Archive for Março 2018

Rabiscos de Sábado: Esperando meu AMADO

Portanto, vigiem, porque vocês não sabem em que dia virá o seu Senhor. Mas entendam isto: se o dono da casa soubesse a que hora da noite o ladrão viria, ele ficaria de guarda e não deixaria que a sua casa fosse arrombada. Assim, vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam. Mateus 24: 42-44

Somos, todos nós, “A Noiva” de Cristo e, preparamo-nos para o reencontro que transformará nosso status para um relacionamento sério e eterno com o único que nos amou, ama e amará de verdade.  A Páscoa nos traz muitas imagens da infância, desejos alimentares e até coloca um feriadão no calendário dos que acreditam ou não.  E você, além das vozes de agora, espera e tem sentindo falta daquele que é o Cordeiro sacrificado pela humanidade?


Eu sinto saudade de coisas que nunca vivi com Ele. Seja na frente do mar, no quintal de casa em noite de apagão ou naqueles dias em que minh’alma clama por sua presença real: olho para o céu e investigo entre nuvens e estrelas, se existe algum sinal novo de que a hora está mais próxima. Não sou aquela que ostenta firmezas de uma fé inabalável. O silêncio me faz “tremer nas bases” e muitas vezes, emudece minha oração, bem como, interrompe o fluxo natural das emoções que buscam sua presença. Mas, mesmo assim, em meio às vozes desse século que colocam a fé em um lugar subjetivo e infantilizado, o meu interior clama pelo dia em que, ao seu lado, direi face a face que antes de sua volta, tudo tinha sabor de saudade!


Talvez seja hoje, amanhã ou em um dia quando não estaremos mais na Terra para contemplar as dúvidas virarem certeza entre um abrir e fechar de olhos, mas precisamos crer um pouco mais a cada dia que o mesmo Cristo, cumpridor de suas promessas até a ressurreição, em breve voltará!

Feliz Páscoa!
Feliz ESPERA!
Beijos e Queijos,




Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste  trabalho em  https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.







sábado, 31 de março de 2018

Ainda não me chame de bebê

"Porque era assim que ela me chamava
E um apelido carinhoso é o mais difícil de esquecer..."
(se não entendeu a referência NÃO clique aqui)
Boa noite, varoadores do meu Brasil Guaranil! Infelizmente esta pessoa que vos fala tem um sério problemas com músicas chiclete, principalmente se passo um dia inteiro na piscina ouvindo a mesma várias vezes - involuntariamente, não custa esclarecer). Parece que essa é a sertaneja do momento e eu a convidei para este texto porque esta semana, minha amiga e blogueira deste site, Tai Piantavinha me lembrou da famosa #sqn regra dos seis meses.

Antes que você continue, preciso esclarecer que este assunto não está na Bíblia ou em qualquer outro manual confiável, é apenas resultado de observação e muito aconselhamento. Vamos ao que interessa! Muitas vezes quando terminamos um relacionamento, ficamos carentes ou extremamente "animados", afinal, estamos na pista outra vez. ;) Resultado: começamos, voluntariamente ou não, a buscar outro relacionamento para preencher o espaço daquele ou às vezes simplesmente são eles que nos procuram.

Então o que fazer? Partir pra outra? Afinal dizem que "só um novo amor pra curar o velho". Primeiramente, bom dia! Não concordo com esta frase. Mas se você realmente precisa de um amor pra te curar, bebê, lance-se aos pés da cruz - melhor coisa! Também dizem por aí que "o pior alucinógeno que existe é a carência", e essa frase sim é bem coerente!

Mas talvez você diga: "mas eu terminei diboaz, não tô na bad, o que que tem partir pro abraço?" Afinal "ninguém tem nada a ver com sua vida" (Sério que você ainda acha isso? Lê este texto aqui, pfv) Não vou dizer para você que é pecado, mas realmente há tanta urgência em se envolver novamente? Se você já errou uma vez, não é melhor ter calma da próxima? Ponderar melhor, se conhecer um pouco mais antes de firmar laços?

Por isso inventei a tal regra de seis meses. É um tempo razoável para você se repensar e pesar antes de qualquer decisão. Claro, isso varia de cada caso e embora leve o nome de "regra", não está escrita em lugar nenhum. Tem gente que passa 2, 3 anos sem se recuperar de um relacionamento. Em outros casos, tudo é surpreendentemente rápido! O mais importante é lembrar que o amor é paciente!

Então, por favor, se for para entrar em um relacionamento, que você  já esteja preparad@ para ser chamad@ de "bebê" ou de qualquer coisa. Fazer como o eu-lírico da música e usar uma pessoa de enfermeira das feridas sentimentais causadas por outra vai apenas contagiar seu novo par com suas dores. E se você está do outro lado da equação, não aceite isso.
"Eu sei que você poderia ter escolhido alguém menos complicado
Que não tivesse, no presente, uma pessoa do passado"

E poderia mesmo. Aceitar isso não é prova de amor, é mais fácil ser falta de amor próprio. Dê um tempo pra si e pro outro, se for pra ser, "Não precisa ter pressa quando se mira o infinito." (me)

Kisses on babies,
Iky
quinta-feira, 29 de março de 2018

Ô vontade de JOGAR A TOALHA!

O ministério dos solteiros adverte: este é um texto de auto-motivação com ajuda do Alto.

Você pecou, pecou e pecou. Pecou de novo, de novo, de novo e depois nem notou mais, mas continuou pecando. Mas o Espírito lhe chamou atenção novamente e com amor começou a pegar em "seu pé" por causa daquilo. Novamente você não é mais um ignorante do seu pecado, aleluia! Seria ótimo - se você não estivesse tão acostumado(a) a cometê-lo.

A partir destes dias, seus próximos são de intensa luta. Não num deserto, numa tempestade ou uma prova de fogo, é a pior das batalhas: a da sua carne contra o espírito. E você percebe que está (se) perdendo. Um dia ou outro tem um avanço e no seguinte olha você vivendo (ou morrendo) habitualmente... 

Talvez você esteja exatamente como eu hoje e até tenha proclamado (não que eu tenha dito isso, com certeza eu disse): "a vontade que dá é de desistir", 

J O G A R  A  T O A L H A!

Aí Deus vem e usa o pastor que lê estes "velhos e batidos" (com todo respeito) versículos:

Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em SACRIFÍCIO vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E NÃO VOS CONFORMEIS com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. (Romanos 12:1,2)

Sem mais, vou ali pegar minha toalha de novo.

Ósculos santos,
Iky Fonseca
quinta-feira, 22 de março de 2018

Com o pé no altar: provisão


Hello,  guys! Muitos de vcs já sabem, mas para quem ainda não sabe eu estou a pouco mais de um mês do meu casamento e antes de noivarmos eu já estava pensando em fazer uma série de textos sobre esse período tão importante para nós que a fase pré casamento. 

Quando pensei nos textos pensei em nortear-los com algumas palavras que aprendi ao decorrer desses meses, a primeira delas é: PROVISÃO!

Antes de começar o texto propriamente, gostaria de deixar uma música que tod@ noiv@ deverá certamente se identificar, antes de ler dá um clique no link abaixo! :)



“Eu não queria casar agora. Não sendo ainda estudante, não trabalhando oito horas por dia no turno oposto, não sem uma televisão (com netflix) na nossa sala, não com uma geladeira branca, não com um microondas não espelhado, não com a incerteza de que um dia você será pastor...”

Fazendo um abuso do nosso português listei algumas coisas que anteriormente me fizeram ter a incerteza de casar, teria muito mais coisas que seriam empecilhos, mas além dessas as outras também seriam bobagens materiais que nesse período o Criador me fez ver que proveria todas as coisas, não da maneira que nós queríamos, mas exatamente da maneira que nós precisávamos! 

Por certo hoje vejo que é uma loucura casar, mas é só lembrar da nossa motivação ao matrimônio que me faz persistir firme, mesmo sabendo de todas as dificuldades que iremos enfrentar. E o motivo é CRISTO! Porque dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas! Nós entendemos que fazemos tudo para a glória de Cristo e nosso maior desejo é expressarmos juntos o reino de Jesus em todo o modo de ser e agir, nosso desejo é que em nosso lar Cristo prevaleça.

Para que nossos objetivos sejam expressos, colocamos o nosso referencial no centro de nossos corações e vida e acreditamos que a provisão virá dele, assim como, Abraão que obedeceu ao Senhor e Ele fez prover o cordeiro. Em termos materiais, eu nem sei como agradecer a Deus que fez as coisas acontecerem na nossas vidas, todas as vezes que lembro do que o Senhor fez não posso me conter de alegria, o próprio Deus tocou e motivou familiares e amigos a nos ajudar.

Contudo, a provisão que eu desfruto com mais alegria é ver que Cristo tem se aperfeiçoado em nós através de nossas fraquezas, dia após dia, Ele tem garantido que somos dois e que quando um cai o outro há de levantar,  por que amar é olhar para o outro com a misericórdia que só aprendemos em Cristo, na qual, as Escrituras nos ordena a viver de maneira honrosa e agradável as olhos dele cumprindo os nossos papéis para que a Glória dele seja revelada!

Por fim, me despeço declarando a minha felicidade em Deus por proporcionar esses momentos de expressar a gratidão a Ele publicamente através do site do @worksolteiros. Que Cristo seja o centro dos nossos corações e mesmo aos que não estão noivos que possam entender que a provisão vem de Cristo e a coisa mais importante nas nossas vidas é tê-lo e não possuir a vida financeira mais estável do mundo.


Com carinho, 

Isabelly Santos
domingo, 18 de março de 2018

Rabiscos de Sábado: Exercitando a razão, porque SIM!

Você também tem suas Redes Sociais, bombardeadas, por imagens de pessoas que são consideradas o padrão de beleza do momento? O “Mister Tanquinho”, a “Musa Barriga Negativa” e tantos outros que por atributos físicos e/ou pelo prazer imensurável, proporcionado pelas atividades físicas, tornam-se modelos para uma regra que não se aplica a maioria de nós: brasileiros que valorizam as gordices como uma das melhores coisas da vida. #ComerÉMuitoDeDeusBrasil!😋


Nossos olhos carnais, primariamente são atraídos pelo externo, mas existem pessoas que realmente não se deixam levar pelas aparências no construir de qualquer tipo de relação. Descobri que tenho gostos peculiares e foi no Instagran que recebi a nomenclatura do meu “diagnóstico”: sou uma sapiosexual, ou seja, a inteligência destaca-se diante dos meus olhos, com larga prioridade na frente de beleza física e músculos definidos. Não sei como é para os “Boy Unção” (na verdade estou tentando melhorar minhas opiniões sobre essa questão😑), mas para parte significativa das mulheres cristãs, um homem que exercita suas idéias, praticando constantemente a busca por conhecimento, filtrando as fontes e priorizando o que realmente importa, tem grande valor.

Na razão, encontramos as bases das nossas escolhas, bem como, definimos até onde podemos ir, em busca de concretizar os projetos que criamos ao longo da vida. Seja no amor, vocação profissional e/ou caminhada na fé, tais caminhos são definidos no cérebro e, ele merece cuidado e atenção. Diante dos nossos projetos, emoções e fé devemos evitar falácias superficiais e investir na repetição de práticas conscientes para o desenvolvimento do “Eu” de cada um de nós, com suas singularidades e subjetividades.
Jesus respondeu: "Está escrito: 'Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus”. Mateus 4:4
A fé é um processo racional e, como tal, deve ser trabalhado através do conhecimento e prática da Palavra que nos leva para o Pai. É no entendimento funcional que escolhemos os tesouros que realmente valem à pena. Precisamos encontrar em Deus o caminho que nos leve a sabedoria cautelosa, daqueles que dedicam-se ao que realmente importa. Mude ou não, mas lembre-se que a colheita do que e como semeamos, como diz um ditado popular antigo, é sempre obrigatória. Hoje, vamos recomeçar nossos exercícios por qual parte do cérebro?


Beijos e Queijos,




Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste  trabalho em  https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.

sábado, 17 de março de 2018

Rabiscos de Sábado: O que Eva nos ensina?

Não conhecemos de fato o fruto proibido mordido por ela, mas é inegável que de alguma forma, o objeto de desejo e quem não conseguiu resistir a ele, atravessam o tempo e espaço tornando-se sementes de colheitas aparentemente saborosas, mas essencialmente amargas. O engano, desobediência e seus resultados, ainda hoje, permanecem vivos em nossa memória e relacionam-se com a dor e delícia de sermos humanos falidos e saudosos de um passado, que diz muito sobre nossa essência. A “treta” começou quando, após criar as partes que compõe o todo que a Terra é o Senhor, entendeu que Adão estava ligado que o pato tinha a pata, o galo a galinha, o gato a gata , mas ele... NADA!
Então o Senhor Deus declarou: "Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda".
Gênesis 2: 18

Imagina a cara dele quando acordou e viu a sua “toda abençoada” projetada por Deus e retirada dos seus ossos?! Seria tudo incrível se não fosse uma serpente plantar o engano no entendimento de Eva e estender para humanidade, a partir daquele momento, os frutos que dizem muito sobre a carne e sua tendência a queda. A promessa feita pelo mal encarnado naquele animal, dizia sobre um conhecimento ilimitado, mas nela existia a perda da inocência e a vergonha gerada pela consciência de que a intimidade tinha sido trocada por tão pouco. 
Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou do seu fruto, comeu-o e ­o deu a seu ma­rido, que comeu também. Os olhos dos dois se abriram, e perceberam que estavam nus; então juntaram folhas de figueira para cobri­r-se. Gênesis 3: 6-7
Você já notou quantas vezes, meio que sem querer, trocamos o lugar seguro pelas barganhas e paqueras com o pecado? Decidimos fazer uma dieta, mas o primeiro cheiro de acarajé na esquina nos tira do propósito. Juramos que não vamos mais julgar o irmão, porém basta meia vírgula dele fora do padrão “Gospel de Qualidade”, que já olhamos torto. No meio de nossa essência, existe uma parte que repete o “faça o que digo e não o que faço”, como justificativa para que nossas certezas na fé sejam tão frágeis que, muitas vezes, qualquer movimento das tentações nos distrai e leva pra longe... 


Em diversas partes e culturas do mundo, as mulheres são consideradas como seres perigosos e, por isso, devem ser dominadas e limitadas pelas figuras masculinas que fazem parte dos seus contextos de convívio. Na fé Cristã, muitas correntes agarram-se no exemplo da “mãe de toda humanidade” (Gênesis 3: 20) para justificar atitudes limitadoras do potencial feminino frente ao Reino. Às vezes parece que em toda Bíblia, justamente Eva é a única que deve ser considerada, como ponto de validação da mulher, mas na verdade muitas foram chamadas pelo Pai, incluídas na caminhada pelo Filho e seguem, dia após dia, sendo capacitadas pelo Espírito Santo para resistirem ao mal, independente do modo como ele se apresente.

Os nossos “pais carnais”, juntos e em comum acordo, fizeram a pior escolha possível, mas justamente aí vemos o amor de Deus florescer e nos resgatar, através de uma promessa feita  séculos atrás e que ainda hoje, chega até nós com um aroma suave. Eva nos ensinou o resultado da desobediência e, após ela muitas mulheres seguiram a voz do Senhor e, com cada sim dado por elas, nós temos aprendido que:
A beleza é enganosa,
e a formosura é passageira;
mas a mulher que teme o Senhor
será elogiada. Provérbios 31:30

Além do elogio, honras e adornos, uma mulher que não se desfaz da presença do seu Pai Celestial é uma com Ele, reconhece sua voz e a segue por onde quer que o Senhor deseje. Nós já aprendemos com Eva, agora cada uma (um) de nós pode escolher o verdadeiro caminho, aquele que nos leva sem escalas para vida eterna!


Beijos e Queijos,




Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste  trabalho em  https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.

sábado, 10 de março de 2018

De volta à Frozen

Tem um texto quentinho saindo do forno... Sim, por algumas pessoas vale a pena derreter! Vocês talvez lembrem que eu surpreendentemente gostei muito da aventura congelante (veja este outro texto aqui). Pois hoje, orando e tendo como "ponto de pauta" também a inspiração para o texto da semana, que que veio em mente?

Não sei se você assistiu o filme. Na história, a Rainha Elsa, sem saber controlar seus poderes, congela  acidentalmente o coração da sua irmã, princesa Anna, num momento de desespero. No decorrer da história, a princesa vai congelando gradualmente até virar uma estátua de gelo. Lembra do que Jesus falou?

"E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.Mt 24:12

Muitos corações estão sendo congelados nestes dias. Eu mesma pude sentir o meu se esfriando. O gelo é duro, não é mesmo? Quantas vezes a Palavra nos alerta quanto à dureza de nossos corações... Mas quase nunca nos damos conta de ele está se congelando, mesmo quando começam os primeiros sinais. 

Foi Kristoff quem detectou, e não Anna, que alguma coisa estava errada, pois viu que seu cabelo ficara branco. Poderia representar nossos pensamentos, que começam a ficar frios, vazios de Deus. Ocupamos nossa mente com qualquer coisa, menos dEle e dos assuntos com que Ele realmente se importa. O cabelo também pode significar honra, pudor, submissão e consagração (1 Co 11 e Jz 13.5). Estas características também vão se esfriando, logo que nosso coração se esfria.

Provavelmente a esta altura, já começamos a perceber que algo está errado conosco. Mas nem sempre conseguimos identificar a raiz do problema. Por isso Deus envia seus pequenos "trolls" (que hoje pode ter sido eu - pequena já sou, em todos os sentidos =P) para que entendamos que a frieza tomou conta de nosso coração.


Curioso que a princesa, ainda com o coração congelado, demora para ter seus membros totalmente paralisados; então mesmo com dificuldade, ela continua se movendo. Talvez você ainda esteja se movendo pelas coisas do Reino, príncipe, princesa, mas não com a mesma agilidade, e você sente suas forças diminuindo. Observe que o capítulo 24 de Mateus começa com os discípulos preocupados com a estrutura do templo e então Jesus lhes mostra o que realmente importava e as coisas que viriam acontecer. Muitas vezes focamos tanto na estrutura de nosso templo (conhecimentos, aparência, costumes), ou ainda com as rotinas e programações da congregação, que deixamos o amor de lado - mas o reino dele está dentro de nós (Lc 17.20,21)!

Ao final, Anna ainda dá suas últimas forças para salvar sua irmã, mas vira uma estátua de gelo e dá seus últimos suspiros. O ato de amor verdadeiro então a descongela, começando pelo seu coração que se aquece. Diferente de Frozen, o ato de amor verdadeiro já foi executado lá na cruz e não foi nosso, foi do único que poderia nos livrar da frieza do pecado. Então já temos nossa salvação, precisamos correr para ela, como a princesa correu pela sua. Não ignoremos os avisos dos Kristoffs e dos trolls. Ainda dá tempo!

Peço por você, o mesmo que peço para mim, que se cumpra plenamente esta Palavra:

E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. (Ez 36.26)

Derreta-se por Ele!

Um musiquinha para aquecer seu coração:



Ósculos quentinhos,
quinta-feira, 8 de março de 2018

Rabiscos de Sábado: A solidão de Adão em nós

Eu, como muitas pessoas, sempre lancei todas as pedras da minha mão na idéia de que, toda provação que a humanidade passa começou, através da curiosidade de Eva e burrice total de Adão. Foram longos os passos até um casal de grandes amigos; Gugu e Su💑; me ajudassem a perceber que mesmo sendo outros nomes e personagens, o resultado seria o mesmo, afinal o pecado entrou no mundo por características humanas e, não apenas, por dois exemplares da espécie. Hoje e na próxima semana, vamos pensar um pouco sobre o que Adão e Eva deixaram em nós, além da semeadura e colheita do pecado.
E Deus criou o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.Gênesis 1: 27
Desde quando “Adão era menino” (minha mãe dizia essa frase, quando fazia referência de alguma situação antiga rs) ele tinha a coisa mais importante da Terra: intimidade com Deus. Era extremamente amado pelo seu Pai e Senhor. Sentia e enxergava esse amor em tudo que existia ao seu redor. Imagino, muitas vezes, como eram os papos deles no Éden e sua inocência contando ao Criador os feitos e aventuras de seus dias. Sempre pensei em como seria maravilhoso ouvir a voz de Deus, chamando-me pelo nome para uma conversa despretensiosa, no final da tarde, mas nunca tinha refletido que essa característica pessoal relacionava-se com a realidade humana antes do pecado entrar no coração de Adão e Eva, e através deles, no mundo como vivemos e conhecemos carnalmente.


Adão desfrutava da companhia de Deus sem barreiras construídas pela dúvida e incredulidade. Uma presença que ocupava todos os espaços daquele jardim, dizia constantemente que o mundo era da humanidade e ela era a maior obra do Criador. A intimidade profunda foi trocada pelo fruto, que continha o não de um Pai cuidadoso. Uma mordida abriu horizontes sobre o bem e o mal, bem como, edificou dolorosamente os caminhos tortuosos que ainda hoje nos causam dor e afastam do único que sempre nos amou. O coração em festa, com o som da voz do Senhor, tornou-se medroso diante de sua presença e o apresentar-se frente aos olhos dEle, foi transformado em uma inútil busca por esconderijo. 
Mais tarde eles ouviram a voz de Jeová Deus, que estava andando pelo jardim, por volta da hora em que a brisa soprava, e o homem e sua esposa se esconderam da face de Jeová Deus entre as árvores do jardim. Gênesis 3:8
Desde pequeninos conhecemos o final dessa história, e os frutos amargos colhidos por Adão e Eva, a partir do momento em que a desobediência foi plantada em seus corações. Dores, lutas e a solidão, diante da perda de oportunidades constantes de estarem juntos com Deus. Ouvimos em diversas pregações e oportunidades, sobre o vazio que existe em cada um de nós. Dizem que ele é do tamanho do Senhor e, hoje, refletindo sobre Adão sinto-me próxima do que não sei, mas imagino que ele sentiu na maioria de seus anos: a solidão dele, vendo dia a dia à hora em que a brisa soprava não trazer a voz de Deus, chamando-o para perto é a mesma sensação de ausência e espaço sobrando que, em muitos momentos de crise e dor, sentimos.
 De modo que todos os dias da vida de Adão somaram 930 anos, e então ele morreu.
Gênesis 5:5

Realmente acredito que, até o último dia de vida, Adão esperou e lamentou não ter a presença de Deus de volta ao seu cotidiano e vida. Caminhamos pela vida afora esperando e buscando respostas, mas no final todas as perguntas levam-nos para o mesmo caminho: a necessidade de tê-lo perto o suficiente para que, os espaços vazios sejam preenchidos pelo seu amor de um modo tão intenso, que nada possa nos tirar dEle outra vez. Ainda falhamos como Adão e Eva. Definitivamente nenhum de nós é melhor que eles, mas deles herdamos mais que os resultados trágicos que recebemos diariamente. Os primeiros tinham o que os de agora seguem procurando e, isso prova que fomos feitos sua imagem e semelhança, fato que confirma a nossa necessidade de com Ele, sermos todos um!


“Ah, que saudade/Que saudade de ouvir tua voz ao entardecer
Ah, que vontade/Que vontade de voltar ao jardim da inocência [...]”
🎧😌🎤Paulo César Baruk – Jardim da Inocência

Beijos e Queijos,





Gratidão ao Guilherme Bandeira, pela liberação do uso de seus cartoons nos meus "Rabiscos de Sábado: Razão x Emoção". Conheça mais deste  trabalho em  https://www.facebook.com/objetosinanimadoscartoon/.





sábado, 3 de março de 2018

Era uma vez... #200

Era um vez um moça muito muito bonita, cabelos negros como noite de lua nova e pele alva como a neve. Morava em uma bela floresta onde não lhe faltavam suprimentos, amor ou qualquer outra coisa necessária para viver - e como era cheia de vida. Mas um dia ela não resistiu e comeu uma maçã que lhe foi oferecida por uma voz astuta e convincente no meio do belo jardim, mesmo já tendo ouvido dos perigos em que isso lhe colocava.


Aquela maçã era deliciosa e fresca, e pareceu difícil conter-se no primeiro pedaço, então saciou-se naquele prazer. Mas foi só a encantadora fruta acabar que começou a amargar sua boca e sua alma. Não demorou muito, a moça morreu e foi posta fora de sua terra natal. Alguns que passavam por ela dizia que ela ainda vivia, afinal ela respirava ainda e até esboçava alguns movimentos, mas quem a conhecia dos primeiros tempos sabia que ela não estava mais ali. Sua voz, sempre em cânticos verdadeiros, emudeceu-se e seu coração tão cheio de amor não palpitava por mais nada. Ela se tornou cinza.

Após inúmeros transeuntes naquele ambiente esquisito, alguém finalmente interessou-se verdadeiramente pela moça caída por ali. Alguém que conseguiu ver sua beleza original por trás daquela feição de morte. Era um jovem extremamente simples, não tinha reinos ou cavalos, chegara montado num jumentinho. Seu olhar, entretanto, tinha toda realeza do amor. Ele conhecia bem todas as histórias e leis que regiam aquele lugar e sabia que só havia um jeito de libertar a jovem da maldição: com dores, Ele tomou o lugar dela.

E a medida que ia assumindo aquela posição de desprezo e vergonha, todos O rejeitavam. Com um forte brado, Ele expirou: "Está consumado!" E a vida dEle entrou nela e ela desejou conhecê-lo. Para sua surpresa e de todos que passavam por aquela região, três dias depois aquele jovem não estava no lugar onde fora colocado. Ela ouviu a sua voz enquanto O procurava! Ele levou-a para uma cidade onde vivia sua imperfeita família, da qual ela passou a fazer parte, e deu-lhe todo o seu amor.

E foram felizes para... Não, pera! Tudo ia muito bem e ela fazia planos para o futuro, até que ouviu uma voz grave e extremamente sedutora soprar-lhe ao ouvido enquanto caminhava distraída. Aquela voz não lhe era estranha, mas não reconheceu o seu dono, apenas encantou-se com a beleza de seus olhos, a elegância de seus modos, a fineza de suas vestes, com as palavras e propostas de uma vida mais regalada, com prazeres, poderes e total independência. As visitas se repetiram e quando se deu conta, a moça estava fugindo com o sedutor príncipe das trevas. Ouviu atrás de si o ruído de pesados portões se fechando, então despertou do seu sono de indolência.

Tarde demais. Estava no domínio das trevas, onde havia choro e ranger de dentes, e deu-se conta que não apenas estava cinza, mas a escuridão completa já dominava seu interior. Só então lembrou-se que ao fugir, a voz de seu verdadeiro amor lhe chamara, repetidas vezes, como pôde estar tão inebriada por suas vontades e não ter dado ouvidos?

Quanto ao amor verdadeiro, Ele encontrou para si uma noiva, simples, sábia e pura, que suportou as fraquezas de sua família, pois essa também suportou as suas, e deu ouvidos à voz dEle. Ela foi adornada para Ele e levada para seu Reino, porque sim, sua simplicidade era apenas um dos trajes de sua majestade incorruptível, e neste novo lugar, finalmente, eles foram felizes para sempre.

Portanto, como diz o Espírito Santo: Se ouvirdes hoje a sua voz, Não endureçais os vossos corações, Como na provocação, no dia da tentação no deserto. Onde vossos pais me tentaram, me provaram, E viram por quarenta anos as minhas obras. Por isso me indignei contra esta geração, E disse: Estes sempre erram em seu coração, E não conheceram os meus caminhos. Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso. Vede, irmãos, que nunca haja em qualquer de vós um coração mau e infiel, para se apartar do Deus vivo. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado; Porque nos tornamos participantes de Cristo, se retivermos firmemente o princípio da nossa confiança até ao fim. (Hebreus 3:7-14)

Ósculos santos,
Iky Fonseca
quinta-feira, 1 de março de 2018

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

Jesus Cristo te ama e em breve vai voltar!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons