domingo, 21 de agosto de 2016

Hi guys, como vão vocês? Hoje me lembrei de uma coisa bem acadêmica, quando fazemos resumos geralmente nossos professores pedem a extensão de 2000 caracteres, então decidi fazer o texto abaixo com esse tamanho para você enviar a pelo menos um amigo não cristão. Para que ele possa ser tocado e talvez entender porque ele ainda não se rendeu ao evangelho.



Talvez você nunca tenha ouvido falar de Jesus ou do evangelho, ou possa ser que ouviu alguém falar sobre um escândalo envolvendo pastores ou cristãos. E talvez isso possa ter te impedido de procurar a conhecer Jesus. Um senhor tão bom quanto Deus poderia muito bem viver sem as nossas vidas, mas o seu desejo era que todos fossemos salvos e alcançados pelo seu terno amor, alegre-se porque hoje você ouvirá as boas novas do nosso Senhor!

Esse ano tive uma experiência que mudou a minha vida, dispersar as boas novas, ou se preferir, lançar as sementes do evangelho. E isso mudou a minha forma de ver o evangelismo. Bem, não sou tão nova na fé e já tinha feito evangelismo várias vezes, mas esse ano pude participar de um evento da Igreja Batista, chamado Caravana Missionária da Esperança. Minha avó já vai a vários anos e sempre me perguntei como seria lá e decidi ir.

Acredito que muitos de vocês leitores já tiveram alguém batendo em suas portas para falar de Deus, eu já tive, confesso que não gostei, mas estar do outro lado da porta é simplesmente maravilhoso. Eu vi em olhos a esperança para mudar de vida, olhos sem brilho enxergando um futuro melhor ao lado de Cristo, mas também pude notar pessoas que rejeitaram a Cristo por problemas dentro de igrejas ou com irmãos. Refletindo sobre isso, pergunto: “O que aconteceu com o evangelho genuíno?”

Ontem ouvi um podcast que falava sobre profanar o nome de Deus ou se preferir, falar o nome de Deus em vão. Será que o maior problema atrelado ao evangelho é falar o nome de Deus ao ver uma catástrofe? Se você acha que sim, lamento dizer que o nome de Deus em vão vai muito além disso. Quando um pastor ou pessoa fala em nome de Deus por uma coisa que não foi Deus realmente que falou, ele está usando esse nome tão poderoso para dar crédito a algo que veio ele mesmo pensou, ou seja, está dizendo o nome de Deus em vão.

E talvez seja isso que tenha afugentado as pessoas de Cristo, porque as pessoas erram e algumas pessoas de "Deus" julgam e outras hipócritas pecam, mas não se rendem a Deus e não confessam os seus pecados nem a Deus, porque Ele já sabe, não é verdade? 

Nós as cartas vivas do evangelho que muitas vezes está manchada pelo ego inflamado e pela santidade exacerbada que não vem de nós. Muitos esquecem que a presença de Deus é tudo que pode nos impedir de pecar e fracassar mais uma vez, não vem de nós para que não gloriemos, vem Dele para que dependamos desse Pai tão amoroso.

Que nós cristãos possamos ser mais dependentes da soberania de Deus e de entender que nossos esforços santos de nada valem se não for pela graça e misericórdia. Desejo também, que você não cristão entenda que a igreja é um hospital, um lugar cheio de pessoas doentes, mas que sabem que precisam da cura, então se houver um pecado ou confusão em uma igreja, lembre-se eles são tão humanos quanto você, logo podem errar também.


XOXO, 

Isabelly Santos

P.S. 1: O texto não tem só 2000 caracteres, acabou ficando com 198 a mais; 
P.S. 2: O último paragrafo do texto não é uma justificativa para pecar, afinal, estamos em guerra! 

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons