segunda-feira, 4 de julho de 2016

Ela era uma flor, era bela, o seu perfume exalava pelo jardim, mas ela estava machucada. O beija-flor a amava era o seu dono, cuidava da pobre e machucada flor com o amor mais puro e perfeito, com o amor de um jardineiro apaixonado.

Mas a flor estava ferida, triste, suas pétalas estavam caindo, restavam poucas, já que tantas delas foram arrancadas em meio a tantos “bem-me-queres” e “mal -me- queres”, só restavam às lágrimas, lágrimas essas que a impediam de enxergar o beija-flor.

E mesmo assim ele estava lá, todos os dias ele pegava a mais pura e límpida água e, com o seu bico a regava, ele a beijava, e não se cansava de dizer o quanto ele a amava, mas ela, pobre flor, não conseguia ouvir, pois estava mais preocupada com todos os furacões e tempestades que passaram pelo jardim e arrancaram, tão dolorosamente, as suas lindas pétalas. Mas não importava o quanto ela estava machucada, pois ela tinha um dono, ele a amava.


Um dia, a triste flor decidiu olhar para cima, o dia estava ensolarado e quente, mas ela sentia uma leve brisa tocando as poucas pétalas que não foram destruídas com os vendavais. Era o beija-flor, que com o bater de suas asas, a refrescava. Aquela solitária flor sentiu que gotas deslizavam por suas pétalas e dessa vez, não eram suas lágrimas, ele a regava com o seu bico, e pela primeira vez, ela se sentiu amada.

Aquele amor a constrangia de tal forma que ela não conseguia mais pensar em suas dores e desilusões, pois ele estava ali, ele era lindo, era de uma força e suavidade impressionantes, e ele a amava. Ela não estava mais sozinha, agora ela se sentia segura. Suas pétalas nunca mais seriam arrancadas, pois em meio a tantos “bem-me-queres” e “mal-me-queres”, ela encontrou alguém que a amava e não precisava despedaça-la para demonstrar esse amor. Ela se sentia inteira, descobriu que era completa. Ela esqueceu de toda dor, aliás, ela lembrava, mas isso não a machucava mais, afinal, “ quando , porém, vier o que perfeito, o que é imperfeito desaparecerá”. Ela era uma linda e perfumada flor, e ela tinha um dono, ele era o jardineiro perfeito.

Presente: Jaqueline Marques
A coluna de segunda, "Presentes", publica textos de nossos leitores e não expressa necessariamente a opinião deste site. Se também deseja que seu texto seja publicado, envie-nos para o e-mail worksolteiros@gmail.com. 

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons