sábado, 16 de dezembro de 2017

Todo final de ano é igual. Os memes, slogans de campanhas, vinhetas de TV e até mesmo as pregações nos inspiram a dizer adeus para o ano velho e um seja bem vindo ao novo ano. Cada um sabe bem o ano que viveu: as batalhas enfrentadas, lágrimas derramadas e aquelas emoções que as fizeram romper a fronteira dos olhos para atravessarem a face, libertando reações e lavando a alma. Quando eu era criança, tinha a sensação que o tempo passava de modo diluído e, esperava com ansiedade a chegada no final do ano, natal, meu aniversário, férias, praia e aquela alegria que tinha cheiro, cor e sabor de novidades revisitadas. Hoje, a brevidade da vida tem se apresentado pra mim de modos múltiplos, criativos e irreversíveis.

Aos que, finalmente atingiram o sucesso e realizaram sonhos em 2017 dedico meus parabéns e felicitações, mas hoje falo com aqueles que mais perderam que ganharam nesse ano que logo acabará. Mortes na família, falência de planos que pareciam infalíveis, relacionamentos frustrados, empregos perdidos ou abandonados, emoções a flor da pele e/ou fragilizadas, flertes com o passado e até com o pecado... Na Lei do retorno, as intenções de plantar boas sementes levaram a colheitas amargas e fracassadas, fazendo com que muitos de nós, mesmo sentindo-se no “fundo do poço”, seguíssemos dando mais umas cavadinhas.


As mãos calejadas, esperanças transformadas em expectativas frustradas e a sensação de que as injustiças do mundo resolveram bater, uma por uma, bem na porta da sua casa, trazem à tona os lamentos da alma, dúvidas recorrentes e o desejo de voltar pra casa celestial; para os que mesmo desfalecendo seguem buscando a presença e a vontade do Senhor. Não é fácil ser constante na fé. Se alguém te deu ou vendeu essa ilusão, está na hora de desassociar a imagem de milagres com os pedidos atendidos pelo gênio de uma lâmpada qualquer.  Entendemos a beleza e o poder do tempo que, como apresentado em Eclesisastes 3, é multifacetado entre os momentos de guerra e paz na jornada individual de cada ser humano em sua vida terrena.  Provações, mesmo através da dor, podem gerar frutos de consolo e esperança em nossos corações; sobre isso somos exortados por Paulo em Romanos 5: 3-5: 
E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência, e a paciência a experiência, e a experiência a esperança. E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.

O melhor caminho para nós que sobrevivemos há esse ano; mais por ação da obediência do que pela coragem enxergada pelos entusiastas que estão ano nosso redor; seja fugir dos extremos do pessimismo e otimismo, partindo para escolha racional de reajustar as velas do barco da vida que só ancora em definitivo, quando for o tempo determinado pelo Senhor. Invista um tempo de qualidade com você mesmo e Deus, chore as dores que ainda estão ferindo suas emoções e busque no Pai o acalento para seu coração. Feche os olhos e tente sonhar com as coisas lá do alto, pense no que aguarda os que pela fé são justificados em Cristo Jesus e creia na boa, perfeita e agradável vontade do Senhor .
Filho meu se você pecar / Te perdoarei / Saiba que se você chorar / Eu te consolarei / Se um dia se desviar / Te procurarei / Mais uma vez a tua porta / Eu vou bater / Pois sou teu Pai / Eu não desisto de você
Por Você – Luma Elpidio

Não podemos mudar o ano com ele foi, mas que tal colorir o cinza de agora com sonhos feitos para serem vivenciados na eternidade? Nas vésperas de datas comemorativas e da transição de 2017 para 2018, desejo para todos nós esperança, fé e sabedoria para que o Espírito Santo possa fazer morada nas vidas que precisam ser refeitas e, inspirar os feridos em como fazer com que de suas dores surjam cura para outras almas enfermas. 

Vamos fazer um pequeno intervalo comercial no “Rabiscos de Sábado” e voltamos em 2018 se assim for a vontade do Pai Celestial.

Porque dele, e por ele, e para ele são todas as coisas; 
glória, pois, a ele eternamente. Amém! 
Romanos 11: 36 

Beijos e Queijos,


Tacila Sousa


Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste trabalho em https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

#novembroazul Seja macho e se cuide, man!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons