sábado, 21 de outubro de 2017

Jesus é o nosso melhor amigo! Qual Cristão nunca ouviu isso? Desculpo-me, mas não é sobre o melhor de todos que dedico minha escrita de agora. Hoje, e nos próximos três textos, falarei sobre os amigos maltrapilhos, sabe?! Aqueles “velhos de guerra” e que são verdadeiros baús de memórias antigas, aquelas que de alguma forma nos dizem que de fato, a caminhada na fé nos mudou em muitos aspetos.  Também incluo os de agora que nos inspiram e exortam, com amor e dedicação são usados por Deus como as migalhas de uma fábula antiga, que lançadas marcam a direção de volta para o lugar seguro que o Senhor representa.  O que, de alguma forma, separa esses dois grupos de amigos?


As mudanças de ambientes alteram nossas percepções e gostos sobre muitas perspectivas. Comida, vestimenta, música, padrão e escolhas amorosas... Tudo isso pode ser revisto e modificado por nós, através da escolha de ir ou ficar, independente de onde estejamos inseridos.  Convertidos, recém-convertidos ou afastados da vivência nas experiências que a Igreja oportuniza, já vislumbrarão os amigos de ontem e os do agora, sem saber ao certo quem atravessaria cada fase da vida ao seu lado, sendo quase que eternamente o amigo de amanhã. Afeto e afinidade, entendidos e experimentados no desenvolvimento das amizades, representam o equilíbrio ou a porção que faz a balança emocional inclinar para um lado específico. 
AFETO
substantivo masculino
1. sentimento terno de afeição por pessoa ou animal; amizade.
"seu a. por nós era patente"
2. p.met. o objeto dessa afeição.
"seu a. eram as filhas"
AFINIDADE
substantivo feminino
1. vínculo de parentesco originado no casamento; parentesco afim.
2. tendência a combinar-se.
3. coincidência ou semelhança de gostos, interesses, sentimentos etc. [...]
Fonte: https://www.google.com.br ou qualquer Dicionário de Língua Portuguesa

Além da definição cirúrgica, supracitada, interpreto tais pontos de um modo mais peculiar. O afeto me conecta com a memória, cumplicidade, experiências compartilhadas... Aquelas que são como um sapato velho que, sendo calçado, ainda serve pra aquecer os pés, sabe?!  Os amigos de outrora, que em muitas situações tornam-se conhecidos pela ausência de convivência cotidiana, cada um em sua justa medida, tem o meu carinho, pois surgem no palco das lembranças e são alegria renovada em dias, por vezes cinzentos. Em outro lugar emocional, percebo afinidade como a predisposição de manter-se junto a outros que mesmo não sendo iguais, buscam os lugares onde combinações são possíveis, através das semelhanças e interesses em comum. Creio, firmemente, que tais parecenças ou predisposições para conhecer e até gostar do que o outro tanto preza em seu universo particular, são o fermento que facilita o começo de conexões entre indivíduos que, por meio da convivência regular, podem transformar-se em novas e verdadeiras amizades.

Relacionamentos mudam e, muitas vezes, amizades que começam por afinidade sofrem o desgaste do tempo e os ventos da mudança, transformando-se em afetos alimentados de memórias revisitadas e não criadas. Sinceramente, não vejo nisso nenhum problema impossível de ser experimentado com maturidade. Nem sempre é possível viver uma amizade regada com afetos e afinidades, mas é importante que o respeito às individualidades seja um instrumento para que o reencontro com o amigo de ontem, não seja uma repetição de sinais frios e olhares distantes.  Sejamos gratos pelas amizades de outrora, pois elas entre trancos e barrancos nos trouxeram até aqui.  E no agora, saibamos regar nossos relacionamentos fraternos com afinidades e afetos sinceros, compreendendo que tudo pode mudar, mas cada situação vivida entre aqueles que por meio da amizade, nos amam em todos os momentos assemelhando-se a verdadeiros irmãos (Provérbios 17:17), são formas de Deus estar presente e mostrar sua misericórdia por casa um de nós.

Beijos e Queijos,



Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste  trabalho em  https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons