domingo, 13 de março de 2016

Há situações na vida que deixam um aprendizado. De forma mais suave ou de forma mais dura, Deus também nos mostra e ensina coisas no nosso dia a dia. Há situações na vida que devemos tomar decisões. Ir por um caminho ou por outro, se deixar levar pelos prazeres da carne ou não, esse ou aquele emprego, tudo isso pode ser corriqueiro.

Situações corriqueiras, ou talvez não tão corriqueiras assim, ensinaram muitas coisas à João, cara honesto, “feitor daquilo que é correto” como ele gosta de dizer, sempre deu valor a justiça e a palavra de Deus, que para ele é lâmpada para seus pés e luz para seu caminho.

Desde cedo João trabalhou para ajudar nas finanças em casa e claro, para ter sua graninha. Hoje, aos vinte e tantos anos, recebe um bom salário, continua ajudando em casa porque “é o mínimo que posso fazer pelos meus pais” e por ser “um marmanjo de vinte e tantos anos que ainda mora na casa dos pais”. 

Tudo certo se encaminhava na vida dele, até que um dia, nosso caro amigo é demitido de seu emprego. Sem chão, pobre homem volta para casa, desolado. Tantos anos de dedicação foram jogados por água abaixo – pensava João enquanto chegava em casa. Dado a notícia aos pais, que o apoiaram, ele vai dormir, cansado e triste. Era só uma fase.

O problema é que essa fase durou, um, dois, três meses. Em suas conversas com Deus, disse que estava angustiado, não suportava mais. Calma João, o Meu melhor em sua vida ainda está por vir – disse Deus. Dois dias depois, recebe uma proposta de emprego feita por um conhecido de um conhecido de um vizinho dele e mesmo na dúvida, ele aceita. Ora, precisava de grana. Só podia ser resposta de oração, não era possível que não fosse. No final das contas, a empresa era uma golpista e João nunca vira o que era seu por direito. 

Eu não suporto mais essa demora. A proposta era ótima, mas no final acontece essa sacanagem comigo – disse João desabafando com Deus. Deus responde: João, você teve pressa. Veja bem, aquele que entra pelas portas dos fundos, sem avisar, veio para matar, roubar e destruir. Eu, João, entro pela porta da frente. João, Eu sou a porta. Eu chamo minhas ovelhas e elas me escutam porque Eu sou o bom pastor. Olha só, lembra do que você viu sobre os israelitas que queriam punir Moises porque achavam que Eu não iria cumprir minha promessa? Eles me desobedeceram e foram tentar ocupar o espaço que Eu separei para eles sem minha permissão. Eles foram sozinhos, não fui com eles e resultou que foram derrotados. Perderam de ver minha promessa por não terem paciência. Não quero que aconteça isso com você João, escute minha voz e adentre-se no curral que irei te proteger. Mas João, não espere de braços cruzados. Te darei um conselho, estude e confie em mim.

O tempo e a paciência são dois eternos beligerantes. João lembra dessa frase do escritor russo Liev Tolstoi, o qual ele já leu algumas obras. Ele lembra do que seu pai lhe disse quando perdeu o emprego “filho, o Senhor é o seu pastor e nada te faltará” e para o seu bem, ele percebe que escolher o lado da paciência nessa batalha era o correto e que deveria fazer o que Deus mandou. Parece que dez meses depois João foi aprovado em um concurso público. Conheceu uma garota chamada Mariana Meire, casou e vive bem. 

Isso não é sobre bens materiais, isso não é sobre “siga a Deus e se tornará rico”. Isso é sobre fé. É sobre buscar primeiro o reino e as demais coisas serão acrescentadas, essas demais coisas serão aquilo que é preciso para se viver bem. 

Não se sabe do paradeiro do nosso nobre camarada, mas dizem que ele continua sendo humilde, temente a Deus e agora com família, agradece ao seu Criador porque sabe que tudo que tem foi Ele quem deu e o tudo não se resume aos bens materiais, mas sim em prosperidade em espírito, em saúde e alegria.

Nas situações corriqueiras, talvez não tão corriqueiras assim da vida de João, ele aprendeu que Deus foi fiel até quando ele não mereceu.


Textos base: João 10 e Números 14

Samir Santana

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons