domingo, 24 de janeiro de 2016

Oi meu povo! Não quero ser clichê com esse título, mas através desse início comum vamos tratar de coisas realmente extraordinárias no texto de hoje.

Acredito que alguns de vocês conheçam a história de Elias. Isso mesmo! Aquele profeta das antigas... Pois bem sabemos que ele tinha uma história de extrema intimidade com Deus e prova disso são os feitos que ele realizou em nome do Senhor.

Os homens daquela época faziam grandes feitos e maravilhas e olha que eram poucos os profetas sem contar que a nação de Israel estava devastada com falsos profetas e ídolos diversos.

Digamos que no auge da carreira de Elias o nome era Baal. Essa escultura era a responsável por fazer um povo que anda por vista esquecer de todas as maravilhas e provisões que já tinham vivido anteriormente. Claro que Deus levantou Elias por conhece-lo profundamente e saber que nele havia a bravura necessária para que Deus o usasse para mostrar o poder da oração.

O “evangelho” moderno esquece de princípios base da vida cristã. Não sei se vocês já ouviram de algum crente a seguinte expressão, “Por que orar tanto? Deus não é cego, ele sabe da sua situação! 
Por que orar tão alto? Deus não é surdo!”. Deixando claro que não sou a favor de escândalos e falta de decência, mas temos um Deus que age com sua multiforme graça e de diferentes maneiras e a oração é sinônimo de poder, mas antes de intimidade.

Quando temos intimidade com uma pessoa temos anseio por conversar e estar junto. Falando da vida cristã a maneira que temos de fazer isso é orando e lendo a bíblia, mantendo assim um canal de comunicação aberto. Infelizmente a modernidade dentro de nossas igrejas questionam a forma de adoração e a maneira de adquirimos esse poder espiritual.

Jesus nos advertiu que faríamos feitos maiores que Ele (João 14:12). Saber dos grandes feitos do Senhor e olhar a realidade presente em nossas vidas deixa o nosso coração angustiado, por não ver que os grandes feitos que iriamos fazer não são cumpridos... Mas por que? O que temos de errado?
Vamos observar alguns pontos importantes da vida de Elias:

  • Ele tinha ousadia suficiente para fazer com que sua palavra fosse cumprida por intermédio do Senhor. Vemos na sua fala: “Em nome do Senhor, o Deus vivo de Israel, de quem sou servo, digo ao Senhor que não vai cair orvalho nem chuva durante os próximos anos, até que eu diga para cair orvalho e chuva de novo” (1 Reis 17:1).
  • Ele era obediente! (1 Reis 17:5).
  • Ele cria na provisão de Deus: “[...] e os corvos vinham trazer pão e carne todas as manhãs e todas as tardes” (1 Reis 17:6). Imagina que louco! Seu office boy ser um corvo, rs! Mas Deus cuidou de Elias e cuida de nós até os dias de hoje! Podemos ver exemplo disso no novo testamento, Jesus nos ensinou sobre provisão (Mateus 6:25-29).




A oração é alimento, é intimidade e é fonte de poder de Deus! Que estejamos dispostos para viver esse poder nas nossas vidas! Abração,

Isabelly Santos

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons