quinta-feira, 8 de junho de 2017

Deborah é uma mulher incrível. Ninguém sabe dizer como ela consegue dar conta tão bem de tantas funções. Teria o dia dela 48h? No fim da tarde, ela prepara tudo e a si mesma para chegada de Daniel, seu Dan. Quer contar seu dia e ouvir o dele, quer estar com ele. Ele chega bem cansado. Come, liga a TV, confere suas redes sociais e parece mergulhar num mundo paralelo enquanto Deborah tenta motivar uma conversa. Gentil, ele se oferece e lava os pratos, mesmo depois do dia cheio (justo, o dela também foi). Faz uma massagem nela enquanto assiste o futebol e depois dorme, enquanto ela fica acordada pensando em porque ele nunca presta atenção no que ela diz e não separa um tempo só para ela, até finalmente pegar no sono e recomeçar toda a rotina.

Deborah e Daniel são um casal especial. Sem dúvida, há amor entre eles, mas talvez ela não consiga enxergar isso tão bem. Ele expressa seu amor principalmente por meio dos atos de serviço, mas ela anseia por tempo de qualidade. Como resultado, o "tanque de amor" dela não está tão cheio quanto deveria e isso pode desgastar o relacionamento deles.

É importante explicar aqui que as histórias que uso são ilustrativas e principalmente que o fato de você ter uma linguagem de amor (LA) principal, não quer dizer que você não fale outras. Nós fluímos em várias linguagens, porém temos necessidade maior daquela que nos é própria (e nossos pares também, por isso é importante observarmos uns aos outros e nos empenharmos em "falar sua língua").

Pessoas que tem como LA principal o tempo de qualidade buscam estar sempre com você de algum modo - e esperam sua atenção. É o tipo de gente que mais reclama dos "espertofones", que sempre aparece para um cafezinho, tenta reunir os amigos e faz drama porque "nunca mais você dormiu lá em casa". Para essa pessoas nada é mais importante no relacionamento que o tempo que passam juntos, mesmo que não conversem absolutamente nada de relevante neste tempo. 

Se você ama alguém assim, separe um tempinho na sua agenda pra ele(a). Ligue, apareça, chame para almoçar, ame -  e esqueça um pouquinho do relógio! É bem verdade que neste mundo frenético está cada vez mais difícil conseguir tempo para tudo, mas com um pouquinho de jogo de cintura, você consegue dedicar pelo menos um pouco do seu tempo para encher o tanque de amor dessa pessoa. E se você tem esta linguagem, lembre que a frequência afetiva das pessoas nem sempre vai ser a mesma da sua. Este conceito pode ajudar você a manter seu tanque de amor sempre abastecido.

Por fim, lembre que há um amigo, sempre disponível, que ama lhe dar atenção e recebê-la também. Todos os dias no fim da tarde Ele se encontrava com Adão no Éden, mostrando para todos nós adões que seu amor é presente. Ele está conosco todos os dias até a consumação dos séculos e deixou este recado:
Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. (Jeremias 29:12,13)

Ósculos de amor a cada quinta,

Dica do dia: diz o pastor Cláudio Duarte, que o homem precisa entrar na caixa do nada quando chega do trabalho. Deixa ele lá um pouquinho antes de buscar seu tempo de qualidade. ;)

Inspirada na coleção As 5 linguagens de amor, de Gary Chapman.

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons