quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Esta semana o Rio se despediu das Olimpíadas e as Olimpíadas se despediram do Rio, mas ainda temos muito o que aprender desta experiência. Hoje eu convido você a pensar sobre o corpo atlético dos nossos olímpicos. "Hum, vamos lá..." (Alguns já se empolgaram a esta altura do texto, espero que continuem empolgados rsrs...)

É impressionante o trabalho que o esporte faz no corpo dos atletas e o mais interessante é que cada esporte deixa o corpo deles diferente. Lembro que não queria fazer natação quando era mais nova com receio de ficar com ombros muito largos (resultado de minha bobagem? Uma criança nada mais rápido que eu #fails). Os ginastas também tem os troncos muito fortes, porque eles sustentam muito peso e exercitam muito essa região, a maioria deles não é muito alta, também. As patinadoras do gelo tem as pernas e o bumbum bem definidos e fortes. Jogadores de futebol geralmente têm aquelas coxas que fazem as moçoilas clamarem por misericórdia apertando os olhos. Assim vamos, esporte a esporte...



Refletindo sobre isso, percebi que o propósito muda você. Quando você vive por algo, se dedica àquilo como um alvo, tal como a medalha olímpica, isso lhe muda de algum modo. Lembro das palavras do meu amigo apóstolo Paulo (é amigo mesmo, pq ele me dá altos conselhos, me fala a verdade na cara... #parça): "trago no meu corpo as marcas do Senhor Jesus." (Gl 6.17b). Esse cara viveu pelo propósito do Reino e trouxe em si as marcas de Cristo. Não, ele não tinha roupas do EEE, do Loucos por Jesus, nem da Juventude de Atitude, tampouco do @worksolteiros. Ele não tinha "Jesus é o Senhor" tatuado nas costas, mas outras tatuagens de chicotadas e tantas feridas por não abrir mão de sua missão.

Como no corpo dos atletas, a mudança naquele que vive por um propósito vem por esforço, vem por meio da dor, do sofrimento, suor, às vezes sangue, muitas vezes lágrimas. É certo que há a propensão natural; força, altura... O comprimento dos braços do Phelps, assim como das pernas do Bolt, contribuem para que eles sejam estes "fenômenos", mas como diz Pedro Gabriel: "Sem esforço, o que é dom dura pouco." O que você precisa para cumprir e viver seu propósito, Deus deu gratuitamente a você, como para eles. Agora é hora de dedicar-se e viver por Ele. Se esforçar, sim, renunciar. Você tem não uma medalha, mas uma coroa para conquistar. 

Enquanto pensava neste texto me senti arguida: "E você, Iky, seu propósito lhe mudou em quê?" Então comecei a lembrar de como Cristo tem mudado meu jeito de ser, meus projetos, minha forma de pensar, de amar, me levou a abrir mão de algumas coisas e valorizar outras. Percebi que não sou mais a mesma e tenho a plena convicção de que muito mais marcas ainda precisam me mudar.

Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado. (1 Co 9:24-27)
Ósculos olímpicos,
Iky Fonseca

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons