quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Quem olha este serumaninho fofo, liso e loiro na foto ao lado não diz que sou eu, "ruiva natural", cacheada e meio fora da linha. Também não diz que esta aparentemente calma criança era uma bela duma "calanduzeira". Não sei como chama na sua terra (pode ser manha, chilique, ataque de pelanca infantil...), mas nas bandas de cá, chamamos de calandu quando aquele "amor de criança" se joga no chão, esperneia, chora, berra insistindo para que os pais façam a sua vontade. Felizmente minha mãe não fazia. Foi pouco depois desta foto que um abençoado encontro com a vara santa (que na época nem era tão santa lá em casa ainda) me fez mudar de atitude - era o que eu pensava.

É verdade que nunca mais esperneei no chão depois deste inesquecível dia, mas conversando semana passada com uma irmã, eu percebi que continuava "dando calandu". A frase que me confrontou foi essa: "Se eu não aceito o não de Deus com ações de graças, eu não estou aceitando o não de Deus". Pow!!!!! A bródinha foi demonstrando como quando "esperneamos" ante o não de Deus, demonstramos quão pouco confiamos nEle e certamente nosso Pai fica triste. 

Cara, passou um filme na minha memória e lembrei de quantas vezes Deus me disse não (já até escrevi em outros textos) e não aceitei com uma boa ovelhinha faria. Esperneei com Deus, chorei, briguei, "dei calandu", teimei. Tipo assim:


Essa propaganda (mt boa, admito) vai te ajudar a entender o quanto um calandu é; "Miga, para que tá feio."

Tolinha, depois percebia sempre Seu cuidado com aquele não, e até quando não entendi, percebi que era amor. Tantos anos depois, me senti envergonhada por perceber que ainda pareço tanto com aquela garotinha e me encontrei novamente com a vara, desta vez não da mãe, mas do meu Pai celestial, me admoestando com seu amor infalível. 

E você, continua "dando calandu"? Acho que já estamos crescidinhos pra isso, não é mesmo? Que tal permitirmos que Ele nos amadureça antes que a vara endureça?
Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você. Não sejam como o cavalo ou o burro, que não têm entendimento mas precisam ser controlados com freios e rédeas, caso contrário não obedecem. Muitas são as dores dos ímpios, mas a bondade do Senhor protege quem nele confia. (Salmo 32:8-10)

Ósculos corrigidos,

Iky Fonseca

P.S.: A bíblia conta a história de dois filhos. Um era calanduzeiro, disse que não ia, mas depois obedeceu o pai. É melhor assim, que o outro, que teve a aparência de obediência, mas depois não fez a vontade do pai. Mas melhor mesmo, é obedecer nas duas instâncias =)

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons