Archive for 2019

Rastejando


Minha vontade era parar, ficar deitada e poupar o que me restava da pequena força. Não que eu tenha sido sempre assim, já fui uma mulher vigorosa, na labuta diária, no trabalho, em casa, nas ofertas... Parecia um fluxo normal, era comum como acontece com todo mundo. Mas simplesmente não parava. Dia após dia, após dia, após dia, que viraram meses, viraram anos e eu só sentia minha vida se esvair. Não havia nada que eu fizesse que pudesse contê-la. Tentei usar meu dinheiro e investir em mim, continuei a escorrer; Tentei indicações de amigos, mas não foram eficientes comigo. O relógio e o calendário só me afligiam, cada ocaso do sol zombava da esperança no próximo alvorecer. Já não era mais tão jovem e perdia minha beleza, as pessoas lentamente se afastaram e me perdi na solidão. Sem recursos, ouvi que o Poderoso estava por perto, mas corri o risco de enfrentar o que mais me doía: o olhar das pessoas e sua possível rejeição. Quis correr, pelo menos andar, mas só pude me arrastar e rastejando, como criança que não sabe andar, como velho sem forças para levantar, como soldado ferido nas trincheiras, dependente, limitada, fui silenciosa até Ele. Estiquei com grande esforço minhas mãos debilitadas e toquei na pontinha de suas vestes. Eu não poderia esperar mais que isso, quem era eu para querer sua atenção? Ouvi a voz dEle. Quão doce, quão suave, quão acolhedora! "Quem me tocou?" Como um toque tão fraco pode sensibilizar alguém que tem tanto a fazer? Me sinto amada, me sinto nova, perdoada, como um vaso refeito que retém o vinho novo de sua própria vida.

Ósculos de esperança,
Iky Fonseca
quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Vulnerável

Mais uma vez à beira-mar eu vejo as ondas agitando-se de um lado a outro. Sinuosamente elas se levantam até quebrarem forte e repentinamente. Meus pés apegam-se tanto quanto podem ao que tenho de mais sólido agora, o piso do barco. Não posso chamá-lo de estável: o mar cresce, mas este é o lugar a que estou acostumada. Quantas noites passei no comando deste leme? Quantas tempestades enfrentei agarrada com toda força à minha experiência para fazer tudo ficar bem? Embora agitada, aflita, não há nada que eu possa fazer sobre o que está lá fora, mas bem, eu comando aqui dentro e vou empregar todas os meus esforços para manter esta embarcação adiante. 

As ondas rebentam sobre mim e encharcam minha autoconfiança; desesperada, estou quase indo a pique. Minhas forças se esvaem, estou abalada, joelhos fracos, braços cansados, todo meu empenho parece ser insuficiente. Acho que falhei. Vejo-O ao longe, se aproximando, mas definitivamente não O reconheço. Meus temores, fortalecidos pelo sentimento de total fracasso, enxergam ali todos os fantasmas dos quais fugi, parece que chega o fim da minha vida. Então Ele se aproxima. As vagas furiosas lhe servem de tapete contrastando com a placidez de sua voz: "Não temas! Coragem!" Aquelas palavras me fazem perceber que eu precisava sair do lugar, era preciso deixar minha zona de controle e me entregar vulnerável sobre o terreno mais instável sem nada a me apoiar senão nEle. "Se é você, Senhor, me faz andar sobre a água também". "Vem!" Seu convite disse-me: arrisque-se, deixe o comando, aventure-se no novo, viva o inesperado, pare de tentar medir as condições e o que pode fazer a respeito delas e confie em mim". 

Saí. Percebi finalmente a vastidão que me esperava além do barco. Euforia, alegria e esperança pouco a pouco substituem o desgaste e a aflição. Perder o controle restabelece minha segurança. Um passo, dois passos, alguns passos firmes até sentir o vento forte. Por algum tempo, eu não o notava, mas o alvoroço que ele causa me lembra dos riscos e de que ali não há muito o que fazer por mim mesma. Estou me afundando nos mesmos sentimentos, pensamentos e sensações. Não consigo, não sei voltar. Desesperada e sem recursos, só me resta pedir socorro. Com sua força, ele me faz respirar outra vez. Ele poderia ter me punido e me entregado à frágil salvação de meus próprios méritos, mas Ele me concedeu vida de novo, sim, eu tenho uma nova chance. Ele muda o cenário e então meu barco se estabiliza, sem que eu tenha feito nada para isso.

A brisa sopra suave, levanto-me silenciosa da areia, coração ainda acelerado, tua voz acalmou a tempestade em mim.



Ósculos santos,
Iky Fonseca
*Baseado em Mt 14.22-33
quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Corações incircuncisos

O livro de Jeremias traz um conteúdo de advertência ao povo de Deus que estava em pecado, afastando-se de Deus, cometendo idolatria e contaminando-se. O capítulo 6:10 de Jeremias trás o seguinte versículo: "a quem falarei e testemunharei, para que ouçam? Eis que os seus ouvidos estão incircuncisos e não podem ouvir; eis que a palavra do Senhor é para eles coisa vergonhosa; não gostam dela. Ainda no livro de Jeremias, vemos no capítulo de número 9:26 o seguinte versículo: [...] porque todas as nações são incircuncisas, e toda a casa de Israel é incircuncisa de coração.
Em termos médicos a circuncisão, significa a remoção do prepúcio, por razões higiênicas, possíveis infecções, dentre outras e no caso dos judeus por uma questão religiosa, era um requisito obrigatório da lei de Moisés e significava aliança de Deus com os homens.
Figuradamente, ser incircunciso de coração e ouvidos significa, um coração e ouvidos não responsivos, que não respondem a palavra de Deus, que não ouvem a palavra, não consagrados ao
Senhor.

Refletindo nessa palavra pude perceber quantas vezes nos assemelhamos ao povo de Judá! Endurecendo os nossos corações e ouvidos, nos tornando incircuncisos, ou seja, desaliançados, não consagrados, ao contrário, nos contaminando com os prazeres que o mundo nos tem oferecido. Deixando a Deus e seguindo aos deuses deste século, sendo infiéis a sua palavra, idolatrando o mundo e aceitando as suas ofertas. E, mesmo diante dos nossos ouvidos e corações incircuncisos, o Senhor nos chama a restauração e arrependimento, assim como chamou a Judá. Ele deseja que sejamos como vasos de barro em suas mãos de oleiro, como mostra o capítulo 18:1-6: Palavra do Senhor que veio a Jeremias dizendo: dispõe-te, e desce a casa do oleiro, e lá ouvirás as minhas palavras. Desci à casa do oleiro, e eis que ele estava entregue à sua obra sobre as rodas. Como o vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou na mão, tornou a fazer dele outro vaso, segundo bem lhe pareceu. Então, veio a mim a palavra do Senhor: não poderei eu fazer de vós como fez este oleiro, ó casa de Israel? - diz o Senhor; eis que, como o barro na mão do oleiro, assim sois vós na minha mão, ó casa de Israel.

Assim deseja o Senhor,   nos quebrar, nos refazer, nos dar ouvidos  dispostos a ouvir e um coração pronto para obedecer.
Que nossos corações ouvidos sejam inteiramente consagrados a Deus e dispostos a fazer a sua soberana e perfeita vontade.



Com amor,
terça-feira, 22 de janeiro de 2019

O meu Deus

O meu Deus cuida de mim, Ele me cerca por trás, por diante, por todos os lados, por cima, por baixo e me preenche por dentro. O meu Deus, me surpreende, me avisa, prepara todas as coisas antes mesmo que saiba que irei precisar delas. O meu Deus me consola, me abraça, me abriga, me refugia, me conforta, me acalma, me diz palavra de vida eterna. O meu Deus se alegra comigo e tem esperança em mim. O meu Deus sonhou comigo, escreveu meus dias em seu livro, me teceu no ventre de minha mãe. O meu Deus tem um destino para mim, Ele mesmo, minha origem. O meu Deus é o princípio e o fim, o sim e o amém, o meu Deus é. O meu Deus se fez semelhante a mim e ainda mais se humilhou, o meu Deus se importou, nos reconectou, com incomparável Graça me redimiu. O meu Deus... Mais bravo que os mares, mais suave que a brisa, voz de cachoeira, olhos quentes e pés de espelho. O meu Deus! Foi morto, vive ressurreto, não tem dívidas, nem imperfeições, conversa comigo, me dá amigos e na angústia faz surgir um irmão. O meu Deus, me aperfeiçoa, me purifica, me justifica, me santifica, insiste em mim! O meu Deus tem gentileza tamanha que do botão que se acanha faz a rosa se abrir. E criativo, cria cactos e orquídeas, coqueiros e aboboreiras, hipopótamos e cupins, fungos e tempestades, ar e moluscos, algas e vulcões. O meu Deus, do alto vê tudo isso e ao lado de seus anjos e arcanjos, Ele se inclina para ouvir a minha canção em roupa de prosa. <3

Ósculos para Ele,
Iky Fonseca
quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Jardim

Recentemente enquanto orava clamei ao Senhor pedindo que o ano de 2019 fosse um ano de mudanças, que eu viesse a ser como um Jardim nas mãos do Jardineiro. Pedi que não se importasse com o estado que ele poderia encontrar ao entrar nesse Jardim. Ervas daninhas, solo necessitando de adubo, de chuva, de luz, sombra e boas sementes para que o Jardim ficasse florido e bonito.
Clamei pedindo que removesse as ervas daninhas da minha vaidade, soberba e ego. Que fizesse o melhor adubo no solo do meu coração, rico em nutrientes, a sua palavra (2 Tm 3:16), que plantasse em mim sementes de mansidão, humildade, domínio próprio, amor, alegria, paz, amabilidade, fidelidade e bondade (Gálatas 5:22-23). Que derramasse no solo do meu coração a sua chuva temporã, o derramamento do Espírito Santo (Jl 2:23), que colocasse a luz e a sombra necessárias para que as sementes germinassem e no tempo certo pudessem florescer, transformando um Jardim que antes estava desbotado em um lindo Jardim colorido pelas mãos do Jardineiro, o nosso Jardineiro, Jesus!
Que nesse ano de 2019 você seja como um Jardim nas mãos de Jesus. Permitindo que Ele entre, faça morada e se torne o seu Jardineiro!
Que 2019 seja um ano de FLORESCER.



Com amor, Isnaile.
terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Uma História Star Wars

Na série renomada Star Wars, baseada na história de George Lucas, que teve seus primeiros filmes produzidos no final da década de 1970 e início da década de 1980, há um poder metafísico que é capaz de conceder algumas habilidades aos seres vivos que são sensíveis a ele. Esse poder seria um campo de energia que mantém o universo unido e equilibrado, criado por todas as coisas vivas, esse poder é conhecido como Força.

Percebe-se que é algo extremamente poderoso, logo se faz necessário à busca pelo domínio dessa Força que possui dois lados: a luz e as trevas. Esses lados da Força é característica do caráter do ser humano, por exemplo: a Luz é caracterizada pela compaixão, bondade, altruísmo e humildade. O lado sombrio por sua vez é caracterizado pelo ódio, raiva, ganância. Os maiores praticantes dessa Força são as ordens monásticas Jedi, que tinha sua filosofia voltada para Luz e Sith, que tinha sua filosofia voltada para as trevas.

No episódio V da série (O Império Contra Ataca), uma das cenas finais onde o Jedi Luke Skywalker é capturado e levado pelo Darth Vader para o Imperador dos Sith, Palpatine. Luke e Vader entram em combate enquanto Palpatine tenta influenciar o Jedi a fazer parte do lado negro da Força, fazendo com que o jovem Luke deixasse a raiva e o ódio, característica do lado negro, se sobressaísse  a compaixão e a bondade. Embora a situação fosse adversa, Luke consegue ter domínio próprio, se concentra na Força e deixa o lado da Luz se sobressair.

Em Gálatas 5, a partir do versículo 16, Paulo inicia sua tratativa sobre as obras da carne e os frutos do espírito, que são beligerantes e não entram em acordo. A nossa carne, nossa humanidade, produz imoralidade sexual, impureza e outras coisas que o lado negro da Força no mundo Star Wars produz. Todavia, Paulo diz (e nos diz) em sua carta que devemos ser guiados pelo Espírito, que possui frutos que produzem amor, alegria, paz, paciência, domínio próprio, mansidão, amabilidade e bondade, coisas que o lado Luz da Força produz.

Assim como Luke Skywalker, devemos possuir controle próprio, o que se torna difícil uma vez que nossa natureza nos guia para uma coisa e nosso espírito para outra. Dessa forma, precisamos encontrar a nossa Força. A nossa Força é Cristo, é por meio Dele que venceremos nossa carne e conquistaremos o controle próprio e para isso é preciso que o lado espiritual seja alimentado, o lado mais alimentado estará mais nutrido, mais forte e firme dentro do conflito e para isso, Deus usa sua palavra para nos instruir a termos uma vida de comunhão com Ele a fim de que saibamos alimentar da forma correta o nosso espírito, o lado Luz da Força.

Ouça a voz de Deus, não negligencie algo tão importante da sua vida! Seja Luz! Se encha de Deus Que a real força, a força de Cristo esteja com você!




segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

O Caminho Certo


Recentemente comecei a assistir uma série da CBS chamada God Friended Me, que trata sobre questões de ciência e fé por meio do seu personagem principal Milles Finer, um ateu que produz um podcast “desmascarando” Deus. Até que um dia, o próprio Deus o adiciona no Facebook e indica pessoas desconhecidas que necessitam de alguma ajuda como sugestão de amizades. Miles vai seguindo as coordenadas de Deus mesmo duvidando da sua existência e dessa forma, ajudando a vida dessas pessoas.

Sempre que Miles tentava fugir do caminho que Deus traçava para ele, algo dava errado. Deus age na vida de Miles simplesmente por ele seguir o caminho correto, reconstruindo sonhos e relacionamentos familiares. Podemos perceber, quando atentos, que Deus que nos levar a lugares altos mesmo quando não conseguimos enxergar isso. Ele mostra o caminho a ser trilhado para o nosso sucesso.

Rememorando a saída do ainda Abrão do Egito em direção a Betel, uma cidade situada em Canaã, reflito sobre escolher o caminho certo estando conectado com Deus. Abrão estando com seus servos, todos os bens, sua esposa Sarai e Ló, caminham em direção a Terra Prometida, todavia, no meio do percurso, Abrão e Ló perceberam que teriam que se separar, uma vez que a riqueza de ambos era derivada da pecuária. Muito gado junto poderia provocar uma degradação no solo logo, muito provavelmente por esse motivo houve a necessidade de separação.

 Ló foi para um vale no Jordão, um local bem irrigado perfeito para a criação de gado, uma “terra como o Egito”. Esse é o problema. O Egito naquele período passava por uma crise, era belo, mas passava por uma crise: fome, doença, desnutrição e desigualdade social. Apesar de ser bem irrigado, o vale para onde Ló foi ficava próximo a Sodoma e Gomorra, local habitado por homens perversos.
Abrão por sua vez, foi para Canaã, uma região no Oriente Médio, provavelmente próximo a cidade monumental de Ebla, onde hoje se situa parte da Síria. Lá, as relações comerciais eram agitadas além de ser um povo sofisticado, possuindo um alfabeto, dominavam a metalurgia e possuíam uma boa tecnologia de guerra. Lá era a Terra Prometida, onde Deus fez a promessa para Abrão.

Algo que parecia ser o caminho incorreto, na verdade não era, porque Abrão era justo aos olhos de Deus que possuía planos para ele; ouviu também o chamado de Deus. Quando entregamos nossos caminhos ao Senhor e/ou atendemos o Seu chamado, sempre estaremos em caminhos certos que nos levarão a lugares altos, coisas boas, vitórias. Talvez sonhos que pensávamos que era para nós e não era, Deus muda nossa rota para mostrar que Ele tem coisas melhores para nós! Basta ser fiel desde as pequenas coisas, ser íntegro e seguir as coordenadas de Deus. Não espere Deus te adicionar no Facebook para mostrar o que fazer, ore e medite na palavra!




segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Quem somos?

Jovens que escolheram a santidade para todas as áreas de suas vidas, inclusive para os relacionamentos. Acreditamos que a família é um projeto tão importante que devemos investir nele antes mesmo do namoro e do casamento.

+ lidos da semana

Tecnologia do Blogger.

Jesus Cristo te ama e em breve vai voltar!
Textos e logomarca do Workshop de Solteiros sob Licença Creative Commons Não-comercial 4.0 Internacional . Workshop de Solteiros Blogger - Designed by Johanes Djogan
Licença Creative Commons