domingo, 13 de novembro de 2016

Estamos em um momento complicado do nosso país. Vemos muitos protestos e manifestações, escolas e universidades ocupadas, estradas fechadas, tudo por um bem comum, derrubar a PEC 241 (55). Acredito que todos já ouviram falar algo sobre essa emenda constitucional e na verdade, eu não quero nem bendizer e nem demonizar a essa. Mas sobre essa situação estive refletindo e me lembrava de uma reflexão que eu havia feito, “a melhor forma de protestar é pregar a palavra de Deus! ”.


Ei, você cristão que está ocupando salas onde deveriam ter aulas a melhor forma de protestar é: PREGANDO A PALAVRA DE DEUS!

Não, eu não sou nenhum tipo de fanática religiosa. Eu penso e já estudei um pouco de história e sei o suficiente para saber que a melhor forma de protestar é levando palavra de Deus a todos.

Vamos viajar um pouco na história. Quando Jesus tinha 12anos ele questionou os doutores da lei, justamente porque as pessoas viviam uma vida paradoxal, onde comemoravam a libertação do cativeiro, mas ao mesmo tempo escravizaram os próprios judeus quando não podiam pagar as suas dívidas. Um momento no mínimo confuso, pois bem Jesus chega questiona como o mundo se encontrava. A forma de como Jesus e antes dele João pregavam deixam os homens perplexos cheios de dúvidas e convidava muitos deles a mudarem de vida.

Ao observarmos os tempos em que o mestre esteve na Terra e comparar com os dias contemporâneos podemos ver diversos pontos de semelhança, mas o que chama a minha atenção especialmente é os paradoxos da nossa sociedade. Levantam-se para pedir liberdade, mas vivem aprisionados em seus próprios vícios, como exemplo da legalização da maconha e do abordo. Eu li um livro que falava que só existe liberdade quando existe leis rígidas e o autor fazia uma analogia com os trilhos do trem, onde quando eles não estivem a locomotiva não consegue se manter livre de transtornos na viagem. Até minha irmã de um ano sabe disso!

Meu amigo, a única maneira de livrar-se dessa e de outras confusões é simplesmente protestando, mas francamente, você acha que a melhor forma de fazer isso é ocupando espaços públicos?

Se sim, me mande um e-mail com justificativas coerentes embasadas biblicamente para mim (a.isabellysantos@hotmail.com), por que sinceramente eu não consigo ver, olhe nem use o texto de Romanos 12:2 pq não tem nada a ver. Ah, eu falei BIBLICAMENTE porque se somos cristãos precisamos tomar as nossas decisões direcionadas pelas escrituras.

Se não, eu te convido a proclamar a verdade que liberta para essas pessoas que estão com seus corações desocupados da liberdade.

Contudo talvez você pense assim, “estamos em uma geração perversa e incrédula”, o que não torna essa máxima totalmente correta. Essa realidade é recorrente da história do mundo, eu acho que somos até civilizadinhos se comparamos com os gregos e outros povos posteriores. Mas mesmo assim acredito que todas as coisas aconteceram segundo o propósito do nosso bom Deus.  Muitas vezes deixamos o melancólico “se” (a exemplo, e se fosse diferente tal situação) ser mais importante que a palavra sagrada, as escrituras nos ensinam a perceber que TODAS AS COISAS COOPERAM PARA O BEM DAQUELES QUE AMAM A DEUS (Romanos 8:28).

Diante de tanta devastação moral e espiritual duas perguntas pouco pertinentes se levantam;

1. Eu amo a Deus e por que acontecem tantas coisas ruins na minha vida?
2. Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Se acontece algo ruim na minha vida eu não amo a Deus?

Vamos por partes, rs. Nossas vidas muitas vezes parecem que apresentam mais momentos ruins do que bons. O que acontece por que a escritura tem em muitos versículos uma característica condicional (o mesmo “se” melancólico de lá de cima), ou seja, que funciona com uma condição. Se você lê o capítulo inteiro de Romanos 8, verá que ele não fala sobre coisas terrenas e sim espirituais e vindouras. A vida é uma preparação para o fim infindo. Deus quer nos preparar para que possamos desfrutar o bem que Ele tem para cada um de nós na eternidade.

O outro ponto importante para observarmos é que o maior propósito da vida humana é glorificar ao criador e bendizer o seu santo nome. E se há um pecador não arrependido o propósito é a sua salvação, por isso Jesus se entregou por todos nós, como oferta de rendição sobre uma multidão de pecados de TODA A HUMANIDADE. Por isso, hoje nos tornamos merecedores da imerecida graça de Deus.


Em suma, permita-me dizer que precisamos protestar! Necessitamos falar dessa verdadeira liberdade e por favor, sem o mimimismo de dizer que são tempos difíceis. Ocupa tudo, coração e mentes sem paz eterna. Permita-se ser agente de bênçãos para que Jesus ocupe tudo!

Até a próxima ocupação, 
Isabelly Santos

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons