sábado, 17 de junho de 2017

Nós, os seres humanos, habitantes e “administradores” da Terra e de tudo o que nela é produzido e existe, somos facilmente dominados pelas nossas emoções e estas geralmente condicionam o plantio e a colheita dos frutos do Espírito Santo em nossas vidas (Gálatas 5: 22-23). A tristeza é um sentimento natural e, nem sempre precisa de motivos concretos para surgir em situações diversas. Além de alterar nossa capacidade de desenvolver o otimismo como uma escolha cotidiana, ela corrompe a coragem dos nossos corações e altera percepções racionais, transformando desafios e circunstâncias adversas em problemas impossíveis de serem resolvidos.


Render-se a esta emoção, embora pareça à única possibilidade e/ou a mais fácil em meio aos desgastes causados por ela, é entre todas as opções, a mais nociva e com efeitos que nos distanciam do entendimento da vontade do Senhor “Àquele que é capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós. (Efésios 3:20)”, e do aperfeiçoamento da sua força em nós, através das fraquezas que possuímos. Mesmo crendo e conhecendo a Palavra que nos entrega vida em abundância, ninguém está livre de sentir o silêncio como abandono e de questionar até que ponto a sua voz é realmente ouvida pelo Pai Celestial.

“ Pronde vai? todo nosso desalento / Morre brisa nasce vendaval / Pronde vai a reza vencida pelo sono / Ela vale? me fale... me de um sinal!”
O que se perde enquanto os olhos piscam - O Teatro Mágico

Qual é o segredo para desatar a tristeza das nossas emoções e razões, investigar e encontrar nossa coragem escondida no meio das tempestades emocionais que nos pegam inúmeras vezes no meio do caminho? Davi em muitos dos Salmos nos revela que transformar os momentos de fragilidade, tristeza, medo, ausência e dúvidas em oportunidades de louvor e gratidão ao Senhor é um dos primeiros passos para nosso retorno ao lugar racional de crer mesmo sem ver. Em outros momentos, vemos personagens e passagens bíblicas que confirmam onde devemos atar nossas emoções.

"E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus; Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito."
Marcos 11:22-23

Saia da “toca da solidão” onde a tristeza sempre tentará te esconder e rompa com o silêncio que alimenta todo estado emocional que desvia o foco da benção que a vida é. Eu, bem queria ter uma receitinha mágica, para te recomendar e usar nos meus momentos de tristeza, mas a fé era, é e continuará sendo o caminho que nos achega aos braços de Deus e coloca nosso coração em lugar de renovo, repouso e paz. Que tal, a partir de agora tentar silenciar os sons das emoções agregadas à tristeza e crer que “Antes de clamarem, eu responderei; ainda não estarão falando, e eu os ouvirei. (Isaías 65:24)”?!


Beijos e Queijos,



Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste trabalho em https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons