terça-feira, 6 de dezembro de 2016

"Sou cristão evangélico, tenho 23 anos e namoro há 9 meses. Pretendo ficar noivo em breve. Amo minha namorada. ela me ama. Temos tudo para termos uma família abençoada futuramente. Porém, eu tenho dois grandes problemas: masturbação e pornografia. Já li livros, fiz estudos, mas não consigo parar. Estou ficando debilitado e vejo que isso está me matando aos poucos. Eu quero parar, quero vencer, mas logo faço de novo. Preciso de ajuda, mas tenho vergonha e medo de falar com alguém. O que falta fazer?"

Por que o jovem do trecho acima quer parar com a prática de masturbação e pornografia? Por que tem se sentido debilitado com elas? Será que ele não está exagerando? A masturbação pode ser considerada uma forma de autoconhecimento saudável do corpo? Será que a pornografia é apenas um meio de conhecimento e estímulo de práticas sexuais? Será que estes hábitos poderiam trazer prejuízos pro seu futuro casamento? Que outras implicações elas poderiam trazer? Qual a visão bíblica sobre esse assunto?

A indústria do sexo é a 3ª maior indústria do crime no mundo. Há mais 420 milhões de páginas pornográficas na internet. 100 mil sites oferecem pornografia infantil. 34% dos usuários são expostos a conteúdos pornográficos mesmo sem intenção (exposição não desejada). A idade média das pessoas que tem contato com a pornografia pela primeira vez é de 11 anos. 10% dos adultos admitem estar viciados em pornografia na internet. 47% dos homens cristãos admitem que a pornografia é um grande problema na família.


A cada 10 rapazes na igreja pelo menos 8 tiverem problemas nessa área. A cada 10 moças cristãs pelo menos 3 tem contato com a masturbação e a pornografia. 66,54% dos solteiros evangélicos se masturbam regularmente. 19,54% de namorados evangélicos de 16-24 anos praticam masturbação mútua. Essas práticas não costumam gerar espinhas, pedras nos mamilos, infertilidade, eplepsia, ejaculação precoce, nem impotência sexual como dizia- se. No entanto por que o rapaz do relato considera essas práticas como um problema?

Buscando entender as consequências dessas práticas percebe- se que os maiores danos relacionados são na área emocional e principalmente espiritual- por serem pecado diante de Deus. Embora não esteja explícita na bíblia a palavra masturbação, encontramos várias passagens relacionadas a imoralidade sexual, assim consideradas tanto por suas práticas quanto apenas manifestas por meio de intenções sexuais fora do casamento, como nas passagens abaixo:

Mas eu lhes digo: quem olhar para uma mulher e desejar possuí-la já cometeu adultério no seu coração. Mt 5:28

Alguém vai dizer: “Eu posso fazer tudo o que quero.” Pode, sim, mas nem tudo é bom para você. Eu poderia dizer: “Posso fazer qualquer coisa.” Mas não vou deixar que nada me escravize. Outro vai dizer: “O alimento existe para o estômago, e o estômago existe para o alimento.” Sim, mas Deus acabará com os dois. O nosso corpo não existe para praticar a imoralidade, mas para servir o Senhor; e o Senhor cuida do nosso corpo.Pelo seu poder Deus ressuscitou o Senhor e também nos ressuscitará a nós. Será que vocês não sabem que o corpo de vocês faz parte do corpo de Cristo? Será que eu vou pegar uma parte do corpo de Cristo e fazer com que ela seja parte do corpo de uma prostituta? É claro que não! Ou será que vocês não sabem que o homem que se une com uma prostituta se torna uma só pessoa com ela? As Escrituras Sagradas afirmam: “Os dois se tornam uma só pessoa.” Porém quem se une com o Senhor se torna, espiritualmente, uma só pessoa com ele. Fujam da imoralidade sexual! Qualquer outro pecado que alguém comete não afeta o corpo, mas a pessoa que comete imoralidade sexual peca contra o seu próprio corpo. Será que vocês não sabem que o corpo de vocês é o templo do Espírito Santo, que vive em vocês e lhes foi dado por Deus? Vocês não pertencem a vocês mesmos, mas a Deus, pois ele os comprou e pagou o preço. Portanto, usem o seu corpo para a glória dele. ICo 6:12-20

O sexo é um presente de Deus. Por que não se preservar e preparar- se (biopsicossocial e espiritualmente) para ter uma vida sexual saudável? Quantos males serão evitados? Sobre a pergunta do jovem do início: de modo geral é necessário buscar conversar com alguém (com entendimento de causa) de confiança em que possa contar tudo abertamente, tb sempre que se sentir balançado e cair no erro (Tg 5:16/Pv 28:13/I Jo 1:9); dobrar a corrente de oração com um amigo/irmão- de preferência presencialmente (Ec 4:9-10); jejuar pra vencer as tentações haha- segundo as condições de cada um (Mt 9:15); e principalmente estreitar (ainda mais) seu relacionamento com Deus.

.(Fontes: Fundação de Pesquisa e Educação da Família nos EUA; BEPEC-Bureau de Pesquisa e Estatística Cristã- www.bepec.com.br; "Amor e Sexo:uma conversa bíblica e sem rodeios sobre a vida sentimental, namoro e sexualidade"- de Nelson Júnior e Angela Cristina).

Sem a pretensão de esgotar o assunto, esperamos ter ajudado. :)
Bárbara Uinan 

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons