sábado, 18 de novembro de 2017

Doeu, né?! Cada tropeço, queda, caminho equivocado e certeza desfeita pela armadilha que pegou você, antes mesmo da curva que separava tua vontade da realização daquele desejo. Pior mesmo é a sensação de ter entregado ao Senhor a decisão sobre aquela petição, orado, jejuado, solicitado conselho dos sábios e, ao fim de tudo, não ver ou sentir nada além das dores provocadas pelos mesmos espinhos de sempre. A vida tem dessas coisas e amadurecer, nos faz perceber aquelas marcas ao longo da nossa história que insistem em dizer: querer, muitas vezes, é a certeza de não ter.
Deus, quantas vezes me perdi
No caminho que eu mesmo criei
Nele vi muitas saídas
Que eu tinha certeza que era Você
 Deus, eu corri sem cessar
Quando eu caí, me ergueu
Me deixa aqui – Preto no Branco

Minha terapeuta (Sim... Eu faço terapia desde abril e recomendo esse investimento na recuperação e/ou manutenção da saúde mental) tem sido muito perceptiva ao me ajudar no reconhecimento das estratégias do meu subconsciente que, bem astuto, tem me feito dizer não para talentos e possibilidades, por causa do medo dos arranhões emocionais e espirituais ficarem mais profundos do que já são. Por mais confiante que você seja ou aparente ser, basta vasculhar nas memórias guardadas e, encontrará situações onde recuar foi um caminho de desistência e não de astucia para pegar mais impulso e saltar para longe do que te afastava de você mesmo, bem como, da presença do Senhor.


Talvez os primeiros passos da autossabotagem, sejam dados quando não percebemos ou esquecemos-nos de sentir o sabor da caminhada que nos leva, um passo por vez, aos lugares onde nossos objetivos e conquistas estão.  Estudar até passar e não para passar, como dizem os “Sabem Tudo” sobre concursos em seus vídeos postados no YouTube.  É fácil de entender, compartilhar e repetir com um trava-língua, mas colocar em prática quando as decepções da vida vêm naquela sequencia que remete um mar revolto vivendo sua ressaca, parece impossível para os que cansaram de ostentar mãos calejadas pelas suas próprias corridas.

Precisamos procurar e aceitar a sabedoria que vem do alto e, assim sermos resgatados dessa inércia particular que tira nossa vontade diante da vida.  Busque, deseje, receba e aceite ajuda nesses momentos, onde nada parece fazer muito sentido. O mundo não precisa das suas mãos para te fazer seguir uma corrente de decisões que vão te esgotar completamente. Escolha andar na contramão de tudo, inclusive dos conformismos que tiram o sabor da vida. Apesar de todos os pesares que ainda carregamos, não podemos esquecer que:
Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio.
(2 Timóteo 1:7)
E, justamente...
Por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastar-nos, interiormente estamos sendo renovados dia após dia.(2 Coríntios 4:16)
Não seja o seu sabotador. Não facilite o trabalho do inimigo que tenta, sempre, tirar você do centro de um plano perfeito que, mesmo sem entender completamente pela ótica do racional, seu espírito sabe que não falhará. Coragem pra nós, mulheres e homens que por vezes perdemos o foco da luz que nos guia e esquecemos que existe esperança em todo caminho que nos leva de volta pra casa!


Beijos e Queijos,




Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste trabalho em https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons