domingo, 11 de março de 2018




Não podemos deixar de reconhecer quando estamos numa tempestade. Imagine que você esteja numa tempestade, uma chuva muito forte cai do céu, alagando tudo. Será necessário que você se abrigue dentro de casa, feche todas as janelas, a porta, observe se há a possibilidade da água invadir a casa, porque se sim, você terá que se preparar para isso e proteger móveis entre outras coisas de valor. Não pense “ah, está chovendo muito forte, entretanto, está muito calor, por isso, deixarei a porta um pouco aberta”, com o discurso “Confio em Deus, Ele vai proteger”, porque ele nos deu discernimento para que possamos compreender várias coisas deste mundo para que a gente possa agir com sabedoria. Então, se você não fechar a porta de casa, ela pode alagar.

Nessa situação, não podemos negligenciar o poder da natureza e a possibilidade de alagamento da casa. Não podemos negligenciar a sabedoria. Em meio a tempestade da vida, também não podemos negligenciar uma coisa de suma importância: ter uma vida cheia de espírito. Não só em momentos ruins, devemos ter uma vida cheia do espírito de forma integral, de uma forma que sempre tenhamos atitudes corretas em diversas circunstâncias.

Charles Finney, nascido em   29 de agosto de 1792, foi um dos grandes nomes da teologia e escreveu, dentre vários, um livro chamado Uma Vida Cheia do Espírito. No primeiro capítulo, Finney diz o que é preciso para anunciar o evangelho: o poder do alto. Esse item, a meu ver, é importante para tudo em nossas vidas, e é por meio do poder do alto que temos uma vida cheia do espírito.
Vamos seguir o passo a passo de Finney:                            
1)      Como obter este poder que vem do alto? Para Finney, esse poder é adquirido quando nos consagramos ao Senhor. Se pedirmos, receberemos, assim como Jesus diz na bíblia (Mt 7:7), mas nem todos recebem aquilo que pede porque não tem uma vida de consagração.
2)      O que nos impede de ter uma vida de consagração? Finney enumera 27 pontos que impedem uma vida de consagração. De os pontos, pode-se dizer que o 24º é um resumo de todos, quando o autor diz “[...] é negligente na vida material, no estudo e na oração”.

Às vezes, negligenciamos aspectos de nossas vidas nos impossibilitando de crescer enquanto pessoa/profissionalmente, e a principal negligência é a da oração. O proposito de Deus para nossas vidas é relacionamento e isso acontece por meio da oração. É através dela que ouvimos e compreendemos a vontade de Deus para nossas vidas. Negligenciar uma vida cheia do espírito em meio à tempestade se torna um risco, haja vista que em momentos como esses, precisamos ser fortes e nossa força tem prazo de validade. Não conseguimos fazer nada com a força dos nossos próprios cavalos, mas sim com a força que vem do alimento que Deus nos dá, que é Sua Palavra. 

Pois bem, pra você que gosta de seriado, em meio a tempestade (clique aqui) não podemos negligenciar alguns fatores e precisamos nos manter alimentados. Como diria minha avó, saco vazio não fica em pé.






Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

Jesus Cristo te ama e em breve vai voltar!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons