quinta-feira, 27 de abril de 2017

Eu não gosto de formigas (pelo menos não mt perto de mim). Até aprendo muito com elas e as acho bem interessantes, mas elas me picam e tenho uma certa reação alérgica, além de que são serumaninhos nojentos que vivem do lixo para minha cozinha (já parou para pensar que elas comem baratas? Argh...)

Dia desses elas estavam passeando por tudo que estava sobre a mesa. Então peguei uma das vasilhas, levei até a pia e bati na esperança de que elas atormentadas desistissem de tomar minha comida. Foi então que percebi o quanto aquilo era uma mudança radical para elas. Imagine: você está numa boa, cercada de fartas delícias e de repente seu mundo começa a ser agitado... Familiar, não? 

Era muito claro pra mim, ser grandioso em relação aos serumaninhos (somente, rs), o que estava acontecendo. Para elas, deveria ser assustador. Acho que você já entendeu que nesta metáfora eu representaria Deus - não que eu pareça com Ele quanto eu deseje, mas tem uma diferença MASTER, crucial, super significativa e relevante:

Eu não gosto daqueles serumaninhos, Deus ama estes seres humanozinhos que somos nós. Ama muito, ama mesmo.

Se o Deus, que é infinitamente maior que nós em proporção às formigas, nos tira de um lugar de conforto, Ele sabe o que está fazendo, ainda que pareça tumultuado. Certamente no fim, bem diferente de minhas intenções com os bichinhos, tudo vai cooperar para o nosso bem (Rm 8.28). Às vezes precisamos de uma força maior para nos tirar de certos lugares de conforto para que enfrentemos o crescimento necessário e descubramos novas rotas (nem sempre temos a mesma proatividade das pequenas formigas Pv 6.6).

Esse simples movimento que fiz até a pia me trouxe uma certeza de fé, que ficou tão clara para mim naquele momento: da mesma forma que é fácil para mim mover um prato, é fácil para o nosso grande Deus mover qualquer montanha - tenha fé, pequena formiguinha!

[...] porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível. (Mateus 17:20b)

Ósculos da literalmente pequena,

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons