quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Joana estava vivendo um dilema em sua vida sentimental, sua amiga Cássia também. A primeira havia conhecido Marcos, alguém que a atraia muito. No entanto, eram poucas as afinidades entre eles. Viviam estilos de vida diferentes. Apesar de logo perceber esses desacordos, permitiu que as conversas se estendessem, e passou a gostar dele mais do que gostaria. Cássia, por sua vez, estava em outro conflito. Rodrigo seu amigo há anos estava visivelmente interessado por ela. Mesmo rodeados por inúmeras afinidades, não conseguia sentir atração por ele. 

Passado algum tempo, Joana deu continuidade ao "trelelê" entre eles. Chegaram a namorar. Mas depois de diversas situações com relação a ele que a afligiam, de "abrir mão" de atitudes essenciais para ela, e das muitas promessas não cumpridas, resolveu deixar de lado aquela história.

E Cássia? Ficou um bom tempo indecisa, pois todos falavam que formariam um "belo casal", e que ele era "um rapaz pra casar". Entre sinceras conversas amigas com ele percebeu que seria possível acontecer de gostar além da fronteira da amizade. Eles tinham muito em comum. O que de fato aconteceu. Começaram a namorar. Espero que estejam bem, e que gerem bons frutos juntos.


(Esses causos são apenas ficção. Qualquer semelhança é mera coincidência.)


Encontrar afinidades nos ajudam a corresponder uns aos outros. A querer estar perto, a retribuir o sentimento. A atração física, no entanto, é relativa, nem sempre é possível explicá- la. Embora seja importante, não é suficiente em um relacionamento cristão. 

Deus nos trouxe uma ideia sobre correspondência em Gn 2:18:

"Então o Senhor lhe declarou: Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda". 

(Corresponder: retribuir, ser conforme, adequado; trocar cartas, mensagens, etc.)

Há um cuidado de Deus em fazer a mulher correspondente ao homem e o homem a mulher. Lembrando alguns princípios bíblicos é possível perceber que esse cuidado se estende ao estilo de vida das pessoas, e principalmente as formas de encarar a vida espiritual e o relacionamento com Deus. 

Quem nunca passou por um "amor" não correspondido, seja sentimentalmente ou nas afinidades?
A boa notícia é que há pessoas que lhe correspondem por aí, embora apenas uma é necessária. Que seja abençoado segundo a vontade de Deus.



Bárbara Uinan

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons