quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Ele era só um adolescente. Um dos mais novos de "uma ruma" de irmãos, contudo odiado por eles a ponto de planejarem sua morte. Depois de finalmente vencer a dura posição de escravo, ele é acusado falsamente de abusador e colocado no xilindró. Sem lamentar-se muito por isso, segue de cabeça erguida até ganhar confiança naquele ambiente inóspito. Auxilia dois companheiros de cadeia a entenderem seus sonhos malucos que muda suas histórias, mas é esquecido outra vez. 

Um homem íntegro escuta dois soldados tramando tirar a vida do Rei que subjugava o povo dele. Ele poderia manter o silêncio - seria aquela uma chance de libertação? Mas ele põe em risco sua própria vida e denuncia. Qual a recompensa? Qual a honra? Nenhuma.

Um amigo íntimo, acostumado a receber em casa o seu companheiro e mestre, necessita pela primeira vez do socorro dele. Suas irmãs mandam buscá-lo depressa, mas Ele demora a chegar e quando chega, parece tarde demais.



É difícil ver o tempo passar e a vida bater com tanta força em sua cara, em sua alma, em suas emoções. Angústia após angústia. Desmérito após desmérito. Abandono após abandono. Como dói esta sensação de ser esquecido pelos homens e, pior ainda, por Deus! Talvez em algum momento José, Mardoqueu e Lázaro (ou suas irmãs) tenham se sentido assim. Fizeram o que era certo, se doaram ou apenas "não pediram para nascer", mas todo seu esforço e entrega parecem não ter movido a mão de Deus em seu favor. 

O tempo passou para todos eles. 13 anos para um, 4 dias para outros. A urgência é relativa a cada caso. Mas Ele não chegou quando esperado em nenhum deles! O que fazer quando Deus "nos esquece"?

Eis o momento de, em esperança, crer contra a esperança (Rm 4.18), confiar em Deus, no seu Amor e na sua Palavra que diz:
"Será que uma mãe pode esquecer do seu bebê que ainda mama e não ter compaixão do filho que gerou? Embora ela possa se esquecer, eu não me esquecerei de você!" (Is 49:15)

Deus nunca se esqueceu de José, Mardoqueu ou Lázaro, Ele apenas moveu-se na hora exata! O copeiro de Faraó lembrou-se de José num momento decisivo em que o Egito precisaria de um governador sábio para alimentar o mundo, inclusive o povo de José, os herdeiros da promessa. No momento em que Hamã planejava matar Mardoqueu, Deus tirou o sono do rei e lhe dirigiu a ler exatamente as crônicas onde constavam o ato do judeu, o qual ainda tinha recompensa pendente. O que teria acontecido se a recompensa já tivesse sido dada? Lázaro foi ressuscitado por Jesus para glória de Deus e muitos vinham-vê-lo por isso, tendo a oportunidade de ouvir falar sobre o Todo-Poderoso que operou coisa tão assombrosa.

Deus nunca se esqueceu de você, mas lembre-se que não é apenas sobre você. Deus permite as aflições para provar o nosso coração (Dt 8.2) e a nossa fé (1Pe 1.6-7), mas Ele tem propósitos que transcendem a nós mesmos. Sim, Ele te ama, e vive, e por fim se levantará (Jó 19.25)!

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons