quinta-feira, 3 de março de 2016


Nesses últimos dias tenho andado bastante triste. Não, não são meus muitos afazeres de uma fase complicada. Tampouco os gastos extras. Hoje nem é a inversão no mundo que me atormenta, é aquela que se faz ali, dentro das quatro paredes do que deveria ser a congregação do povo de Deus. Mas o quanto realmente temos sido dEle?
Deus me deu a graça, o desmerecido favor de muito cedo participar e trabalhar na obra dEle. E sempre foi muito bom congregar com os irmãos, juntar forças em Cristo para erguer muros e vencer batalhas, só que nos últimos dias isso tem parecido uma missão impossível.
Sinto-me um profeta qualquer antes da Graça, isolada de tudo, guerreando só contra tantos servos de Baal. Onde estão aqueles que ainda não se dobraram a outros deuses? Onde estão aqueles que não servem a si mesmos ou ao que podem conquistar e gozar nesta vida?
Ao digitar, sinto lágrimas vindo aos olhos. São adoradores rejeitando os convites do Rei, obreiros que não operam, prioridades tantas, afinal todos têm outros direitos e desejos além da obra. Não posso chegar no horário por causa disso, não posso ir por causa daquilo, não me humilho porque tenho minha razão, não faço porque o outro não faz. Muita cobrança, pouco serviço. Muita análise, pouca entrega. Muitos pedidos, pouco sacrifício. Muita música, pouca obediência.
Nesses últimos dias, está difícil achar com quem contar. Mas lá do céu, se Deus olhar e encontrar um adorador verdadeiro, um tapador de brechas, eu sei, Ele não precisa de muito. Eis-me aqui Senhor, envia-me a mim. Ainda que isso custe minhas lágrimas, sei que é a tua mão que habilitará a minha espada. #oremos


Quase dois anos se passaram desde que escrevi este texto. Hoje posso contemplar a resposta do Senhor a Ele. Nunca me achei "a diferentona gospel", mas acredito que muitos obreiros já sentiram esta sensação de solidão. Contudo, ainda que os ceifeiros continuem sendo poucos (Mt 9.37-38), posso contemplar em minha geração que sim, é fiel a resposta do Senhor:

Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma? Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal. Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça. Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra (Romanos 11:3-6)

Ósculos de esperançosa Graça,

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons