Archive for Abril 2017

Cantiga

Quando eu me vejo não posso acreditar que alguém tão precioso quanto Deus olhou para mim com grande amor. O que eu faço não pode me aproximar dele, mas o que Ele fez me alcança. E me traz felicidade. Eu sou a pior das pecadoras, todos os dias para mim tem um sabor de recomeço, uma tentativa de ficar um dia inteiro sem pecar, mas isso é em vão, mas vezes até os pensamentos são traiçoeiros.
Esse pensamento de um crente santo na minha cabeça não pode existir. Somos tão maus  e perversos e por diversas vezes fazemos coisas que jamais pensaríamos que conseguiríamos. A vida é frágil e temos medo de perder o que de bom temos dela e lutamos por isso, as vezes de uma forma equivocada.
Mas fica aqui Senhor, não me deixe só, eu necessito da sua bondade. Tira de mim os caminhos maus eu só quero repousar no seu peito e dizer que eu errei e erro sempre, mas deixe-me ficar.
Isabelly Santos
domingo, 30 de abril de 2017

Rabiscos de Sábado: Abra mão e deixe ir

Muitas vezes, perguntamos ao Senhor, os motivos que o fazem tardar em atender as necessidades mais profundas dos nossos corações. Vivenciamos manifestações inegáveis do seu amor, misericórdia e fidelidade, mas existe aquela circunstância ou situação enraizada em nossa vida que desfaz as certezas, reveladas através da Bíblia, sobre a vontade do Pai Celestial. Seja a conversão de uma pessoa querida, o emprego dos sonhos ou a solução de uma demanda extremamente complexa: quando a situação não caminha para onde imaginamos, lá vamos nós enfiando (psicologicamente) o nosso dedo indicador na face do Altíssimo, como quem diz em cada balançar da mão, que Ele “precisa melhorar”. Nesse cenário, os assuntos do coração destacam-se, como circunstâncias que despertam reações desesperadas e passionais.


A varoa valorosa que nunca notou sua atenção. O boy unção que sempre observa as “pirigospel” e nunca olha pra você. Aquele cara maravilhoso que só precisa se converter. O relacionamento que te afasta do Senhor, mas te tira da solidão. Quando as necessidades emocionais são aparentemente negligenciadas por Deus ou saciadas pelas bandejas do mundo, muitos de nós enchemos as mãos de areia e pedregulhos sem valor, perdendo tempo e ocupando o espaço onde o Senhor pode e irá, no momento certo, preencher os vazios da nossa alma. Quando lançamos em nossos corações e cérebros sementes enganosas, geramos desgastes emocionais e racionais multifacetados, bem como, não colhemos aquilo que apenas o Pai tem para nós, pois de certo modo esquecemos que “Assim diz o Senhor, o seu redentor, o Santo de Israel: “Eu sou o Senhor, o seu Deus, que lhe ensina o que é melhor para você, que o dirige no caminho em que você deve ir" (Isaías 48:17)".

Eu, você e aquela pessoa que te pediu um conselho ou desabafou contigo, precisamos trazer a memória a certeza de que o amor de Deus é real e buscarmos o desenvolvimento de um relacionamento profundo com Ele. Na dúvida consulte a Bíblia e siga o padrão divino em tudo o que fizer e inserir na sua vida, escolhendo atitudes que emanem bom senso e domínio próprio. Caso a situação não comunique em concordância com a vontade do Senhor, já sabemos como proceder: abriremos nossas mãos e deixaremos ir tudo o que de alguma forma, pode nos afastar do Pai. Tenho certeza que vai valer a pena, afinal “Ele continua sendo bom / Ele continua sendo Deus (📻🎤)".


Beijos e Queijos,

Tacila Sousa


Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste trabalho em https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.
sábado, 29 de abril de 2017

Movendo formigas

Eu não gosto de formigas (pelo menos não mt perto de mim). Até aprendo muito com elas e as acho bem interessantes, mas elas me picam e tenho uma certa reação alérgica, além de que são serumaninhos nojentos que vivem do lixo para minha cozinha (já parou para pensar que elas comem baratas? Argh...)

Dia desses elas estavam passeando por tudo que estava sobre a mesa. Então peguei uma das vasilhas, levei até a pia e bati na esperança de que elas atormentadas desistissem de tomar minha comida. Foi então que percebi o quanto aquilo era uma mudança radical para elas. Imagine: você está numa boa, cercada de fartas delícias e de repente seu mundo começa a ser agitado... Familiar, não? 

Era muito claro pra mim, ser grandioso em relação aos serumaninhos (somente, rs), o que estava acontecendo. Para elas, deveria ser assustador. Acho que você já entendeu que nesta metáfora eu representaria Deus - não que eu pareça com Ele quanto eu deseje, mas tem uma diferença MASTER, crucial, super significativa e relevante:

Eu não gosto daqueles serumaninhos, Deus ama estes seres humanozinhos que somos nós. Ama muito, ama mesmo.

Se o Deus, que é infinitamente maior que nós em proporção às formigas, nos tira de um lugar de conforto, Ele sabe o que está fazendo, ainda que pareça tumultuado. Certamente no fim, bem diferente de minhas intenções com os bichinhos, tudo vai cooperar para o nosso bem (Rm 8.28). Às vezes precisamos de uma força maior para nos tirar de certos lugares de conforto para que enfrentemos o crescimento necessário e descubramos novas rotas (nem sempre temos a mesma proatividade das pequenas formigas Pv 6.6).

Esse simples movimento que fiz até a pia me trouxe uma certeza de fé, que ficou tão clara para mim naquele momento: da mesma forma que é fácil para mim mover um prato, é fácil para o nosso grande Deus mover qualquer montanha - tenha fé, pequena formiguinha!

[...] porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível. (Mateus 17:20b)

Ósculos da literalmente pequena,

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Não sofre não.

Escrevi essa carta pra você que esta triste, desacreditado no amor. E espero te ajudar!

Eu quero que saiba que Deus te ama apaixonadamente! Ele quer que você experimente o MELHOR dEle! Ele quer que você perceba que quando você se entrega, Ele CURA toda a sua dor e a cicatriza! E por Ele te amar TANTO, você não precisa mendigar qualquer amor por aí. Você não merece e nem precisa.
Não permita que a falta de amor próprio aflija seu coração a ponto de você se anular e buscar o que não serve pra você. Olha só o que Deus te diz:


"Você é toda linda, minha querida; em você não há defeito algum." (Cantares 4:7)
 Se não há, não busque em tenha, deixa que Deus sabe, e te ajuda a escolher ;)
Como a íris dos olhos, Ele cuida de você e te protege do que não vem dEle. Mas, você precisa ser prudente para não cair nas ciladas do inimigo.

Saiba que Ele quer te dar muito mais do que você pensa. Ele quer te dar um amor que fará historia, alguém que te ame de verdade! Alguém com um coração quebrantado e um futuro brilhante! Uma companhia em quem você pode confiar, que te valorize e que tenha o mesmo propósito que você e que será uma benção pra sua vida!

#SevalorizePorqueVocêValeMuito #SeAmePorqueDeusTeAmaMuito #JuntaEssesPedaçosDoseuCoração #DeusRefaz




Com um abraço de urso e com amor em Cristo eu me despeço,



Natasha Zucolotto.
terça-feira, 25 de abril de 2017

Respire a cada duas braçadas

Hoje me peguei fazendo uma comparação esquisita entre diferentes áreas da minha vida e quero compartilhar essa experiência. Tenho uma imensa dificuldade em realizar qualquer tipo de atividade física, e essa com certeza não é a minha única dificuldade. No semestre passado eu precisava me matricular numa disciplina obrigatória de educação física, e a única que estava disponível era natação. A aula começava 12: 30 h, não acho que seja um bom horário para uma pessoa sedentária e desmotivada nadar, principalmente depois de uma manhã inteira assistindo aula. 
Enfim, os primeiros exercícios não foram nada empolgantes, e a esperança de que iriam melhorar foi totalmente frustrada. No final do semestre, quando estávamos praticamente “nadando”, o professor nos ensinou a utilizar a respiração lateral e sugeriu que a fizéssemos a cada duas braçadas, explicando que quanto maior o número de braçadas a cada respiração, mais cansados ficaríamos, pois realizaríamos o metabolismo anaeróbico. Eu não me importei muito com a fisiologia, não conseguia encontrar o lado que eu respirava melhor e achava aquilo tudo uma tortura. Eu sempre começava a nadar primeiro, mergulhava e não lateralizava a cabeça para respirar até chegar ao outro lado da piscina, ou quando fazia, era apenas uma vez. O professor me corrigia, eu fingia que escutava e continuava fazendo a mesma coisa. Da mesma forma que eu sempre começava primeiro, eu sempre era a primeira a sair da piscina. As minhas colegas não reclamavam tanto do cansaço, mas eu nunca conseguia terminar o treino. Saía esgotada, além de ter passado mal por duas semanas seguidas.  
Essa não é a primeira vez que faço isso, tampouco apenas nessa área.  Frequentemente faço isso em meu relacionamento com Deus, e talvez eu não seja a única filha teimosa que se recusa a “lateralizar a cabeça”.  Quando a situação é desconhecida, e difere da nossa vontade (piscina) a tendência quase sempre é que busquemos resolvê-la do nosso jeito e no nosso tempo. O Senhor (professor) nos ensina em sua palavra tudo o que o precisamos fazer (lateralizar a cabeça) para enfrentarmos situações difíceis, inclusive que devemos “nos aquietar e saber que Ele é Deus”(Salmos 46:10). Entretanto, renunciar o nosso eu nunca foi fácil, e ouvir um não do Pai de quem esperamos “tudo” parece insuportável. Então esse é o momento onde ignoramos o que está escrito em Jeremias 29:11:“ bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança”; ou em Isaías 55:8: “ porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os seus caminhos, diz o Senhor”;  e mergulhamos de cabeça em tentativas frustradas , que minam a nossa fé e esgotam toda nossa força, pois esquecemos da verdadeira fonte dela.
Mas o Senhor nos ensinou a “lateralizar a cabeça”.  Quase sempre ele não nos diz como ou se a dor vai passar, quando ou se vamos alcançar os nossos objetivos, mas nos diz para respirar a cada braçada, e o segredo de encontrar o melhor lado para respirar está em ESPERAR nele.  Procurei num dicionário online o significado de esperar e me surpreendi: “ficar em algum lugar até que chegue alguém ou alguma coisa que se tem como certa ou provável ”. Sabe o porquê da minha surpresa? Porque lembrei que precisamos de fé para esperar, “pois a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem”(Hebreus 11:01),   e que toda vez que saio nadando desesperadamente com medo de uma piscina que não conheço, eu estou dizendo que não tenho fé no “professor” que sabe exatamente a profundidade daquela piscina e que jamais deixaria que eu me afogasse, pois Ele me prometeu que estaria comigo “todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mateus 28:20). 
Hoje esse Professor me mostrou que não preciso mais de tanto metabolismo anaeróbico, e que não vou mais precisar ficar sem forças para sair da piscina, não apenas sofrendo com fadiga muscular, mas também de alma. Ele me disse que “os que Esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como de águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão” (Isaías 40:31). Mas sabe o que mais me tocou? Não foi o fato de Ele me ensinar como respirar com a cabeça lateralizada, mas o fato de Ele me mostrar o porquê de não apenas me levar para uma piscina desconhecida para fazê-lo, mas de muitas vezes me lançar num mar bastante turbulento e “aparentemente” sem nenhum professor de natação ou salva-vidas por perto. Ele faz isso porque me ama e porque não sou apenas uma aluna que Ele encontra uma vez por semana durante o semestre letivo, eu sou FILHA, “pois o Senhor corrige ao que ama, e açoita a todo o que recebe por filho” (Hebreus 12:6), e “na verdade, nenhuma correção parece no momento ser motivo de gozo, porém de tristeza; mas depois produz um fruto pacífico de justiça nos que por Ele têm sido EXERCITADOS” (Hebreus 12:11).
A minha oração é que aprendamos a esperar no Senhor, confiando que Ele nos ama, e que nos aperfeiçoa a cada provação, unicamente para que o nome dele seja glorificado. E quanto à disciplina obrigatória, descobri que respiro melhor do lado esquerdo, que fico horrível com aquela touca e que ela estraga os meus cabelos. Não pretendo voltar a fazer natação, mas quanto a ser exercitada por Deus, essa não é uma escolha minha. No entanto, aprendi a minha lição e finalizo com um conselho de amor: respire a cada duas braçadas.

[Jacqueline Marques]

A coluna de segunda, "Presentes", publica textos de nossos leitores e não expressa necessariamente a opinião deste site. Se também deseja que seu texto seja publicado, envie-nos para o e-mail worksolteiros@gmail.com.
segunda-feira, 24 de abril de 2017
Tag :

Rabiscos de Sábado: De dentro pra fora

Certa vez, conversando com Bárbara Uinan; Psicóloga, colunista do Workshop de Solteiros e minha amiga de verões bem distantes; usei a palavra gaveta como uma figura de linguagem para definir os espaços em nossa memória, personalidade e mente onde guardamos traumas “impossíveis de serem curados”, bem como, os pecados que negligenciamos e consideramos como “comportamentos de estimação”.


Todos nós; em algum momento; escondemos coisas em compartimentos secretos como uma estratégia para seguir em frente sem o enfrentamento direto com o passado, afinal [...] se alguém está em Cristo, é nova criação; as coisas antigas já passaram, eis que tudo se fez novo! (2 Coríntios 17). A maturidade, gerada pelas experiências que desenvolvemos na caminhada com Deus, nos revela que vez ou outra, a vida faz uma parada obrigatória, para que mexamos nas esquecidas e bagunçadas gavetas da nossa história. Enfrentar esse chamamento para organizar a casa do Espírito Santo em nós, é uma atitude de confronto dolorosa e solitária: amigos, familiares e pastores, por mais que desejem, não podem ajudar efetivamente nessa arrumação que acontece de dentro pra fora.

Compartilhar as dores que limitam nosso profundo mergulho na presença do Senhor é uma escolha racional e emocional importantíssima no processo de libertação, cura e perdão, mas apenas o autor e consumador da nossa fé pode nos inspirar na árdua tarefa de esvaziar as gavetas, transformando-as em degraus que nos levam para o centro da boa, perfeita e agradável vontade de Deus. Nesse momento, precisamos falar ao Pai o que não podemos fazer sozinhos, crendo e entendendo que Ele nos inspirará dando oportunidades para que o velho se faça novo em nós, todos os dias. Que tal, começar a organizar seu “guarda-roupa interior” hoje?!

Beijos e Queijos. 



Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste trabalho em https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.
sábado, 22 de abril de 2017

Vc casaria com Jonas?

Jonas foi um homem de Deus. Em um determinado momento com Ele foi surpreendido com uma ordem que inquietou o seu coração. Ele precisava sair do lugar em que estava, arrumar as suas coisas e anunciar a pessoas específicas aquilo que Deus designaria. Porém ele não foi onde Deus mandou. Mas também não permaneceu onde estava. Resolveu arrumar suas coisas e ir para onde achou melhor, para fugir da presença do Senhor. 

Para onde me irei do teu espírito, ou para onde fugirei da tua face?Se subir ao céu, lá tu estás; se fizer no inferno a minha cama, eis que tu ali estás também.Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,Até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.Se disser: Decerto que as trevas me encobrirão; então a noite será luz à roda de mim.Nem ainda as trevas me encobrem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa; Salmos 139:7-12

Jonas não poderia fugir da Presença, embora ele tenha tentado. Tentou como nos dias em que arrumamos as trouxas quando crianças e ameaçamos fugir de casa ou quando criamos estratégias para fugir das aulas na escola ou ainda fugir das vistas dos nossos pais- fugas que geralmente não duram muito tempo. Será que Jonas tinha esperança de que Deus mudasse de ideia ou que esquecesse da ordem que havia dado a ele? A bíblia não conta se chegou a pedir ao Senhor que deixasse ele ir a outro lugar, ou mesmo dizer como outros profetas que pediram a Deus que enviassem outra pessoa ao invés dele. Mas Jonas resolveu tomar outro rumo, embarcar pra outro lugar.

Resultado de imagem para navios piratas antigos

Ninive- a cidade a quem Deus o enviou (se ainda não conhece a história dele clique aqui)- foi um propósito na vida dele. Deus queria que ele realizasse algo naquela cidade. Um propósito específico pra vida deste profeta. Do mesmo modo Deus tem propósitos específicos para as nossas vidas, sejam eles educar filhos segundo os ensinamentos de Deus, atuar profissionalmente em uma área pontual ou viver para pregar o evangelho de Cristo a um povo de uma tal cidade, por exemplo. Propósitos apenas durante um tempo determinado  e propósitos de um chamado ministerial para cada cristão que se estende por toda a vida aqui na terra. 

Pergunta: vc casaria com um (a) Jonas? No navio rumo a Társis? Dentro de um grande peixe? Ou em Ninive? Não quero influenciá- lo (a) a dizer que não. Mas, por que sua resposta seria sim e por que seria não? Você sabe onde você está? Será que não é você que está indo em direção a Társis? Jonas não foi alguém que ainda não sabia o que Deus queria dele- não sei se esse é o seu caso. Ele sabia o que o Senhor queria que ele fizesse. Porém depois de desobedecer ele se arrependeu e orou ao Senhor. E embora tenha desobedecido a Deus por um período, não deixou de ser alguém a quem Deus escolheu e amou desde o princípio, desde o ventre de sua mãe.

Jesus olha para os nossos corações ver as confusões aqui dentro de nós e já sabe os resultados das nossas interrogações acerca do nosso futuro e das nossas desobediências. Ele já sabe os processos que a Noiva dele passará, sabe quantos peixes terão que deixá- la para que esteja indo a Ninive, de volta aos lugares que Ele quer que esteja, e nem por isso deixa de lado a sua aliança. Ele é fiel, ainda que sejamos infiéis. Mas Ele tem confiado Seus propósitos a sua Igreja e nos encoraja a nos arrependermos e perseverar em obedecer até o fim.

(Jesus nos ama),

Bárbara Uinan
quarta-feira, 19 de abril de 2017

Precisamos de uns reparos


Temos que admitir que todos nós temos qualidades e defeitos. E porque não fazer alguns reparos??
Cá pra nós que nossa vida não é conto de fadas e que ninguém é 100% perfeito, mas também não custa nada fazer algumas mudanças. Porém, será que estamos preparados para tais mudanças?

Tem mudanças que são bastante relevantes, como por exemplo, a cor do cabelo, a cor do esmalte, comprar um celular novo, adquirir um livro, etc. Todavia, existem mudanças que são mais “profundas”, ou seja, aquelas que modificam o nosso ser, como a forma de pensar e agir, as opiniões, o jeito de falar, saber ouvir e compreender o outro, a forma de se vestir, a maneira como interagimos com amigos e familiares, dentre outros. E o que isso quer dizer minha amiga (o)?


Bem meus queridos e minhas queridas, na vida passaremos por diversas mudanças, e isso inclui nossa vida de solteiro, pois é nela que iremos adquirir diversos conhecimentos da palavra de Cristo e são eles que vão nos preparar para um futuro relacionamento, noivado e casamento (Posso ouvir um Aleuluias? rs)
De certo que ouvimos de nossos pastores, líderes e amigos casados que uma vida a dois não é tão fácil como imaginamos e sonhamos na adolescência. Que exige responsabilidade, compromisso, lealdade, companheirismo, tem que saber ouvir, mas também ser sábio ao falar, que deve sempre estar disposto (a) a ajudar o outro, etc. Porém, não devemos nos apegar ao lado negativo das coisas. Todos nós temos defeitos, mas o amor por Cristo é que nos une a outra pessoa. Sabemos que a escolha é nossa, mas cá pra nós que Jesus dá um empurrãozinho rs. Mas, temos que estar prontos e dispostos a fazer algumas mudanças. Muitos pastores dizem que o namoro é uma preparação para o casamento, e isso é verdade. É nele que iremos conhecer a outra pessoa, os gostos, a forma de pensar e agir em todas as situações, as músicas prediletas, o seu chamado na obra de Cristo, dentre outros. Porém, quando casarmos também passaremos por mudanças, pois o casal juntará as escovas (como diz minha avó). Talvez não seja tão fácil do início, mas acredito que quando é um casamento abençoado pelo Criador, as dificuldades podem até surgir, mas um casal sábio e edificado saberá lidar com cada momento.

Todos nós precisamos de alguns reparos, mas quando o amor surge em nossas vidas, vamos confessar que a gente ama até mesmo os defeitos. E percebemos que sem os defeitos seria tão sem graça, que não teria tanta coisa para aprender um com o outro.

Talvez ele (a) precise sim de umas mudanças, mas mostre o quanto o (a) ama do jeitinho que ele (a) é. Cada um é especial ao seu modo. Cabelo liso ou cacheado, com ou sem barba, alto ou baixo, branco, moreno, pardo, ruivo. Jesus ama você!

[Rafaella Lima]
A coluna de segunda, "Presentes", publica textos de nossos leitores e não expressa necessariamente a opinião deste site. Se também deseja que seu texto seja publicado, envie-nos para o e-mail worksolteiros@gmail.com.
segunda-feira, 17 de abril de 2017
Tag :

Precisamos conversar sobre isso...


(Esse texto é endereçado aos pais, líderes de jovens e adolescentes)

Quem acompanha o blog a algum tempo acaba conhecendo um pouco sobre nós, colunistas. Vocês sabem sobre como vemos o mundo, afinal ao escrever um pensamento acerca de algo, abrimos a janela pelo qual vemos o mundo.

Dito isso, quero compartilhar com você o meu estado de agonia. De modo geral, pode-se dizer que eu já entrei na idade adulta e essa semana estava refletindo sobre a minha geração, o que fazíamos e como era a nossa relação com o mundo.

Hoje é bem comum que todos possuam internet wireless em suas casas e geralmente crianças bem pequenas já possuem smartphones ou similares. E isso me assusta, não pelo possuir, mas por conta da não fiscalização com que esses pequenos possuem esse livre conhecimento. Na internet, nós podemos ver sem fazer muito esforço conteúdos com apelos sexuais ou as drogas, palavrões eu nem vou citar, please.

Gente, eu me pergunto, como os pais podem não têm controle sobre isso? Por conta de abusos ou sofrimentos os adolescentes cada vez mais possuem tendências suicidas, buscando refúgio em um fim. Os números são alarmantes e esse é um motivo para orarmos, mas também para vocês (pais) começarem a basear o relacionamento com seus filhos através do diálogo.

Ore ao Senhor peça a Ele sabedoria para conduzir sua família, alô dad! (Essa liderança começa no namoro, mas isso é assunto para outro dia...) Voltando, ore, mostre as escrituras, procure saber quem são as amizades, procure saber se eles passam por algum tipo de abuso na escola ou em vínculos sociais. Mas se ele tiver passando algum tipo de problema, encontre um bom profissional. Acredito que por isso Deus colocou o discernimento para o homem produzir diversas técnicas, para a glória dEle.

Confesso que fiquei motivada a escrever esse texto depois de assistir alguns episódios da serie da Netflix, “13 reasons why”e ao mesmo tempo soube de grupos suicidas, chamados “Baleia azul”. A serie fala sobre uma garota que tira a sua própria vida por conta de vários acontecimentos de dor e bullying na sua escola. Pesquisem se reiterem do que estamos vivendo para que vocês possam intervir com sabedoria nas vidas dos seus filhos/liderados.

Fora esse fato marcante, o que me deixa perplexa é também a forma como aqueles adolescentes vivem. Sexo, drogas, bebidas são disseminados livremente. Nossa, hoje eu tenho 22 anos e nunca vivenciei esse tipo de coisa, mas tenho consciência que muitos adolescentes de 13 anos já viveram.



Precisamos abrir as nossas mentes e fazer com que os nossos jovens se conscientizem acerca da sua condição da vida e do pecado para que mudem o pensamento. Que nós possamos orar ao Senhor pedindo para que Ele nos convença do pecado, da justiça e do juízo. 

Sem desanimar, crendo que Ele é Deus, 

Isabelly Santos
domingo, 16 de abril de 2017

Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção

Inspire, respire e não pire cada vez que sentir e/ou ouvir, os direcionamentos opostos que seu cérebro e coração sinalizam no seu dia a dia. Seja diante da promessa repetente de começar uma dieta ou na barganha emocional da preguiça com o compromisso mais importante da semana, a queda de braço entre o racional e o emocional acontece em cada um de nós.


Aprender a lidar com essa batalha cotidiana é a única opção antes de sentir-se vencido sem mesmo ter lutado. A palavra do Senhor nos inspira a priorizar uma vida espiritual e emocional equilibrada, mas o Pai como um Criador que bem conhece suas criaturas nos adverte sobre as miudezas e enganos do coração (Jeremias 17:9) e nos propõe o caminho para desenvolvermos uma fé racional (Romanos 12: 1-3). Muitas vezes sentimos tal dualidade e não sabemos qual é de fato o lado que prevalece. E aquela história que mistura animais e comida ao afirmar que "o lobo que você alimentar é o mais forte", nem sempre funciona quando pensamos na Razão x Emoção. O meu, o seu, o nosso amigo Paulo bem escreveu em (Romanos 7:15) que geralmente o bem que desejamos fazer não executamos, mas o mal que não queremos escorre das nossas mãos com a mesma facilidade que o suor brota na pele. Tal balança equilibra-se quando observamos as nuances de nossa personalidade e, buscamos diariamente o desenvolvimento da dita "Santidade Integral".

Pensando e vivendo essa realidade, ganhei do Espírito Santo (Siiiim... Ele geralmente me dá umas ideias que eu amo executar rs) a vontade de escrever sobre a luta constante entre o que quero, devo, posso e preciso fazer para estar mais perto do Senhor, buscando a semelhança com o Pai gerada na diminuição do “Eu” para o crescimento dEle em mim (João 3:30). Daí surgiu o “Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção”. A partir de hoje até quando eu não deixar a preguiça me capturar (falaremos em breve sobre as artimanhas dessa ardilosa que persegue nossos cérebros indefesos, embora sagazes!) publicarei, todo sábado um texto inédito sobre as semelhanças e diferenças que fazem nosso emocional e racional trabalharem juntos, a fim de que fragilidades e expertises sejam equalizadas facilitando assim nossa caminhada para vontade de Deus. 


Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus textos. Seus desenhos comunicaram tantas coisas ao meu cérebro e coração que finalmente os dois trabalharam juntos e com sucesso (rsrsrs): Tais ilustrações vão apresentar os “não ditos” das crônicas publicadas e certamente alegraram os leitores do Workshop de Solteiros. Conheça mais deste trabalho em https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.

Por hoje é isso... Na semana que vem vamos pensar nas “gavetas bagunçadas” do nosso interior e em como organizar o que é necessário e, descartar aquilo que emocionalmente já não nos serve mais.

Beijos e Queijos,

TacilaSousa
sábado, 15 de abril de 2017

Carta para o meu futuro amor



Olá, futuro amor, tudo bem?
Espero ansiosa a chegada do dia em que nos encontraremos. Está tudo nos planos de Deus, resta a mim e a você, ter fé e paciência.
Então, quero te dizer que eu não espero que você seja perfeito, afinal, ninguém é, e sim que possamos melhorar juntos, através da oração, desde agora. Sabe quando a Marcela Taís fala na sua canção que "ninguém gosta de solidão, mas escolhi te esperar"? É isso que estou fazendo. Sei que esse tempo de espera não é em vão, é nesse meio tempo que estamos nos aperfeiçoando, sendo lapidados, nos preparando para ser duas almas em uma só.
Eu tenho os meus defeitos,  como todo ser humano,  mas tenho muito amor no coração para dar. Tenho meu jeito desajeitado, mas não deixo de colocar as coisas no lugar sempre que necessário. Vou te fazer sorrir a maior parte do dia, e em pouco tempo, você vai se acostumar com as minhas manias. Talvez você ache engraçado quando eu chorar assistindo filme de romance e fique questionando o final dele, ou possa ser que você também faça o mesmo, quem sabe.
Vai ser maravilhoso, vai ser lindo. Imagino o brilho nos nossos olhos, quando esse dia finalmente chegar, quando a espera tiver fim,  e com a maior felicidade eu direi que   valeu a pena.
Futuro amor, estou aqui cuidando do meu coração, para que quando você chegar, ele possa te acolher para o resto das nossas vidas.
Não desista de nós, continue orando, nos encontraremos no futuro!

Com amor, sua futura amada.

Resultado de imagem para escrevendo carta


[Amanda Moreira]


segunda-feira, 10 de abril de 2017
Tag :

Formei


Toda vez que eu ia à praia, seja com meus pais, tios, em ônibus a caminho de algum retiro da igreja, passávamos por uma universidade (a Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC) e eu sempre dizia, “irei estudar ai”. Sempre brinquei disso. O que eu não sabia é que com esta brincadeira, talvez ingênua, estava profetizando para mim mesmo um pleito nesta instituição de ensino.

O ano foi 2013, a notícia chegou num momento em que eu não esperava através de uma colega de trabalho que viu um print de um amigo dela no facebook, com a lista de aprovados no curso de História. Abaixo do nome dele, tinha o meu. Que sorte! Quis o destino. Não, na verdade, foi Deus. Então lá fui eu, dias depois indo para o primeiro dia de aula. Tudo novo. Feliz, lembrava (e até hoje lembro) dos dias em que eu passava pela porta da Uesc e dizia que um dia estudaria lá.

Se tivesse uma dica que eu daria para aos aventureiros de primeira viagem numa graduação eu diria: aprenda a remar neste mar de oportunidades, quando cansado (a), simplesmente deite na prancha e olhe para o céu. Nade sempre trajado de um colete salva vidas para que você não se afogue. De hipótese alguma se desgarre dele porque este colete é Deus, Ele não permitirá de nenhuma maneira que você submerja nas águas.

Aproveite. Não se pressione demais, não exija demais de você mesmo. Aproveite o espaço físico, os seus colegas e os bons amigos que sairão de lá. Jogue bola, jogue vôlei, sei lá, se divirta também. Esteja sempre vigilante. Vá à biblioteca, ela é sua; use e abuse dela e não se canse de pegar livros. 

Chegará um momento que parecerá que nada dará certo, que o tempo é curto e que a “casa irá cair”, mas mantenha-se tranquilo (a), lembre-se: você tem um colete salva vidas; faça sua parte, não saia dos trilhos, tudo dará certo e no momento certo.

E se você me perguntar: “Samir, como você fez para selecionar o que queria ler entre tantas as possibilidades?”, eu darei um suspiro, me recordarei momentos vividos e com imensa alegria, direi: “toda vez que eu procuro pra mim algo pra ler, ouvir, olhar e dizer, o Senhor sabe o que eu quero”.

Samir Santana 
domingo, 9 de abril de 2017

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons