quinta-feira, 28 de julho de 2016

Olá, pessoas! Este texto nasceu ouvindo meu irmão Thiago Grulha, então vou deixar a música "Somos iguais" no final e faço questão que você ouça =P. Não é a primeira vez que falo de heróis no site (aqui, aqui e não só eu), mas é que muitas vezes parece que é isso que precisamos ser, como diz Freud "somos de carne, mas precisamos viver como se fôssemos de ferro" e isto é muito mais intenso em relação a líderes.



Criticamos tanto a idolatria, mas colocamos líderes locais ou não, pastores, ministros, cantores, e outros irmãos em pedestais, verdadeiros altares. Admiramos, valorizamos, imitamos-os tanto que de certa maneira, quase inconscientemente, esquecemos que eles também são humanos, obras ainda inacabadas nas mãos de quem persevera até o fim. O resultado disso é desastroso, porque mais cedo ou mais tarde, estes "grandes" homens e mulheres falham, tomam decisões erradas, mostram suas fragilidades ou pior, as têm expostas por terceiros; então começa um grande "frisson" e várias pessoas decepcionam-se, outras titubeiam na fé e outras até a perdem. Quero te convidar a refletir em quatro pontos sobre isso:

a) não podemos desviar em nenhum momento nossos olhos do Alvo, Ele †; precisamos definitivamente entender e viver Cristo como nossa única motivação - para além da teoria. 

b) precisamos tirar todo altar humano que erguemos em nossas igrejas e corações - somos todos sacerdotes! Devemos sim amar e respeitar nossos líderes e "referenciais", assim como eles devem fazer o mesmo conosco. A posição deles não os torna maiores, melhores, mais perfeitos que nós. Vejam o que tio Paulo disse (pra mim pelo menos ele é um big referencial!): "Dos pecadores, eu sou o principal". 

c) sabemos que há grande responsabilidade para aquele que desempenha serviço no Reino de Deus, porém nossos "heróis" também tem seus "calcanhares-de-Aquiles" e "kriptonitas", seus dias maus, suas imperfeições e provavelmente em algum momento eles vão fazer e falar coisas que vão te decepcionar, te entristecer ou simplesmente não te agradar, mas isso não quer dizer que eles não são mais de Deus, apenas que eles guerreiam como você e eu. (Claro que há também falsos pastores, apóstolosprofetas e mestres, joios e bodes, mas não fomos avisados sobre isso?)

d) os maiores no Reino de Deus não são os mais evidentes, mas aqueles que servem mais. Se você atingiu alguma posição no meio eclesiástico, na mídia, no seu grupo, não esqueça, nada é sobre você, é tudo sobre Cristo. Zele pela imagem dEle em você, vele por aqueles que ele colocou sob sua influência e tente não pecar, mas se pecar, você tem um advogado para com Deus, Jesus Cristo, o Justo. Deposite nEle suas fragilidades, se aliance a outras pessoas tementes a Deus com quem você possa desabafar, expor-se, tratar aquilo que precisa, desça do pedestal que você ou os outros criaram para você. Humilhe-se sob a potente mão de Deus, desmonte-se nEle e não ande só.

Pra terminar, seja você quem for, lembre-se, somos todos iguais, somos todos heróis, somos todos frágeis... Dá o play, please =):


Ósculos fragilmente heroicos,

Iky Fonseca

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons