segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Queria escrever um texto com palavras de ânimo, falando de sentimentos felizes e da importância de mantermos a esperança viva; mesmo nos momentos em que tudo ao redor esteja ruim, vislumbrar que todo este cenário triste vai acabar e o sofrimento vai passar. 


Temos a mania de que, quando as coisas ficam ruins, não falamos a ninguém, nem mesmo procuramos um amigo. Em contrapartida, como amigos, não procuramos saber se o outro está bem de verdade. Já pensou o quão banal se tornou um “tudo bem”? Em geral, parece que quando alguém diz “oi, tudo bem?”, ela deseja receber uma resposta positiva, singela e direta para simplesmente abrir uma conversa e começar a tratar do assunto realmente desejado, além de manter a consciência tranquila por ter feito o seu papel como amigo ou conhecido que se importa, pressupondo que se de fato houver algo de errado na vida dela, aquela pessoa lhe dirá imediatamente ali. 

A maioria das pessoas que tiram suas próprias vidas não tem, ao contrário do que anuncia o saber empírico social, comportamento considerado suicida. É necessário entendermos que a coisa toda está nos detalhes, naquelas entrelinhas que quase ninguém consegue enxergar. Hoje o que eu queria deixar aqui é que você que está lendo este texto tirasse um tempo pra falar com aquele amigo que você via todo dia e que com o tempo foi se afastando, independentemente dos motivos.

 As pessoas têm um discurso de que não precisam estarem presentes, de que tem momentos que elas se afastam de tudo e de todos e que vai continuar uma ligação como se esse comportamento não afetasse a relação. 

Mas os relacionamentos interpessoais são como uma fogueira, que para se manter acesa precisa ser alimentada, para que não se apague. Como e quando deve ser colocado combustível é uma questão de sensibilidade de cada um. Sabemos que uma coisa é inegável: nos tempos nebulosos são quando a atenção e cuidado são mais necessários.




Presente de Rhebeka Oliveira

A coluna de segunda, "Presentes", publica textos de nossos leitores e não expressa necessariamente a opinião deste site. Se também deseja que seu texto seja publicado, envie-nos para o e-mail worksolteiros@gmail.com.

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons