quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Vem lá da Física, dos estudos de magnetismo, o conceito de que polos opostos se atraem. Mas será que isso realmente se aplica aos relacionamentos amorosos? Sempre penso nisso e a minha conclusão é... Que ainda estamos no início do texto e é muito cedo para chegar a uma conclusão.

Schopenhauer e seu "desejo de vida" explicam que somos impelidos a buscar alguém diferente para que nossa prole equilibre essas características, perpetuando a espécie. É uma coisa meio darwinista... Bem ou mal, conheço vários negões que piram numa loira e várias baixinhas que são derretidas num grandão. Diferenças de temperamento e gosto também cabem aqui. Conheço um casal que ele é super tímido, meio nerd (amo vcs, nerds <3!) e ela é uma das pessoas mais doidinhas e "espevitadas" que eu conheço. Um relacionamento assim dá certo?

Bem, há suas complicações. Imagine um casal em que ele ama um churras e ela só come salada, ela é cosmopolita e ele gosta de uma vidinha sossegada,  ele é do reteté e ela tradicional até o tutano, ele é novinho e ela tá coroando (chega, começou a complicar demais...). Se os dois tiverem consciência e estiverem dispostos as concessões necessárias para agradar a ambos, as coisas podem dar certo sim, mas não vai pensando que é facinho não. Este negócio de ceder sempre cansa, já falei sobre isso em outro texto.

Mesmo assim acredito que PODE dar certo, eu tenho um exemplo na minha casa. Meu pai e minha mãe tem diferença de idade, de hábitos, de temperamento, tudo! Não vou listar, mas eles são completamente opostos!!! No entanto, já se vão 21 anos de casamento. Qual o segredo deles? a) Por observação eu diria que é a tolerância e o respeito com as diferenças que acabam por equilibrar as coisas na casa, no ministério, na vida a dois; b) o amor, que une perfeitamente todas as coisas; c) e o terceiro que é muito importante: o propósito! Apesar de diferentes. eles tem um alvo em comum: o Reino de Deus. Se dois não concordam, não podem andar juntos  - como poderiam se andassem em direções contrárias, com alvos diferentes? (Am 3.3)

Se você gosta de alguém diferente de você, pondere as disparidades e semelhanças. Se é possível suportar e ambos estão dispostos a conciliar, maravilha! Mas não se prenda num jugo desigual com os infiéis (2 Co 6.14-16)- cara, isso é roubada! Se você buscava uma resposta definitiva, minha conclusão é... Que já estamos no fim do texto e ainda é muito cedo para chegar a uma conclusão. Cada caso é um caso, como diria o detetive.

Ósculos santos de hoje com uma pergunta:


Iky Fonseca =P

P.S.: E musiquinha, vai? Para os xonadinhos de plantão. :*

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

Jesus Cristo te ama e em breve vai voltar!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons