quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Se você frequenta ou já frequentou alguma igreja, já deve ter ouvido dizer “a igreja somos nós”, bem verdade é (Colossenses 1:24). Mas o processo de entendermos nossa função como corpo de Cristo é gradual, e nessa caminhada estamos propensos a errar, mas não podemos deixar de demonstrar amor ao próximo. E que demonstração melhor de amor do que o perdão?

Um exemplo na bíblia é sobre a vida do apóstolo Paulo, que nos ensina que antes quando ainda era conhecido como Saulo ele foi perseguidor da igreja, e depois quando ele se rende ao amor de Jesus e começa a pregar aos quatro cantos, ele passa a ser perseguido por pessoas que eram como ele já tinha sido.

Às vezes nós quanto cristãos parecemos nos esquecer do que um dia fomos. Será que no lugar de Paulo nós iríamos perdoar nossos perseguidores, entendendo que outrora fomos como eles? A única diferença é que nós aceitamos o perdão de Deus.

Em Mateus 18.24-34 conta a respeito de um servo que não perdoou uma dívida pequena de seu conservo, mesmo depois de ter sua enorme dívida perdoada pelo seu senhor, assim somos nós quando não perdoamos uns aos outros, pois nos esquecemos de que fomos grandemente perdoados por Jesus.

Quero aqui dizer a você que nós somos a igreja, mas também somos seres humanos falhos, por isso se você tem problemas em ir a igreja porque foi decepcionado por pessoas de lá, tente ver por esse ângulo, somos imperfeitos como qualquer pessoa, tentem nos perdoar.

E se você, que é cristão, igreja do Senhor, eu te aconselho, seja mais sensível com aqueles que te perseguem, a dívida deles não é nada se comparado ao preço que Jesus pagou na cruz por todos nós.  
Mas, talvez sua dificuldade no momento tem sido em relação a necessidade de exercitar o perdão em uma situação pontual em meio ao corpo de Cristo, irmãos na fé. Nem sempre é fácil perdoar, mas o amor de Deus nos dar capacidade de liberarmos uns aos outros de nossas ofensas, assim como de recebermos o maravilhoso perdão de Deus.

Quem sabe uma boa conversa em amor seja o suficiente para resolver essa questão? Olha o conselho que a Bíblia nos oferece:
Se teu irmão pecar contra ti, vai e, em particular com ele, conversem sobre a falta que cometeu. Se ele te der ouvidos, ganhaste a teu irmão. (Mateus 18:15)

Tenha porém o cuidado de sondar em oração seu coração e verificar se não está cometendo a mesma falta (Mateus 7:3-5), além de ir até o outro em humildade e mansidão, atentando para si próprio para que também não seja tentado a falhar (Gálatas 6:1). Se fosse você que estivesse no lugar dele, como gostaria que essa conversa fosse conduzida?  Lembre- se: “Acima de tudo, porém, revistam- se do amor que é o elo perfeito” (Colossenses 3: 14).

Bárbara Uinan e Janine Ângelo

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons