se tornou machista e preconceituosa. Se um casal não tinha filhos, certamente, a mulher era estéril. Se o homem cometia adultério, certamente a sua mulher não o satisfazia. Se Adão pecou, “A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi.”Gênesis 3:12

Não é novidade pensar que os castigos e penalizações por pecados em Israel também eram muito machistas.

Lá em João 8, a bíblia fala sobre a mulher adultera. Aquela mulher cheia de pecados, carregava em seu coração o peso por não ter o carinho de um esposo, mas que tinha a marca de vários homens na sua alma. Como se não bastasse esse peso a carregar, os escribas e fariseus a colocaram a diante do mestre. Imagino, que nesse momento ela aflita e arrependida por uma vida de pecados, que antes eram escondidos entre quatro paredes, mas que agora eram revelados a todos os que estivessem dispostos a apedreja-la.  Mas Jesus perguntou quem estava sem pecado. E como vocês já sabem, todos se foram. Mas antes de serem confrontados por Jesus, eles a levaram  até o cordeiro de Deus sem medo de serem atingidos. Mas por quê? Os pecados daqueles HOMENS não eram vistos perante a sociedade, mas eram nítidos aos olhos de Jesus e isso deixou aqueles homens com a consciência de que mereciam ser tão apedrejados quanto aquela mulher. Sabe pq? O pecado é nojento! E quando exposto a luz do Sol justiça traz repudia!

Quando aquela mulher enxergou o fim, Jesus mostrou que Ele é o começo. Colocando aqueles homens para darem meia volta. E mostrou a aquela mulher uma vida sem culpa, sem medo de ser apedrejada.

“ E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno: vai-te, e não peques mais.” João 8:11

Talvez o pecado segue os seus dias. Vindo em um momento de solidão, em um momento obscuro e de fraqueza. Porque eu sei que diante do eterno brilho do Sol da justiça não há pecado que resista. Não há sujeira que não vá embora quando os rios do Senhor lavam a sua alma. O sangue derramado naquela cruz não foi em vão! Foi para te purificar! Foi para lavar a tua alma e te fazer viver uma vida livre, sem culpas e sem medo de ser apedrejado, porque os pecados foram jogados no mar de esquecimento.


“Quem é Deus semelhante a ti, que perdoa a iniquidade, e que passa por cima da rebelião do restante da sua herança? Ele não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na sua benignidade. Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniquidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar.” Miquéias 7:18-19

Que o Senhor nos fortaleça até a sua segunda vinda,

Isabelly Santos
domingo, 8 de março de 2015

Um cabeçudo sem rumo

Já fazia um tempo que ele estava andando em círculos. Os muros eram os mesmos, as esquinas, e até o clima. Aquele labirinto parecia não ter fim. Por hora ao abrir a geladeira viajava em uma possibilidade do que seria, mais alguns passos em frente ao PC, alguma ideia do que ter;  ligado nas postagens e conversas pelo cel, ideias e desejos do que fazer. As opções emergiam em sua cabeça, mas aquele caminho, com as ideias embaraçadas, estava cada dia mais entediante, sem muito sentido. Cansado, deitou. Olhando pro céu, se permitiu desligar do mundo. Veio à mente o sofá de casa e a brincadeira de sonhar, com o controle na mão, em ser um jogador de futebol; a vontade de ter super poderes; e os carrinhos enfileirados, que tanto o faziam bem. Sem muita vontade de sonhar, outros sonhos antigos surgiam em seu coração, sem ainda trazer um sentido, para aquelas pegadas soltas.


Ainda ali, largado, viu um coração gigantesco, cheio de vida, pulsando forte. Planos, sonhos, projetos
saltavam de dentro dele, e tudo que aquele cabeçudo disse foi: eu quero isso pra mim, eu preciso disso.

Sem saber ao certo o que estava pedindo, olhando aquele coração tão puro, vivo e organizado, viu dentro dele uma árvore que refletia uma construção, um projeto, um estilo de vida cheio de frutos que geravam vida em outras pessoas. Pediu ao Criador que desse a ele uma igual aquela. As sementes dela caíram em seu coração, se enraizaram e o deram fome pela vida, por uma nova vida. O caminho passou a ter sentido, os passos se firmaram, a cabeça começou a ganhar um rumo, o que ser, ter e fazer uniram- se a ordem do autor da fé: JESUS.

Shalom!




quarta-feira, 4 de março de 2015

Uma filha perdida


Hoje foi um dia de chuva. Nos céus gotas caiam sem pressa para se acabar. Mas a verdadeira tempestade jorrava dos meus olhos e a frente fria fazia formação no meu coração. Sabe aqueles dias onde uma angustia toma conta? Não sabia o porquê, mas a vontade de chorar tomava conta daquele nebuloso dia.
Há alguns dias eu tinha feito algo que não agradava ao meu Pai do céu. Nem sei por onde começar, mas a paz acabava de ir. A fraqueza tomou conta do meu dia. Permitir ou não
que o pecado tome conta da minha vida? Não! Sem dúvidas! Mas a satisfação do prazer é uma falácia que nos engana quando estamos fracos. Eu ainda não tinha percebido que nos momentos de fraqueza o poder do meu Pai se aperfeiçoava em mim. Então cedi. Cometi um engano.
Mas a misericórdia dEle me alcançou e me desfez. Me refez. Me trouxe esperança, assim como, ao filho prodigo que sem hesitar voltou para o aconchego dos braços do seu pai, Deus me fez descansar o meu coração e respondeu as minhas inquietações e trouxe paz! Preparou meu novilho, trouxe-me vestes limpas, trouxe sandálias para os pés descalços e colocou um anel em meu dedo.

Tenho certeza que muitos de vocês podem estar se sentindo como essa filha, longe de seu pai, mas bom mesmo é a sensação de descansar em Deus e ter a certeza que tudo coopera para o bem daqueles que o amam. Não deixe que as paixões desse mundo ceguem os seus olhos. Não deixem que o pseudoprazer satisfaça o seu coração. O único que pode preencher o seu coração de gozo é o Senhor porque Ele é especialista em amar! Ele é o amor! [I João 4:8b] E esse amor traz a verdadeira felicidade.

Por mais que saibamos desse amor e desse perdão que Ele traz, muitas vezes o engano do pecado corrói a nossa alma. O primeiro engano é seduzir e o segundo é aquele sentimento de estranheza que surge, tentando nos fazer pensar que não temos jeito e que Deus não pode nos perdoar. E muitas vezes nós mesmos não conseguimos nos perdoar. Mas há esperança, há graça e perdão no reino do nosso Pai. Assim como, Davi que pecou e o Senhor trouxe perdão.

“Então Davi disse a Natã: ‘Pequei Contra o Senhor!’ E Natã respondeu: ‘O Senhor o perdoou o seu pecado. Você não morrerá.” II Samuel 12:13

Ele também pode perdoar você, mesmo você sendo tão fugaz quanto o vapor. Ouça essa canção e reflita sobre o que você tem sido diante do nosso Deus e observe que mesmo não sendo nada o Senhor escolheu você!


Abraços de reconciliação,
Isabelly Santos
domingo, 1 de março de 2015

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons